Logotipo R10
Lista de expressões racistas que usamos no dia a dia

Mesmo com abolição da escravidão, ainda existe muito racismo no nosso país. Um exemplo disso, são as expressões que usamos hoje, que podem não parecer, mas são racistas.

Para saber mais, selecionamos um post com algumas dessas expressões. Confira:

1. “Samba do crioulo doido”

Título do samba que satirizava o ensino de História do Brasil nas escolas do país nos tempos da ditadura, composto por Sérgio Porto (ele assinava com o pseudônimo de Stanislaw Ponte Preta). No entanto, a expressão debochada, que significa confusão ou trapalhada, reafirma um estereótipo e a discriminação aos negros.

2. “Moreno(a)”

Racistas acreditam que chamar alguém de negro é ofensivo. Falar de outra forma, como “morena” ou “mulata”, embranquecendo a pessoa, “amenizaria” o “incômodo”.

3. “Cabelo ruim”

Fios “rebeldes”, “cabelo duro”, “carapinha”, “mafuá”, “piaçava” e outros tantos derivados depreciam o cabelo afro. Por vários séculos, causaram a negação do próprio corpo e a baixa autoestima entre as mulheres negras sem o “desejado” cabelo liso. Nem é preciso dizer o quanto as indústrias de cosméticos, muitas originárias de países europeus, se beneficiaram do padrão de beleza que excluía os negros.

4. “Serviço de preto”

Mais uma vez a palavra preto aparece como algo ruim. Desta vez, representa uma tarefa malfeita, realizada de forma errada, em uma associação racista ao trabalho que seria realizado pelo negro.

Existem, ainda, aquelas expressões que são utilizadas com tanta naturalidade que muita gente sequer percebe a conotação negativa que tem para o negro. Por exemplo:

5. “Inveja branca”

A ideia do branco como algo positivo é impregnada na expressão que reforça, ao mesmo tempo, a associação entre preto e comportamentos negativos.

6. “Mercado negro”, “magia negra”, “lista negra” e “ovelha negra”

Entre outras inúmeras expressões em que a palavra “negro” representa algo pejorativo, prejudicial, ilegal.

7. “A coisa tá preta”

A fala racista se reflete na associação entre “preto” e uma situação desconfortável, desagradável, difícil, perigosa.

8. “Não sou tuas negas”

A mulher negra como “qualquer uma” ou “de todo mundo” indica a forma como a sociedade a percebe: alguém com quem se pode fazer tudo. Escravas negras eram literalmente propriedade dos homens brancos e utilizadas para satisfazer desejos sexuais, em um tempo no qual assédios e estupros eram ainda mais recorrentes. Portanto, além de profundamente racista, o termo é carregado de machismo.

9. “Denegrir”

Sinônimo de difamar, possui na raiz o significado de “tornar negro”, como algo maldoso e ofensivo, “manchando” uma reputação antes “limpa”.

10. “Cor do pecado”

Utilizada como elogio, se associa ao imaginário da mulher negra sensualizada. A ideia de pecado também é ainda mais negativa em uma sociedade pautada na religião, como a brasileira.

Fonte: Nerdices

7 coisas curiosas que você precisa saber sobre a ereção

Você sabia que que disfunção erétil é a incapacidade de ter ou manter uma ereção enquanto pratica atos sexuais? Para saber mais coisas sobre a ereção masculina, confira o nosso post:

1. Fumar causa problemas de ereção

O tabagismo é a principal causa de problemas de ereção em homens com menos de 40 anos. Fumar causa a obstrução do fluxo regular de sangue, impedindo ou atrapalhando ereções. De acordo com um estudo, homens que fumam 20 ou mais cigarros por dia enfrentam um risco 60% maior de ter disfunção erétil do que os que não fumam.

2. O álcool também atrapalha

Existe um equívoco sobre afirmar que o álcool faz com que as pessoas se sintam sexualmente estimuladas. Na verdade, o álcool é um depressor. Portanto, isso não significa que é preciso parar de beber completamente; a chave está na moderação.

3. Controle o tamanho da cintura

Esta medida realmente depende da estatura, mas de acordo com um estudo da Universidade de Cornell (EUA), homens com cinturas maiores que 40 polegadas (pouco mais de 1 metro) são mais propensos a sofrer de disfunção erétil.

4. Stress e ansiedade

Stress e ansiedade são causas comuns de disfunção erétil. O stress pode ser causado por uma série de coisas, como assuntos do trabalho, problemas financeiros, conjugais ou diversas outras variáveis. Embora não seja possível reverter algumas circunstâncias, é possível fazer algumas coisas para aliviar o stress.

5. Descanse bastante

A privação do sono também pode acarretar em disfunção erétil. Se você não tem um sono regular, deve tentar gerir melhor o seu tempo. Não é preciso cortar diversões ou outras coisas, mas moderar ajuda na organização. Planeje os dias seguintes e priorize descansar o suficiente.

