Logotipo R10
5 dicas para ter uma boa noite de sono

Dormir bem é fundamental para garantir a saúde do cérebro. As pessoas que dormem pouco, menos de 6 horas por noite, têm mais chances de apresentarem doenças cardíacas, obesidade e depressão.

A falta de sono prejudica as funções cognitivas, acaba com a energia e a disposição para as atividades diárias e limita a produtividade, a capacidade de aprendizado e a alegria.

Se você tem problemas para dormir, confira algumas dicas que podem te ajudar a melhorar esta realidade: 

1. Atenção – Muitas pessoas acham normal ter insônia. Comece a reparar em seus hábitos de sono e veja se tudo está realmente normal. Registre também como está seu humor e sua produtividade ao acordar. Se você identificar padrões estranhos, comece a mudar a rotina e procure a ajuda de um médico.

2. Ritual – O ator de ir para a cama deve ser como um ritual. Prepare-se para dormir e prepare também o ambiente onde você dorme. Não deixe a televisão ou o computador ligados antes de ir para a cama, pois eles podem adiar o seu sono. Tente dormir todas as noites no mesmo horário.

3. Sono de Qualidade– Se você trabalha muito cedo e é obrigado a acordar, faça de tudo para ter boas horas de sono. Isso inclui ter uma cama confortável e um bom travesseiro. Seu corpo precisa se sentir descansado.

4. Não tire sonecas – Dormir durante o dia é muito prejudicial para a qualidade do sono noturno. Se você tem o hábito de descansar depois do almoço, não deixe que a soneca dure mais do que 30 minutos.

5. Esqueça os problemas – A hora de dormir não é momento de reflexão. Tente esvaziar a mente e não fique pensando nos problemas e revirando na cama. Você não vai mudar sua vida ou resolver os problemas enquanto está deitado. Então, aproveite o momento apenas para descansar.

Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Por que o ovo de páscoa é tão caro aqui no Brasil ?

É comum nessa época do ano as comparações entre ovos de páscoa e barras de chocolate. Sempre que questionadas a respeito das diferenças de valores, as empresas que fabricam os chocolates atribuem a "culpa" ao processo de produção, custo de logística e embalagens. A sazonalidade da produção também faz forte influência sobre o preço do produto final.

Segundo o Procon-SP, os ovos de chocolate ficaram cerca de 4,84% mais caros que em 2017. Enquanto as barras de chocolate tiveram uma média de redução de 4,25% em seus valores. Apesar do aumento no valor dos produtos, durante uma feira que aconteceu em São paulo, o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Cacau, Chocolate, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), Ubiracy Fonseca, disse estar otimista e eles apostam na tradição brasileira de presentear os entes queridos com os ovos de chocolate.

Os preços

Segundo Renata Moraes, vice-presidente do Grupo CRM, dono das marcas Kopenhagen e Brasil Cacau, "o empresário pensa em uma produção apenas para um período do ano, então ele tem que negociar um lote de embalagem especial, um lote de matéria-prima, um custo de mão de obra diferenciado. Então é mesmo diferente do custo de um produto que fica o ano inteiro disponível."

Outro fator citado pela executiva seria a fragilidade do produto e os custos indiretos. Como margem de devolução, ovos danificados, entre outros. De acordo com o presidente da ABICAB, o processo de embalagem dos ovos na maioria dos casos é feito manualmente. E as embalagens são mais sofisticadas do que das linhas de chocolates regulares. O que consequentemente acaba por elevar os preços do produto final. O presidente da ABICAB destaca ainda que o varejo tem suas próprias políticas de preço.

Há quem afirme que o preço destes produtos, na verdade, possam ter pouca relação com seus custos de produção. Os preços estariam diretamente relacionados pela forma pela qual os consumidores valorizam o produto. Ou seja, os consumidores atribuem valor ao produto o suficiente para que sejam pagos os preços praticados.

A antropóloga Silvia Borges diz que o valor dos ovos de Páscoa vai muito além do seu valor na etiqueta. "Do ponto de vista simbólico, a questão é que as pessoas atribuem ao ovo de Páscoa o símbolo de um momento especial, que começou com a tradição religiosa, mas que hoje transcende esse significado. É uma troca social. Mesmo sabendo que o preço vai diminuir um ou dois dias depois, a pessoa quer participar da troca no feriado e se dispõe a pagar mais por isso."

