Logotipo R10
Ordenação Presbiteral do Frei Cristovão Jakson, filho de Piripiri.

“Ser padre é ser abençoado e verdadeiramente escolhido por Deus. Sem dúvida nenhuma, somente alguém que tem Deus ao seu lado é capaz de realizar tantos feitos como celebrar a Eucaristia, pregar o Evangelho, acolher os pecadores, orientar e acompanhar como somente um pai pode fazer.

Um pai espiritual dado pelo Senhor para nos guiar no caminho da salvação. Ser padre não é uma tarefa fácil! Deixar tudo é entregar-se completamente nas mãos do Senhor pede vocação, força e fé. Muita fé. O padre é um ser humano sujeito a tentações, fraquezas e também emoções e sentimentos.

É claro que, em alguns casos, nem sempre os limites humanos são superados, mas a graça divina e a oração constante são a melhor ajuda para os momentos de dificuldade.

O padre precisa de nós tanto quanto nós dele. Precisa do nosso apoio, colaboração e compreensão; precisa do nosso amor, da nossa amizade e de nossas orações. Precisa que rezemos pedindo que Deus o santifique, ampare e console nos instantes de fraqueza; que Deus lhe dê animo e coragem para seguir confiante e com alegria em sua missão. Este dia deve ser repleto de agradecimentos e louvor pelo padre que temos.

Deve ser o dia de um abraço caloroso e fraternal, de um “muito obrigado” sincero e de festa. Ter um padre em nossas comunidades é uma benção de Deus e isto precisa ser celebrado com muito amor e alegria. Felicidades a todos os padres. Que Deus sempre os abençoe e guarde, hoje e sempre” (papa Bento 16).

Faço minhas as palavras do Papa nesta data em que lembramos o dia do Padre. Padre significa pai, pai do povo que caminha na fé, na esperança, construindo aqui e agora um mundo melhor. Padre também é chamado de Presbítero, ou seja o ancião, homem provado, o sacerdote, homem que servia no templo recebendo as ofertas, homem do sacrifício.

Prefiro chamar de Padre, de presbítero, o homem que tem a missão de acompanhar, de orientar, de coordenar a vida do povo a ele confiado, como pastor que dá a vida pelas suas ovelhas. O homem provado na vocação, como o ouro no cadinho.

Obrigado queridos padres, presbíteros de nossas comunidades, que incansavelmente sem esperar nada em troca, doam vossas vidas, a exemplo do Bom e Amado Pastor. Aquele que vos chamou é fiel. Ele conta com a vossa fidelidade até o fim. “Muitos foram os chamados e poucos foram escolhidos”.

Sim, somos poucos, porém, não estamos sozinhos. Queremos crescer na fraternidade, na ajuda mútua, no encontro afetivo e efetivo, não de servos, mas de amigos. Em primeiro lugar, amigos do Senhor Jesus, pois foi Quem vos chamou por primeiro de amigos. Vocês são meus amigos e eu quero ser sempre amigo de vocês!