6. Coma bem e se mantenha ativo

Há uma série de exercícios que podem aliviar a disfunção erétil, mas assim como com qualquer problema, é melhor prevenir. Problemas como sobrepeso, diabetes ou ambos podem afetar os nervos do pênis.

7. Saúde oral e sistema imunológico

O Journal of Sexual Medicine publicou um estudo revelando que homens com disfunção erétil são 3 vezes mais propensos a sofrer com doenças periodontais ou gengivais quando comparados com homens que não têm este problema. Isto acontece porque a inflamação, que ocorre em resposta à uma lesão ou infecção, pode se propagar para o resto do corpo. Para impedir, escove os dentes duas vezes ao dia e faça visitas regulares ao seu dentista.

Fonte: Mistérios do Mundo

Saiba como se sentir motivado a qualquer dia e horário

Você é uma pessoa que precisa de motivação? Então esse post é dedicado especialmente para você. Selecionamos algumas maneiras para se sentir motivado em qualquer lugar. Confira:

1. Mensurável

“Quantifique” seu desempenho e tente analisar quanto progresso foi realmente feito após as atividades.

2. Realista

Objetivos realistas consideram e reconhecem imprevistos e coisas que não podem ser controladas ao longo do caminho. Tenha isso em mente.

3. Tempo limite

Não esqueça de definir em quanto tempo pretende completar o objetivo e tente manter as tarefas de acordo com a data escolhida.

4. Atingível

Não determine metas irreais. Escolha objetivos desafiadores, mas próximos da sua realidade.

5. Específico

Separe metas bem diretas e detalhadas para poder cumpri-las.

Fonte: Pav Blog

6 benefícios que você vai ter se acordar cedo

Você não costuma se acordar cedo? Bom, seu pensamento pode mudar depois desse post que mostra os benefícios de se acordar às 6h da manhã. Confira:

1. As pessoas de sucesso fazem isso

Jack Dorsey (fundador do Twitter) disse uma vez ao New York Magazine que seu dia começa antes mesmo das 6 horas, exatamente as 05:30h da manhã, quando ele começa a fazer sua meditação e corrida. Já Richard Branson (fundador do Grupo Virgin), é fanático por acordar cedo, e em entrevista ao Business Insider, ele afirmou que acorda ás 5:45h para praticar exercícios e depois tomar café da manhã, e só depois disso ele começa a trabalhar.

2. Você estará na frente das outras pessoas

Segundo alguns estudos, acordar cedo realmente pode ajudar na descoberta do seu potencial criativo, e além disso, acordar cedo pode desenvolver segurança em você mesmo, já que você está pronto para começar o dia quando todo mundo ainda não acordou. O hábito de fazer as coisas na manhã pode trazer mais energia para o resto do dia e faz com que sinta o prazer do dever cumprido durante mais tempo. Resolver seus problemas mais difíceis ou mais chatos pela manhã diminui o nível de estresse e ansiedade.

3. Se você acordar cedo, você terá tempo para pensar no que fazer

Muitas pessoas por aí não conseguem bater metas simplesmente porque não estão focadas, e quando você começa o seu dia tendo em mente no que precisa fazer e nas suas prioridades, provavelmente as chances de tudo dar certo será mais alta. Como já citamos na matéria, a noite o nosso cérebro está cansado, mas na parte da manhã ele está funcionando perfeitamente, e é nessa hora que devemos pensar exatamente no que fazer.

4. Você pode planejar seu dia

Planejar o seu dia pode fazer a diferença. Algumas pessoas tem o costume de planejar o dia durante à noite, porém é nesse horário que nosso cérebro está cansado e precisando de repouso. A dica é acordar mais cedo e programar todo o seu dia, quanto mais cedo você fizer isso, melhor seu dia será aproveitado e consequentemente você será mais eficaz e produtivo.

5. De manhã é a hora perfeita para fazer exercícios

Se você acordar e fazer algum exercício antes do trabalho, seu corpo vai ficar cheio de endorfina (hormônios liberados quando o corpo faz exercícios e causa euforia e alegria), e essa carga de endorfina pode ser fundamental para que você se sinta cheio de energia e fique mais alerta. A dica é praticar algum exercício antes de ir para o trabalho.

6. Você saberá o que é tomar um belo café da manhã

Vocês já devem ter escutado várias vezes que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, certo? Segundo uma pesquisa da escola de Saúde Pública John Hopkins Bloomberg, nos EUA, mostrou que o café da manhã quando consumido corretamente pode trazer vários benefícios para a saúde. Seu corpo precisa de energia para funcionar de forma correta, ainda mais de manhã, e tomando um bom café da manhã sem pressa com certeza seu dia vai ser outro.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Lista com os 10 melhores HQs de todos os tempos

O site Comick Book Resources fechou a sua enquete sobre os 10 melhores histórias em HQs de todos os tempos e divulgou a lista completa no site.

Em primeiro lugar ficou o clássico de Alan Moore e Dave Gibbons “Watchmen”, seguido pelo segundo lugar “A Saga da Fenix Negra”, dos X-Men de Claremont eByrne.