Fonte: Fatos desconhecidos.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Cientistas revelam como era o verdadeiro rosto de Jesus Cristo

Se você tivesse que descrever a aparência de Jesus, como você imaginaria as suas feições? Você diria que ele tinha a pele clarinha ou mais morena? E a cor dos olhos e dos cabelos de Cristo, você acha que suas madeixas eram quase louras e os olhos dele eram azuis como vemos em muitas de suas representações? Com respeito à estatura e ao porte físico, você teria algum palpite?

Na realidade, apesar de Jesus ser uma das figuras históricas mais emblemáticas, influentes e conhecidas do planeta, foi só bem recentemente — mais precisamente, em 2001 — que um grupo de cientistas forenses conseguiu reconstruir a imagem de como possivelmente era o seu rosto. Afinal, as descrições que existem na Bíblia são um pouco vagas, e nenhum dos artistas que reproduziu imagens de Cristo encontrou pessoalmente o Homem.

Reconstruindo o passado :

O resultado foi revelado em um documentário produzido em parceria entre a BBC e o Discovery Channel. E para conduzir a reconstrução, os pesquisadores empregaram as tecnologias mais avançadas que tinham à mão na época, assim como o crânio de 2 mil anos de um homem judeu, documentos antigos e técnicas forenses.

O rosto de Jesus, como você verá logo mais, provavelmente era muito diferente daquele que estamos habituados a ver.

A Bíblia não é — o que podemos dizer — muito clara quando o assunto é descrever a aparência de Jesus. Então, depois de conduzir extensos estudos, a equipe de cientistas forenses concluiu que, em vez de Cristo ser louro, alto, ter olhos azuis e a pele branquinha, suas feições deveriam ser mais condizentes com as dos judeus de sua época.

De acordo com sua reconstrução, Jesus deveria ter os cabelos curtos, escuros e provavelmente encaracolados, e a tonalidade se sua pele seria mais morena. Além disso, outras características de seu rosto, como os lábios e o nariz, também destoam das feições “europeizadas” com as quais estamos habituados.


Fonte: Com Informações do Mega curioso.

Qual o limite máximo e o mínimo para os batimentos cardíacos?

Se você está lendo esse post é inegável que seu coração está batendo. Mas você tem ideia de quantas vezes o coração de uma pessoa saudável precisa bater? Será que existe um limite mínimo e máximo para os batimentos cardíacos serem considerados normais?

De acordo com especialistas, essa é uma questão de pode variar bastante. Além da média de batimentos cardíacos variarem muito de pessoa para pessoa, outros fatores podem influenciar bastante, para mais ou para menos, a frequência cardíaca sem, necessariamente, indicar um risco para a saúde.

Batimentos cardíacos x idade

Um dos fatores que mais pesam na média de batimentos cardíacos, por exemplo, é a idade. O coração de um jovem saudável, entre 15 e 20 anos, costuma bater entre 60 e 90 vezes por minuto.

Ao mesmo tempo, o coração de um recém-nascido bate entre 120 e 140 batimentos por minuto (ou bpm), uma vez que seus sistemas de regulação do sistema circulatório ainda não estão bem desenvolvidos. Nesse caso, a frequência cardíaca ajuda a fornecer mais oxigênio ao coração e vai diminuindo à medida que a criança vai crescendo.

Bpm x outros fatores

Mas é normal que em circunstâncias os batimentos cardíacos fiquem abaixo ou acima da médias consideradas ideais sem indicar complicações. Isso acontece porque o coração está  ligado ao cérebro e ao corpo por estímulos nervosos e são esses estímulos que refletem o ritmo que o coração vai trabalhar.

Quando se malha, por exemplo, é comum que os batimentos cardíacos cheguem a 150 ou 160 e isso não é ruim para a saúde. Ao mesmo tempo, enquanto a gente dorme, é normal que o coração chegue a 40 bpm, bem abaixo, mas também sem representar riscos.

Para saber sobre os batimentos cardíacos

1. Frequência cardíaca muito baixa faz com que menos oxigênio circule pelo corpo. Se você estiver dormindo, um frequência de 30 bpm não causará problemas, mas se você estiver desperto, pode provocar desmaios e, em casos extremos, pode até mesmo matar.