Dentre as 10 primeiras posições constam roteiristas e ilustradores como Chris Claremont, John Byrne e Terry Austin, além de Frank Miller (pelas histórias de “Batman – Ano um”, “Batman – O cavaleiro das trevas” e “Born again”, da revista “Demolidor”), Neil Gaiman, Grant Morrison e Alex Ross.

Segue abaixo as 10 primeiras posições:

  • 1. “Watchmen”, de Alan Moore e Dave Gibbons
  • 2. “A saga da Fênix Negra”, de Chris Claremont, John Byrne e Terry Austin
  • 3. “Born again” (Demolidor), de Frank Miller e David Mazzucchelli
  • 4. “Batman – Ano um”, de Frank Miller e David Mazzucchelli
  • 5. “Batman – O cavaleiro das trevas”, de Frank Miller e Klaus Janson
  • 6. “All star Superman”, de Grant Morrison e Frank Quitely
  • 7. “Crise nas infinitas terras”, de Marv Wolfman, George Perez, Dick Giordano e Jerry Ordway
  • 8. “Sandman – Estação das brumas”, de Neil Gaiman, Kelley Jones, Mike Dringenberg, Malcolm Jones III, Matt Wagner, Dick Giordano, George Pratt e P. Craig Russell
  • 9.”Reino do amanhã”, de Mark Waid e Alex Ross
  • 10. “Maus – A história de um sobrevivente”, de Art Spiegelman

Dentre os 10 somente “Maus – A história de um sobrevivente”, de Art Spiegelman não retrata uma história de super-heróis, mas sim a vida do pai do quadrinista, como um judeu polonês em um campo de concentração nazista. Essa foi a primeira HQ a vencer o prestigioso Prêmio Pulitzer, em 1992.

Fonte: Via Comic Book Resources

Pessoas com renda maior são mais estressadas

Um estudo realizado pela Universidade Estadual da Pensilvânia, mostrou que pessoas que tem mais dinheiro possuem uma vida mais estressante, do que as que possuem salário mais baixo.

A descoberta foi feita, após pesquisadores analisarem a rotina de trabalho de 122 pessoas que moram em uma cidade da região nordeste dos Estados Unidos. Essas pessoas foram equipadas com computadores portáteis.

Os pesquisadores pediram que em diversos momentos do dia, os trabalhadores usassem os computadores para informar o nível de estresse e de felicidade que sentiam.

O resultado foi que pessoas com rendas e níveis de escolaridade superior informaram que estavam cerca de 28 por cento mais estressadas e 8,3 por cento menos felizes, de forma geral, que os trabalhadores com rendas e níveis de escolaridade inferiores.

Fonte: Pav Blog

Derrota do seu time faz você ter um mau desempenho no trabalho

Um estudo feito pela Universidade da Tessalônica, Grécia, mostrou que pessoas que vem o time do coração perder, possuem um desempenho pior no trabalho.

A descoberta foi feita após os pesquisadores analisarem 41 voluntários de um quartel do exército, no qual torciam para times diferentes da Grécia.

Cada participante recebeu um diário que deveria ser preenchido toda segunda-feira, por um mês. O único requisito é que os participantes deveriam acompanhar os jogos do seu time favorito, no estádio, na TV ou no rádio.

No diário, os participantes começaram pela avaliação do time no dia anterior, assinalando o quanto concordavam com a frase “estou satisfeito com o resultado do meu time”. Depois, tinham que definir suas sensações pela manhã, selecionando palavras como entusiasmado, alerta, inspirado ou então chateado, irritável e nervoso.

O resultado foi que quando o time tinha jogado mal no dia anterior, os participantes sentiam desde fraqueza até falta de foco no trabalho e voltavam para casa com a sensação de que não conseguiram cumprir nada do que era necessário para aquele dia. Não era só uma questão de ganhar ou perder. Quando o time ganhava, mas o torcedor avaliava mal o jogo – o que os pesquisadores chamaram de vitória insatisfatória – o futebol continuava a potencializar o desânimo da segunda-feira.

O pior é que o campeonato só servia para acabar com o dia mesmo. Porque quando o time ia bem, os funcionários não se sentiam mais inspirados ou entusiasmados.

Fonte: PavBlog

6 maneiras de acabar com a ressaca

15 de outubro de 2016 09:53h Categoria: Curiosidades Comentários ()
6 maneiras de acabar com a ressaca

Uma das piores coisas é a famosa ressaca. Você fica totalmente desnorteado e não consegue fazer quase nada depois do porre.

Para te ajudar nessa, selecionamos algumas dicas de como acabar com a ressaca. Confira:

1. Ovo cru

Outra opção natureba para curar a ressaca é mistura ovo cru com molho inglês, sal e pimenta. O ovo, entretanto, não deve ter a gema estourada e você deve engolir tudo de uma vez. Se isso funciona, a gente não sabe; portanto, se você tiver coragem de testar, é por sua própria conta e risco.

2. Limão

Já em Porto Rico, o ritual envolve um limão. Mas não vá pensando que eles curam a ressaca preparando uma caipirinha: na crença popular do país, esfregar um limão nas axilas pode ajudar a combater os efeitos do porre. Se isso funciona a gente não sabe, mas que deve deixar a pessoa com um cheirinho agradável, isso deve.

3. Cerveja

Você já deve ter ouvido o ditado de que o melhor jeito de curar a ressaca é continuar bebendo. Na Dinamarca, existe até uma cerveja específica para isso: a Reparationsbajer, ou “Cerveja de Reparação”. Alguns cientistas inclusive acreditam que uma pequena dose alcoólica durante a ressaca pode ajudar a eliminar o álcool da noite anterior.

4. Café expresso

Na Itália, o expresso é a bebida preferida na hora de curar a ressaca. E quanto mais forte o café, melhor: ele supostamente dilata os vasos sanguíneos do cérebro, aliviando aquela dorzinha de cabeça chata que insiste em te lembrar que a noite anterior foi de enfiar o pé na jaca.

5. Conserva de picles

Mas se ao invés de um refrigerante você quiser uma solução mais natural, você pode tomar um bom tanto do suco da conserva do picles. Supostamente, o sal e o vinagre dessa composição restauram os níveis de eletrólitos do corpo, só que parece ser algo bem difícil de engolir.

6. Sprite

Pesquisadores chineses analisaram como 57 tipos diferentes de bebida agiriam sobre os efeitos da ressaca, e o resultado surpreendeu: segundo eles, a Sprite é o refrigerante que tem o melhor potencial de curar o porre da noite anterior. O refrigerante é o que mais elimina a substância química acetaldeído, que é a principal responsável pelos efeitos ruins da ressaca.

Fonte: Mega Curioso

7 fobias que você pode ter e não sabe

Algumas pessoas têm fobia e nem sabem. Para você entender melhor, selecionamos algumas fobias e veja se você se identifica com alguma delas. Confira:

1. Tripofobia

As pessoas que sofrem de tripofobia geralmente tem horror de buracos aglomerados encontrados em grandes organismos. Se você sente algo ruim ao olhar para a foto acima, provavelmente você tem tripofobia e não sabia.

2. Somnifobia

Alguns casos de pessoas que têm insônia são normais e todo mundo ao menos uma vez na vida tem dificuldades para ter uma boa noite de sono, certo? Mas as pessoas que tem a somnifobia tem medo de dormir, onde algumas acham que os pesadelos a atormentarão e outras acham que jamais irão acordar.

3. Gefirofobia

Você tem medo de pontes ou viadutos? Então provavelmente você tem uma fobia chamada gefirofobia e não sabe. Pessoas com essa condição morrem de medo ao atravessar pontes.

4. Fobofobia

Como uma pessoa pode ter fobia de fobia? Difícil de acreditar, mas realmente existe esse distúrbio. Não se sabe exatamente como ocorre o desencadeamento dessa fobia, mas estudos dizem que é uma espécie de medo do próprio medo, ou medo de ter medo.

5. Hippopotomonstrosesquipedaliofobia

Sim, esse nome realmente existe! Bom, na verdade quem tem essa fobia não pode nem ler essa palavra, porque esse distúrbio faz com que as pessoas tenham medo de palavras longas.

6. Ecofobia

Imaginem o quanto os aparelhos domésticos facilitam as nossas vidas? Agora imaginem uma pessoa que não suporta nem ficar perto de um desses aparelhos domésticos!? Pois é, essas pessoas tem um distúrbio chamado de ecofobia.

7. Ombrofobia

Ombrofobia é o medo da chuva e quem sofre disso pode ter graves crises de ansiedade. Estudiosos dizem que esse distúrbio pode ser desencadeado na infância pois os adultos sempre passam medo nas crianças dizendo que a chuva é uma coisa ruim.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Saiba o que é síndrome da fome noturna

Para quem não sabe, a síndrome da fome noturna tem como principais características o excesso de fome noturna- a hiperfagia, - que leva a um consumo alto de calorias neste período; a ausência de fome pela manhã, normalmente com pouca ingesta ou ausência de desjejum, e os problemas de sono, principalmente a dificuldade para começar a dormir (insônia inicial).

Os primeiros casos desta síndrome foram registrados na década de 50. Acredita-se que a Síndrome da fome noturna está presente em até 25% da população com aumento de peso.

O ritmo circadiano nada mais é que o equilíbrio que ocorre no nosso organismo durante a noite e o dia, ou durante o sono e a vigília e todos os ajustes que se fazem necessários em nosso corpo para que isto ocorra. E justamente aí está o problema: um descompasso entre a melatonina, os clock genes e a serotonina fazem com que as pessoas com a Síndrome da fome noturna acabam tendo fome à noite, perda do apetite de dia e problemas com o sono.