2. O limite ideal dos batimentos cardíacos, no caso de uma pessoa jovem e saudável, por exemplo, fica entre 60 e 90 bpm.

Um atleta, no entanto, pode chegar a ter a frequência cardíaca de 40 bpm sem que isso seja considerado anormal. Isso acontece porque o coração de quem pratica muita atividade física é mais eficiente e consegue bombear mais sangue pelo corpo em poucas batidas.

3. O coração funciona com dois movimentos: diástole (quando o órgão se enche de sangue) ou sístole (quando o sangue é bombeado para o corpo). Quando o coração acelera, ele encurta a diástole. Isso faz com que o órgão envie menos sangue para o corpo e cause cansaço e até desmaios.

4. Um frequência cardíaca perto dos 180 bpm é sinal de alerta total e de perigo de morte.

E então, matamos sua curiosidade? Você sabia que os batimentos cardíacos de alguém poderia variar também assim? Não deixe de comentar!

Agora, falando em coração, você vai se surpreender com esse outro post: Americano consegue viver sem coração por 1 ano e surpreende medicina.

Fonte: Mundo Estranho



Sabe aquele

Se você é daqueles que prefere uma carne mal passada a ponto de sentir o sangue da vaca, temos uma má notícia: aquele líquido vermelho que escorre por seu prato não tem nada a ver com isso. 

Apesar de a cor e a aparência nos remeter ao sangue propriamente dito, aquilo lá nada mais é do que água misturada com uma proteína chamada mioglobina. E não faz mal nenhum ingerir.

A mioglobina tem um papel fundamental na vida do bovino, transportando o oxigênio para todas as suas células musculares. Essa proteína é naturalmente avermelhada, por isso é fácil de confundi-la com o sangue. Além disso, a mioglobina também escurece quando exposta ao calor, ou seja, ainda que o bife esteja no ponto ou bem passado, a proteína que se parece com sangue ainda estará lá.

Além disso, é papel da mioglobina dar o tom avermelhado à carne. Como os bovinos utilizam mais a musculatura para tarefas extensivas, eles possuem a carne mais vermelha do que outras espécies. Os frangos possuem uma pequena quantidade de mioglobina nas asas, por isso essa parte costuma conter carnes mais escurecidas.

Já os peixes não requerem tanta musculatura assim, posto que nadar e boiar é relativamente fácil. Portanto, sua carne tende a ser muito mais clara do que a bovina. O atum é quase uma exceção: como são peixes que nadam grandes distâncias durante muito tempo, a quantidade de mioglobina é maior, fazendo com que a sua carne seja um pouco mais escura do que seus “primos” de rios e mares.

Fonte: Com informações do Megacurioso


Dez grandes ameaças que poderiam destruir a vida na Terra

Não são raras as previsões de grandes desastres que poderiam acabar com a vida na Terra. Contudo, até o momento, não existe nenhum dado concreto ou uma data estipulada para tal tragédia. Felizmente, os cientistas ainda trabalham com hipóteses sobre situações que poderiam destruir nosso planeta, como a queda de asteroides, pragas e guerras. Mas nada impede que, no futuro, essas hipóteses se tornem realidade.

Confira 10 grandes ameaças que poderiam nos levar ao Apocalipse:


1 - Aquecimento global - Se o gelo das calotas polares da Terra derretesse, isso faria com que os oceanos se elevassem muito, fato que seria catastrófico para a civilização humana. Mais de 75 por cento da população mundial vive abaixo de altitudes seguras, incluindo Londres e outras grandes cidades.

Além disso, um planeta mais quente também poderia desencadear a propagação de doenças infecciosas, a acidificação dos oceanos e o aumento de secas e da fome. Um aumento de apenas seis por cento da temperatura global será suficiente para acabar com a vida no planeta.

2 - Explosão de raios gama - Explosões de raios gama são flashes de luz, provavelmente causados pela fusão de duas estrelas colapsadas. Essas são as mais poderosas explosões de energia do universo, cerca de dez quatrilhões de vezes mais fortes que o Sol.

Até agora, as explosões têm acontecido em galáxias distantes milhões de anos-luz da Terra. Agora, se um flash intenso de raios gama atingisse a Terra por dez segundos, ele seria suficiente para cozinhar a atmosfera e destruir a camada de ozônio, causando um grande evento de extinção em nosso planeta.

3 – Pandemia - Ao longo da história muitas doenças mortais surgiram. A Peste Negra matou um em cada quatro europeus no século 14, enquanto em apenas dois anos a gripe espanhola de 1918 levou, pelo menos, 50 milhões de vidas. Especialistas dizem que é apenas uma questão de tempo até que apareça uma nova pandemia global.

4 - Ascensão dos robôs – Parece coisa de filme, mas é possível. No futuro, as máquinas de matar robóticas podem dominar o planeta. As Nações Unidas apelaram recentemente a uma proibição de robôs assassinos. Especialistas indicam que a inteligência artificial pode ser a "maior ameaça existencial" para os seres humanos.

5 - Buraco negro - Nossa galáxia está cheia de buracos negros, formados quando estrelas gigantes entram em colapso. Em julho deste ano, cientistas da Universidade de Durham descobriram cinco buracos negros que apresentam bilhões de vezes o tamanho do nosso sol. Uma passagem do buraco negro nas proximidades da Terra poderia ejetar o planeta do sistema solar.


6 - Guerra global - Muitos cientistas ainda estão preocupados com a clássica ameaça da guerra nuclear global. Há estoques enormes de armas nucleares ao redor do mundo, que poderiam desencadear uma catástrofe se caíssem em mãos erradas.


Atualmente, nove países são conhecidos por terem capacidades nucleares, incluindo a Rússia, Paquistão e Coréia do Norte, que possuem cerca de 16.300 armas nucleares. Além disso, existem também as armas biológicas, que são uma ameaça ainda maior para a nossa existência.

7 - Inversão dos pólos – Esse fenômeno significaria um grande prejuízo para o campo magnético do planeta. Uma nova pesquisa, publicada no ano passado pela Agência Espacial Europeia (ESA), mostra que o campo magnético da Terra está se enfraquecendo 10 vezes mais rápido do que se pensava anteriormente, e que poderia virar dentro dos próximos 100 anos.

O campo magnético desvia tempestades de partículas e raios cósmicos do sol. Cientistas afirmam que, sem essa proteção magnética, a atmosfera da Terra seria diretamente atingida, destruindo a camada de ozônio.

8 – Supervulcão - Muitos acreditam que a próxima erupção perigosa para a Terra será a do supervulcão do parque nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O vulcão Yellowstone entra em erupção num ciclo de quase 600.000 anos. Os especialistas prevêem que, quando ele entrar em atividade novamente, as consequências para o mundo serão catastróficas. Poucos minutos depois da explosão dezenas de milhares de pessoas estariam mortas, o sol seria bloqueado por cinzas, a temperatura global iria despencar 21 graus, a chuva iria se transformar em ácido e a maioria dos seres humanos seria exterminada.

9 - Invasão alienígena – Se os aliens finalmente chegarem ao planeta Terra em grande número, estaria decretada a nossa destruição. Os invasores extraterrestres poderiam saquear nossa água e trazer pragas mortais para os seres humanos.

10 - Impacto de um asteroide - Um asteroide grande o suficiente para acabar com a civilização na Terra poderia entrar em colisão com o nosso planeta no futuro. Os especialistas concordam que esse asteroide só acontece uma vez a cada um milhão de anos.


Fonte: sitedecuriosidades.com

É verdade que vinho tinto causa dor de cabeça?

Uma das bebidas mais tradicionais de todas é conhecida também por causar um efeito indesejado em muitas pessoas: dores de cabeça. Ainda que muita gente acredite que apenas vinhos e má qualidade causem as enxaquecas, a verdade é que não é bem assim: muitas vezes, as dores têm relação com alguma substância presente na bebida.

Alimentos e bebidas fermentados, como é o caso do vinho e do queijo, têm, em sua composição, substâncias conhecidas como histaminas, que provocam sintomas alérgicos. O vinho tinto é conhecido por ter níveis mais elevados dessa substância – além do mais, o consumo de álcool por si só já aumenta os níveis de histamina na correte sanguínea.

Para evitar as dores de cabeça, o ideal é tomar um anti-histamínico mais ou menos uma hora antes de começar a beber – é preciso ter cuidado, no entanto, com outras reações eventuais do consumo de álcool com o do medicamento. Além do mais, beber com moderação é fundamental para não ter problemas de saúde.

Outras substâncias

Outra substância presente em queijos e em vinho tinto é a tiramina, um aminoácido naturalmente produzido durante a fermentação. Essa substância altera nossa pressão sanguínea e é conhecida também por causar enxaquecas. Para evitar esse problema, não consuma vinho com queijo ou com outros produtos que foram fermentados.