Existem várias opções de tratamento para a Síndrome da fome noturna, mas, basicamente, duas abordagens são necessárias A primeira opção é o tratamento comportamental - com psicoterapia e mudanças de hábitos de vida -, mas, em algumas situações, o endocrinologista precisa introduzir medicação.

Fonte: Minha Vida

7 maneiras de ficar acordado sem precisar beber café

Algumas pessoas precisam tomar café para se manter acordadas. Mas você sabia que existem outras formas de conseguir essa façanha sem precisar tomar café? Pois é, selecionamos uma dessas coisas para você. Confira:

1. Mastigue chiclete

Vários estudos indicaram que manter a boca ocupada ajuda a manter a mente atenta. Mastigar chiclete pode ser a solução para quem quer se manter acordado durante o dia, porque aumenta a circulação e ativa várias regiões do cérebro. Além disso, pode ajudar as pessoas a se concentrarem em provas, reduzir a ansiedade e aumentar a compreensão na leitura.

2. Evite as telas

Já passamos muitas horas do dia olhando para telas — de celulares, tablets e computadores. Esse tipo de comportamento pode causar problemas como irritação, visão dupla e outros problemas como dor de cabeça.

A melhor alternativa é diminuir a quantidade de tempo que se passa na frente delas, arrumar a postura, piscar constantemente e olhar por 20 minutos para outros objetos que estejam distantes.

3. Escute música

Ouvir sua playlist favorita, além de ser bem divertido, pode ser um ótimo método para se manter acordado. Um estudo de 2011 descobriu que, quando as pessoas escutavam por apenas 15 minutos músicas que provocavam um “arrepio”, grande quantidade de dopamina era produzida – uma substância do cérebro que está ligada a desejo.

No entanto, algumas playlists podem ser melhores do que outras. Outra pesquisa descobriu que, quanto mais variedade, mais estimulantes. Uma alternativa ainda melhor: cantar junto. Um estudo da Universidade de Oxford notou que as pessoas que cantavam se sentiam menos cansadas e com mais energia.

4. Movimente-se

Movimentar-se, seja dançando ou fazendo uma caminhada, é bem importante para a saúde, bem-estar e para produzir endorfina – substância que diminui o estresse e a fadiga, aumentando o sentimento de euforia.

5. Respire fundo

Essa técnica é bem comum na meditação por um motivo: diminui o estresse e a ansiedade, fortalecendo o sistema imunológico. Uma respiração profunda e calma leva mais oxigênio para o cérebro e, consequentemente, ajuda a nos manter atentos.

6. Água

Se manter hidratado é fundamental para evitar fadiga, confusão e até palpitações no coração. Isso porque a água é fundamental para levar oxigênio para o sangue e para o cérebro. Um estudo da Universidade Tufts descobriu que uma pequena falta de água – 1% a 2% – já pode causar fadiga e cansaço.

7. Soneca

Em 2008, para descobrir qual era a alternativa mais indicada para evitar aquele sono que bate à tarde, pesquisadores britânicos compararam o poder de uma noite bem dormida, de um café e de uma soneca. A terceira foi a mais efetiva. Outros estudos descobriram que dormir melhora a memória, o aprendizado e o pensamento criativo, até uma soneca de seis minutos já ajuda a reter informações. O truque está exatamente na duração do sono – o indicado é de 5 a 15 minutos, mais do que isso pode te deixar lento.

Fonte: PavBlog

Suposto corpo de sereia é encontrado em praia

Turistas tiraram uma foto de um suposto corpo de uma sereia em uma praia de Great Yarmouth, na Inglaterra. Os fãs desses seres míticos estão adorando a ideia de as sereias serem mesmo reais.

Na imagem, é possível ver claramente a parte de cima de um humano com cauda de peixe.

Porém, existem duas hipóteses sobre o caso: como vocês devem saber, o Halloween está chegando e alguém pode ter feito uma brincadeirinha malandra; por outro lado, há quem acredite que o cadáver pertence a um golfinho. Mas até agora nada foi confirmado sobre o corpo misterioso.

Fonte: Mega Curioso

Reclamar demais faz mal à saúde

10 de outubro de 2016 08:45h Categoria: Curiosidades Comentários ()
Reclamar demais faz mal à saúde

Em estudos realizados por pesquisadores, ficou provado que reclamar demais pode estar associado a doenças perigosas como a depressão.

Lamentar-se constantemente pode representar uma forma de canalizar raiva e medo, uma maneira de justificar a falta de controle sobre o que sentimos e, não raro, nos paralisa diante de circunstâncias da vida.

Segundo psicólogos, ficar irritado, estar sempre reclamando e de mau humor pode ser um traço de personalidade excêntrica, mas chama a atenção para um problema maior, que pode passar despercebido: a distimia. Essa doença é uma forma crônica de depressão, com sintomas mais leves. Enquanto a pessoa com depressão grave fica paralisada, quem tem distimia continua tocando a vida, mas está sempre desmotivada e, por consequência, tende a reclamar mais. Por isso é bom prestar mais atenção sobre as suas reclamações.