Já a prostaglandina é um componente presente no vinho e que também tem relação com dores e inflamações. Para driblar esse efeito indesejado, o ideal é tomar aspirina ou ibuprofeno antes de encher a taça. Isso, claro, é uma dica que deve ser colocada em prática com moderação, já que a administração desses medicamentos juntamente com o álcool causa problemas de fígado.

Tem mais!

Os taninos e os fenólicos são componentes da casca da uva e que agem dilatando os vasos sanguíneos – o resultado? Dores de cabeça, é claro. A dica aqui é simplesmente evitar o consumo de vinho tinto e não beber quando estiver de cabeça quente, já que o estresse também atua como vasodilatador, o que é pior para as dores de cabeça. Procure por vinhos que sejam feitos com uvas de baixo teor de taninos, como a Pinot Noir.

Agora se a questão é lidar melhor com a ressaca, saiba que ela geralmente é causada por desidratação, então o ideal é consumir água enquanto bebe vinho para se manter hidratado, além, é claro, de dar preferência aos produtos com menos teor alcoólico e de sempre, sempre mesmo, beber com moderação e somente quando não estiver dirigindo.

Fonte: Portal Dicas de Saúde

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Arqueólogos acreditam que encontraram tumba de São Nicolau o 'Papai Noel'

Arqueólogos turcos encontraram o que pode ser a tumba de São Nicolau, o Papai Noel. Os restos mortais foram encontrados embaixo de uma igreja que homenageia o santo na província de Antalya, na Turquia — local no qual acredita-se que ele tenha nascido, segundo o jornal Hürriyet.

Os especialistas usaram uma espécie de raio x para detectar a estrutura, mas ela está envolta em relevos de pedra e mosaicos que precisam ser preservados, o que fez com que o ritmo das escavações diminuísse.

"Obtivemos resultados muito bons, mas o verdadeiro trabalho começa agora", disse Cemil Karabayram, diretor de levantamentos e monumentos em Antalya, ao Hürriyet. "Vamos chegar ao fundo e talvez encontremos o corpo imaculado de São Nicolau".

Nem todos concordam sobre a localização do corpo de 1674 anos de idade, entretanto. A história mais conhecida até então é a de que o santo teria sido transportado para a cidade de Bari, na Itália, por comerciantes italianos em 1087, cerca de 700 anos após sua morte.

Pensando assim, marinheiros podem ter contrabandeado ou roubado os ossos para preservá-los durante um período em que a cidade estava sob ataques frequentes dos turcos Seljuk. Esses conflitos resultaram na demolição e reconstrução da igreja, quando se acredita que os restos tenham sido retirados do túmulo de São Nicolau, apesar das objeções dos gregos ortodoxos.

Mas não é nisso que os historiadores turcos acreditam. Os documentos estudados pela equipe sugerem que esse outro corpo seja de um padre, e que Papai Noel foi enterrado em uma câmara que permaneceu intocada, embaixo da igreja em Antalya. "Os olhos do mundo estarão voltados para cá. Nosso turismo terá um grande momento. Após muitos anos ganharemos dinheiro graças ao Papai Noel", disse Karabayram.

Entretanto, para Carol Meyers, que dirige uma organização dedicada ao legado de São Nicolau, essa especulação é muito prematura: "Se as relíquias forem encontradas, precisarão ser datadas e examinadas por especialistas internacionais. Os turcos, é claro, estão muito interessados em promover o turismo", disse à National Geographic.

Fonte: revistagalileu

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Imagem de santa 'chorando sangue' impressiona fiéis no México

Milhares de fiéis estão se deslocando para o vilarejo de Cupilco, região Sul do México, para visitar a imagem da Virgem Maria que, conforme os próprios devotos, está 'chorando sangue' devido o forte terremoto que atingiu o México no início de setembro, deixando quase 300 mortos. Os fiéis em peregrinação encontram renovação no local.

Em uma reportagem publicada pelo site Mirror, um devoto que visitou o local afirmou ter visto a estátua 'chorando'. Uma emissora de televisão do país teria feito imagens da santa 'chorando' o que seria 'lágrimas de sangue', conforme diz a reportagem.

Muitos dos visitantes se dizem curiosos e até surpresos com o 'choro' da santa. Católica fervorosa, Candelaria Perez esteve no santuário e durante entrevista contou que sua visita foi uma prova de aproximação. 

“Eu acredito que Deus e a Virgem Maria já fizeram muitos milagres”, contou. 

Fonte: IG.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Raro: Ovelha mutante nasce com 5 patas na Inglaterra

Um fazendeiro na Inglaterra ficou chocado quando um de seus animais deu à luz a uma ovelha mutante. O animal nasceu com cinco patas e surpreendeu a todos. Os moradores da região ficaram impressionados. A ovelha se tornou famosa em todo o país.

Ele explica que não tinha visto nada parecido antes. Sua filha é uma veterinária, e tratou do caso. A explicação mais provável para o fenômeno é o subdesenvolvimento do embrião do outro animal. O feto não teria conseguido evoluir durante a gestação e gerou um órgão residual em seu irmão.

Pai e filha analisaram a situação e resolveram amputar o membro. A pata estava impedindo ela de se alimentar, pois ficava bem no caminho até sua boca. Uma cirurgia foi feita e poucas horas estava de volta com sua mãe, se divertindo. 

Fonte: IG.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Pesquisa revela que crianças herdam a inteligência das mães

Segundo um recente estudo publicad no Psychology Spot, as pessoas nascem com genes condicionados que funcionam de forma diferente, dependendo se são herdados da mãe ou do pai, e quando se trata de Q.I. (Quociente de Inteligência), os genes são puxados da mãe.

Como os genes de inteligência estão localizados no cromossomo X e as mulheres carregam dois deles, significa que as crianças têm duas vezes mais chances de herdar a inteligência da mãe.

Além disso, somente o cromossomo X feminino possui impacto no cérebro e só funcionam se forem recebidos da mãe.

Fonte: Vix.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Saiba porque sentimos muito frio quando estamos com febre

Ter febre alta é algo extremamente desagradável e que já aconteceu com quase todo mundo. Quando a temperatura do corpo fica mais alta do que o normal, além de diversos desconfortos, o que sentimos também é muito frio, mas por que será que isso acontece?

A febre, como qualquer termômetro pode nos mostrar, é o aumento da temperatura corporal, e isso ocorre geralmente por causa de infeções, doenças autoimunes, reações a alguns medicamentos e até por causa da formação de coágulos sanguíneos e de câncer.

Como essas condições podem desencadear uma resposta inflamatória do corpo, a temperatura acaba aumentando mesmo, e as moléculas chamadas pirogênios são as principais responsáveis por fazer com que o cérebro produza a febre.

A região cerebral do hipotálamo serve também como uma espécie de termostato do corpo. É o hipotálamo que nos passa a mensagem de calor e que nos faz ter tremores, arrepios e constrição dos vasos sanguíneos na superfície da pele. É por causa disso que sentimos frio e a necessidade de buscar cobertores.

A verdade é que, quando estamos com febre, o hipotálamo nos faz ter a mesma reação de quando estamos com temperatura menor do que 37ºC. Todo esse mal-estar é provocado justamente para que percebamos que há algo de errado e que precisamos tomar alguma providência.

Quando os pirogênios somem da corrente sanguínea, no caso de febres intermitentes, o hipotálamo percebe essa variação de temperatura e faz com que o corpo resfrie, por isso começamos a suar muito quando a febre está quase passando.

Fonte: Com informações do Megacurioso

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Por que não podemos beber água salgada ?

Quantos copos de água você bebe por dia? Essa água é doce ou salgada? Doce, você responde, logicamente. Mas por que será que a água salgada não deve ser bebida? Existe um fator além do gosto horrível, e talvez você ainda não saiba disso.

A água salgada causa desidratação. Como assim? Imagine que você levou um caldo na praia e acabou bebendo um pouco da água do mar. Nesse caso, seu corpo precisa urinar mais volume do que o de água ingerido para se livrar de todo o sal extra, fazendo com que você sinta mais sede do que nunca.

Alguns animais têm seus corpos preparados para o sal extra. Os albatrozes, por exemplo, contam com uma glândula atrás de seus olhos, responsável pela filtragem da água salgada. O sal extra é então eliminado pela ponta do bico desses animais.

Dessalinização

Se você está se perguntando como é que a Ciência ainda não trabalha com a dessalinização da água, a resposta é: esse tipo de tecnologia existe, mas demanda um uso de energia muito intenso.