Fonte: PavBlog

Espremer espinhas pode levar a morte

É quase impossível resistir a tentação de espremer uma espinha. Confesse que você já espremeu aquela quando está bem madurinha. Mas você sabia que mexer com elas pode ser muito perigoso?

O alerta é feito pelos dermatologistas, que em alguns casos, espremer espinhas pode levar até a morte.

Especialista contam que a parte mais perigosa fica na região conhecida como “triângulo perigoso”, área que vai da ponte do nariz até os cantos da boca. O problema é que essa região é bem vascularizada e conta com diversos vasos que se comunicam com a cavidade craniana.

Acontece que, quando esprememos espinhas que aparecem nessa região, abrimos caminho para que possíveis infecções aconteçam — e sejam transportadas diretamente até o cérebro pela corrente sanguínea.

Dessa forma, em determinadas situações, consideradas raras, o simples ato de cutucar a pele pode resultar em tromboses do seio cavernoso — ou seja, formação de coágulos em uma das veias localizadas na base do cérebro —, meningites e abscessos cerebrais. Levando a morte.

Portanto, quando um dia você se olhar no espelho e encontrar uma daquelas espinhas amarelonas no rosto, resista à tentação e a deixe quietinha.

Fonte: Mega Curioso

Beber moderadamente pode diminuir o envelhecimento

As Universidades de Tel Aviv, em Israel e de Columbia, nos Estados Unidos apontaram, que beber bebidas alcoólicas moderadamente, mas com frequência, pode ajudar a combater o envelhecimento.

O estudo usou testes feitos com fungos da levedura (cujo organismo funcionam de forma muito parecida com a dos seres humanos) mostraram que o processo de encurtamento das pontinhas dos cromossomos demora mais para acontecer sob influência de álcool. A consequência disso é que o DNA é mantido vivo por mais tempo, retardando o envelhecimento.

Então, o resultado mostrou que beber moderadamente deixa você mais jovem porque funciona como uma fonte da juventude para suas células.

Fonte: Segredos do Mundo

 6 maneiras apreender as coisas mais rapidamente

Se você é daquelas pessoas que gosta de apreender muitas coisas, essas dicas vão facilitar sua aprendizagem. Confira:

1. Não queira ser multitasking

É bacana acreditar que você é capaz de assoviar e chupar cana ao mesmo tempo, mas a verdade é que o cérebro humano, por mais desenvolvido que seja, simplesmente não é capaz de prestar atenção em mais de uma tarefa por vez. Sem saber no que direcionar sua atenção, o cérebro acaba divagando e só consegue se focar de novo depois de 25 minutos, em média.

É até possível que você consiga ser multitasking, mas, em longo prazo, tudo o que você terá aprendido será em termos superficiais, e não muito profundos.

2. Tente não ser perfeccionista

A máxima de que “ninguém é perfeito” é mais do que verdadeira, mas nem sempre a levamos a sério e frequentemente sentimos a necessidade de cobrar resultados além do que deveria ser cobrado. Aceitar a capacidade de errar é saudável em termos de aprendizado, até mesmo porque errar é uma forma de aprender.

3. Aprenda coisas que sejam empolgantes

Da mesma maneira que crianças se interessam mais pelas coisas novas e curiosas, nós, ainda que crescidinhos, tendemos a prestar mais atenção em coisas que não sejam chatas. Isso é meio óbvio, mas às vezes a obviedade precisa ser lembrada.

O segredo? Apostar em apelos visuais, canetas coloridas, marcadores de texto e relações divertidas entre conteúdo. Joshua Foer, memorista campeão dos EUA, consegue se lembrar de uma sequência aleatória feita por um baralho completo em menos de dois minutos. Como? Ele associa cada carta a uma imagem estranha, e assim melhora substancialmente seu poder de memorização.

4. Pratique novas atividades

Parece até mentira, mas a verdade é que treinar coisas novas aumenta a massa cinzenta do cérebro. Em 2004, isso foi comprovado em um estudo que avaliou a massa cerebral de pessoas que estavam aprendendo a fazer malabarismo – enquanto treinavam, a matéria cinzenta aumentou e, quando pararam de treinar, ela simplesmente sumiu.

5. Ensine para alguém aquilo que você acabou de aprender

Se você acabou de ter uma aula sobre o Existencialismo, por exemplo, experimente explicar para alguém algum ponto de vista do filósofo francês Jean-Paul Sartre ou do escritor Albert Camus. A pessoa entendeu o que você explicou? Bingo! Todo mundo sai ganhando: você e a pessoa. Ela, porque aprendeu algo novo; você, porque reforçou o conteúdo que havia entrado recentemente em seu cérebro.

6. Tente ler mais rápido

Há estudos que sugerem que ler mais rápido nos faz aprender mais rapidamente. A questão aqui é treinar o cérebro para que ele processe palavras mais rapidamente, de modo que, com o passar do tempo, você vai conseguir ler blocos inteiros de palavras em vez de interpretar cada uma delas individualmente.