De acordo com o Live Science, os processos de dessalinização ocorrem em muitos lugares do mundo, mas, devido aos custos e à energia necessária, vários países ainda preferem não oferecer esse tipo de serviço.

Fonte: Com informações do Megacurioso

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

O que comer antes de dormir ? Ou é melhor não comer nada ?

Já está quase na hora de ir para cama e você já fez o jantar, mas ainda queria comer mais alguma coisa. Aí bate aquela dúvida: o que é melhor para não acabar com a dieta e nem atrapalhar seu sono, fazer um lanchinho ou ir logo dormir? E se preferir a primeira opção, o que comer antes de dormir? 

A revista norte-americana "Women's Health" tirou essas dúvidas com Lisa Moskovitz, nutricionista de Nova York, nos Estados Unidos. Para ela não há uma resposta exata para todas as perguntas, mas algumas dicas podem ajudar a entender o que comer antes de dormir e ou até quando vale a pena ir direto para a cama sem passar pela cozinha. 

Fome x Sono

Segundo Lisa, para ter um sono de qualidade não é bom ir dormir nem com fome nem muito cheio de comida. No primeiro caso, é provável que seja difícil adormecer com a barriga roncando.

Já no caso de exagero logo antes de ir para cama, o sono também pode ser sem qualidade por causa da dificuldade do corpo em digerir os alimentos. Também há o risco de se sentir inchado. "E níveis ruins de sono podem levar a queda nos níveis de energia e fadiga. Além disso, noites mal dormidas estão relacionadas ao ganho de peso, principalmente se o lanche da noite é cheio de calorias vazias ou em excesso", afirma a especialista em nutrição.  

Escala da fome

Uma sugestão de Lisa para saber se deve ou não comer antes de ir para cama é fazer uma escala da fome, de 1 (pouca fome) a 10 (realmente faminto). Se a nota for de 5 para baixo, pode ingerir apenas um copo de água ou um chá quentinho antes de deitar. Muitas pessoas pensam que estão com fome, quando na verdade só precisam se hidratar. Ter essa escala da fome ajuda a não derrapar na dieta. 

Entretanto, de acordo com a especialista, se sua fome estiver acima do 6, o aconselhável é preparar um lanche antes de dormir, mas lembrando de incluir ingredientes leves e ficar atenta às calorias. "O lanche não deve passar de 200 kcal", diz Lisa. 

Se estiver com mais fome, um item que pode entrar na lista de o que comer antes de dormir é um lanche integral - pode ser torrada integral, cereal rico em fibras ou mesmo pipoca. "Carboidratos integrais ajudam a liberar serotonina no cérebro, o que contribui para que a pessoa se sinta calma e pronta para dormir", indica a especialista norte-americana. Por outro lado, fique longe de comidas com muita proteína ou gordura - nada de manteiga na pipoca - ou corre o risco de ter dificuldades na digestão que podem atrapalhar o sono. 

Fonte: iG

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Saiba quais são as principais causas de morte pelo mundo

Se você tivesse que chutar qual é a principal causa de morte pelo mundo, qual seria o seu palpite? O câncer? Complicações provocadas pela desnutrição? Os acidentes de trânsito? Pois, de acordo com Rachael Rettner, do site Live Science, um relatório divulgado pela The Lancet, uma prestigiosa revista científica de medicina, revelou essa informação e uma porção de dados mais sobre como anda a expectativa de vida e a saúde pelo mundo.

Levantamento interessante

Segundo Rachael, as estimativas revelaram que foram registradas 54,7 milhões de mortes no mundo só no ano de 2016 e, dessas, 72,3% aconteceram por causas “não comunicáveis”, isto é, por problemas de saúde que não são transmitidos de uma pessoa para outra, como é o caso de condições cardiovasculares.

Aliás, a principal causa de morte no mundo em 2016 foi a doença arterial coronariana, com quase 9,5 milhões de fatalidades registradas no ano passado, representando um aumento de 19% nos casos desde 2006. O diabetes também matou bastante gente, 1,4 milhão de pessoas, e foi uma causa de morte que sofreu um incremento de 31% nos últimos 10 anos.

O relatório apontou ainda que cerca de 19% das mortes registradas em 2016 foram causadas por doenças comunicáveis, por problemas transmitidos pela mãe durante a gestação, por condições transmitidas logo após o nascimento e resultantes de deficiências nutricionais. Ademais, 8% das fatalidades totais foram causadas por acidentes e ferimentos.