Fonte: Mega Curioso

Saiba o que Define o teor alcoólico da cerveja

E aí, quando coloca o álcool? Praticamente todo cervejeiro já ouviu alguma vez na vida essa pergunta. E, mesmo que já se conheça bastante sobre o processo de produção da cerveja, ainda há muita gente que tem dúvidas sobre como a bebida passa a ter álcool.

Em primeiro lugar, não se coloca o álcool na cerveja. Por definição legal cerveja é uma bebida alcoólica por fermentação, ou seja, ele é um elemento que a compõe. “É uma bebida que nasce com o álcool, é natural dela”, explica o coordenador técnico da Escola Superior de Cerveja e Malte, Honorato Pradel Neto.

O processo no qual o álcool é formado é a fermentação, penúltima etapa na fabricação. Nele, que pode durar de uma semana até meses, as leveduras consomem os açúcares fermentáveis produzidos durante a mosturação, etapa na qual já se começa a definir a quantidade de álcool que a bebida terá.

Sopão de malte

A mostura consiste no cozimento do malte de cevada e, quando houver, outros grãos. Esses grãos possuem amido, uma macromolécula que precisa ser quebrada em moléculas menores, os açúcares fermentáveis. “Eu costumo brincar com os meus alunos que a levedura tem uma boquinha muito pequena, que precisa de moléculas menores para poder se alimentar”, diz.

O resultado desse cozimento é o mosto, um ‘sopão’ açucarado no qual as leveduras serão inseridas após resfriado. Esses microorganismos, sejam de alta fermentação (Ale) ou baixa fermentação (Lager) irão comer esses açúcares e transformá-los em álcool e outros compostos, como o CO².

Mais açúcar, mais álcool

Esse mosto terá um extrato original, a quantidade de açúcares fermentáveis que foram extraídos do malte e adjuntos. Então, quanto mais alto o extrato, maior será a quantidade de açúcares para a levedura fermentar e mais álcool poderá ser gerado. “Quanto mais ingredientes você bota, mais pode fornecer açúcares fermentáveis”, comenta. Após a fermentação, o mosto terá um novo número, o extrato final, que é o quanto de açúcares sobraram. A diferença entre os extratos inicial e final dirá a quantidade de álcool que a cerveja terá.

Os estilos de cerveja possuem algumas diretrizes que costumam ser seguidas pelos cervejeiros, entre elas a quantidade de álcool que os caracterizam. Há quem burle essas regras, mas aí estará fazendo uma bebida fora do estilo. Uma Pilsen, que tem entre 4,2% e 6% de álcool, tem extrato original menor do que uma Doppelbock, por exemplo, que pode ter entre 7% e 10% de álcool. “Eu posso ter uma Pilsen com mais álcool. Só vai fugir do estilo”, diz.

Fermentação é chave

Acontece que mesmo quando se tem um extrato original com muito açúcar pode-se ter uma cerveja menos alcoólica. “Vai muito mais da condução da fermentação”, comenta. O cervejeiro poderá deixar as leveduras agirem por mais ou menos tempo sobre o mosto, para que consumam a quantidade de açúcares que ele quer. Se elas agem por pouco tempo, geram menos álcool. Até a temperatura nessa hora interfere. As Lagers, por exemplo, fermentam melhor com baixas temperaturas, enquanto as Ales, nas mais altas.

Fundamental para o aroma

O álcool é importante para os aromas da cerveja. Pradel explica que o elemento ajuda no processo de formação dos ésteres, que são compostos derivados da reação entre álcool e ácidos, e são os perfumes da cerveja. “Se não houvessem álcoois, os ésteres não seriam formados”, comenta. O álcool também aumenta a sensibilidade de outros sabores e aromas, deixando-os mais perceptíveis. “O álcool dissolve algumas substâncias, que evaporam junto com ele, e você percebe melhor os aromas”, explica.

Fonte : G1

8 sinais de que existe vida fora da Terra

Você acredita extraterrestre? Pois é, algumas pessoas acreditam e outras duvidam da existência desses seres.

Mas acreditando ou não, selecionamos para você uma lista de alguns sinais da existência de vida extraterrestre. Confira:

1. OVNIs observados em Bonnybridge, Escócia

A pequena cidade de Bonnybridge, Escócia, é conhecida como a capital do OVNI (Objeto Voador Não-Identificado) na Escócia por um bom motivo: mais de 300 ocorrências de OVNIs são registradas anualmente na região.

2. Hieróglifos egípcios

Os hieróglifos egípcios incluem desenhos feitos na pedra que sugerem que objetos muito parecidos com discos voadores podem ter sido vistos no Vale do Rio Nilo.

3. Lua Europa, de Júpiter

Estudos recentes sugerem que uma das luas de Júpiter, Europa, pode conter bactéria vermelha congelada. Isto fez com que os cientistas inferissem que a presença de bactéria indica que possa haver formas de vida mais evoluídas no local.

4. Fósseis de aliens

Pesquisadores encontraram uma pedra marciana na Antártida que conteria nanobactérias fossilizadas. Isto levou a especulações de que o asteroide teria ido parar no planeta bilhões de anos atrás e pode ter originado as formas de vida que hoje temos.

5. O micróbio de Marte

Os russos recentemente descobriram um micro-organismo que tem uma rara capacidade de sobrevivência contra as radiações nocivas à vida e que nunca havia sido vista em nenhum outro organismo da Terra. Os cientistas acreditam que este germe pode ter sido originado em Marte a partir de vida extraterrestre.

6. Embaixadora

A astrofísica malaia Mazlan Othman é a diretora do gabinete de assuntos extraterrenos das Nações Unidas (UNOOSA, na sigla em inglês), um organismo que lida com toda a atividade relacionada ao espaço. Mazlan é a encarregada de dar as boas-vindas para a eventualidade de eles fazerem contato.

7. Equação de Drake

De acordo com este argumento, nossa galáxia, a Via Láctea, contém mais de 400 bilhões de estrelas e os cientistas acreditam que pelo menos metade tem um planeta girando em sua órbita. O astrônomo e astrofísico Dr. Frank Drake usou este número para sugerir a possibilidade de que em algum destes sistemas pode ter havido condições para a geração de vida.

8. Apollo 11

Quando os astronautas pousaram na Lua na missão Apollo 11 observaram um objeto não identificado voando próximo do local em que estavam. Primeiro presumiram que era parte do foguete SIV- B, mas depois confirmaram que ele estava a 9.656 km de distância. Isto não foi explicado até os dias de hoje.

Fonte: Nerdices

Quem mente mais: homens ou mulheres?

Em uma pesquisa feita por pesquisadores do Museu de Ciência de Londres, provou que os homens mentem mais que as mulheres. Pelo menos na Inglaterra, eles são capazes de contar pelo menos três mentiras por dia. Já as mulheres contam apenas duas.

Mas outra pesquisa feita pela psicóloga americana Bella DePaula da Universidade de Harvard, aponta e eles e elas mentem com a mesma frequência, mas por motivos diferentes.

De acordo com a pesquisa, homens mentem mais para contar vantagem e se livrar de problemas. Por outro lado, as mulheres inventam para livrar os outros, e não elas, de algum sofrimento.

Fonte: Pavblog

5 substâncias consideradas mais viciantes do mundo

Algumas substâncias são consideradas muito perigosas por serem bastante viciantes. Para saber quais são essas substâncias e para você ficar longe delas, confira a nossa lista:

1. Cocaína

A cocaína tem o poder de mudar a forma de atuação da dopamina, impedindo que alguns neurônios se comuniquem quando estão ao seu redor, o que basicamente estimula a área de recompensa do cérebro de maneira anormal – testes já revelaram que o uso da substância triplica os níveis de dopamina no cérebro.

Das pessoas que experimentam a droga, 21% se tornarão dependentes dela em algum momento da vida, e, ainda que seja semelhante a outras drogas estimulantes, como a metanfetamina e a anfetamina, a cocaína é mais popular e mais perigosa por ser de fácil acesso.

2. Barbitúricos

Remédios utilizados para controlar crises de ansiedade e induzir o sono fazem efeito porque “desligam” algumas áreas do cérebro. Doses baixas causam efeito de euforia, mas em excesso podem levar à morte por suprimir as vias respiratórias. Esse tipo de remédio causou muita dependência quando era vendido sem controle de receituário, há algumas décadas. A utilização de barbitúricos deve ser feita apenas com recomendação médica e acompanhamento.

3. Heroína

A droga considerada com maior poder de vício do mundo faz com que o nível de dopamina no cérebro aumente em até 200%. Outro perigo dessa droga, além do altíssimo potencial de vício, é o fato de que uma dose mortal é apenas cinco vezes maior do que a dose utilizada pelos usuários, ou seja: é muito fácil se confundir e ter uma overdose.

4. Álcool

Eis uma substância bastante popular e de acesso fácil que também tem muitos efeitos no cérebro. Assim como outras drogas citadas nesta lista, o álcool aumenta a produção de dopamina, causando a sensação de euforia e de bem-estar. O perigo das bebidas alcoólicas, em termos de vício, é que, quanto mais a pessoa bebe, mais dopamina seu cérebro libera, e mais ela quer beber.

5. Nicotina

Essa substância de rápida absorção, presente nos perigosos cigarros, é absorvida pelo pulmão assim que a fumaça é inalada e, a partir daí, já chega ao cérebro – só para você ter ideia, mais de dois terços das pessoas que experimentam cigarro acabam ficando viciadas ao longo da vida. A nicotina, quando chega ao cérebro, aumenta em até 40% os níveis de dopamina, que provoca a sensação de prazer.

Fonte: Mega Curioso