Ainda sobre as mortes causadas por doenças comunicáveis, transmitidas pela mãe na gestação, logo após o nascimento e resultantes de deficiências nutricionais, a estimativa apontou uma queda de quase 24% entre 2006 e 2016.

Outro dado importante revelado pelo levantamento é que as mortes entre crianças com menos de cinco anos de idade sofreram um declínio significativo, ficando abaixo de 5 milhões de fatalidades pela primeira vez na era moderna. Além disso, o número de vítimas de HIV/aids entre crianças e adultos caiu (46% nos últimos 10 anos), assim como as mortes provocadas pela malária (26% desde 2006).

Vida longa

Com relação à expectativa de vida média global, hoje ela é de 72,5 anos de idade, ou de 75,3 anos para mulheres e de 69,8 anos para os homens, o que representa um aumento significativo quando comparado à expectativa de vida média registrada em 1990, que era de 65,1 anos de idade, ou com a de 1970, que era de 58,4 anos apenas.

Sobre o país com a maior expectativa de vida do mundo, não temos grandes surpresas: o Japão ficou com o primeiro lugar, com uma idade média de 83,9 anos. Já a nação com a menor média no planeta é a República Centro-Africana, onde a expectativa de vida média é de 50,2 anos de idade.

A análise dos dados apontou também que o número de mortes relacionadas com conflitos e com o terrorismo sofreu um aumento de 143% nos últimos 10 anos, somando 150,5 mil em 2016. Segundo o relatório, esse incremento se deve às tensões registradas principalmente no Oriente Médio e norte da África. Ademais, o levantamento revelou que 1,1 bilhão de pessoas no mundo vive com algum tipo de distúrbio mental ou de problema com o uso de drogas.

Os responsáveis por elaborar o relatório concluíram que as pessoas estão vivendo mais e que nos últimos 10 anos, avanços na área da saúde permitiram que o número de fatalidades provocadas por determinadas doenças e condições fosse controlado. Por outro lado, apesar desse progresso, o mundo ainda sofre com uma variedade de problemas, como a obesidade, a violência, o abuso de drogas e condições mentais.

Fonte: Com informações do Megacurioso

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Crustáceo com cabeça de boneca assusta nas redes sociais

Um morador da ilha Henderson, no oceano Pacífico, fotografou uma cena inusitada: um crustáceo que “capturou” a cabeça de uma boneca de plástico para usá-la como sua casa. Compartilhada na rede social Reddit , a imagem começou a fazer muito sucesso entre seus usuários, além de deixar muitos deles assustados com a cena.

Identificado como um caranguejo-dos-coqueiros, o crustáceo e a boneca ilustram um grave problema para as populações marinhas: a poluição dos oceanos e de áreas litorâneas. Com o aumento de dejetos em tais regiões, a fauna começa a buscar alternativas para a falta de recursos naturais, que além do caso do crustáceo, podem vitimar, por exemplo, tartarugas que ingerem sacolas plásticas como se fossem águas-vivas.

Um usuário explicou, em seu Twitter, que “isso é, na realidade, muito mais triste do que assustador, já que resulta da falta de conchas o suficiente para todos os crustáceos. Não colete conchas específicas das praias, os animais precisam delas para sobreviver”.

Toy Story da vida real?

Por outro lado, muitas pessoas lembraram do longa-metragem Toy Story , já que, no primeiro dos três filmes, um brinquedo mutante muito semelhante ao "crustáceo-alienígena" aparece. Chamado “babyface” – ou “bebê chorão”, na tradução para o Brasil – , ele é um dos brinquedos de Sid, o principal antagonista da história da Pixar.

Pensando na natureza assustadora do brinquedo de Toy Story, algumas pessoas chegaram a sugerir que, na realidade, foi a grande cabeça de plástico que decidiu realizar o "sequestro" para usar as patas do caranguejo como um complemento de seu corpo. A idea não passou de uma brincadeira, é claro.

Mas, e você, acha que o "caranguejo-boneca" é uma imitação do filme ou uma triste amostra das consequências da poluição marinha?

Fonte: ig

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Lencinhos umedecidos para bebês podem ser perigosos, diz estudo

Para a maioria das mães, os lencinhos umedecidos são essenciais na hora de trocar o bebê, podendo ser extremamente úteis para os casos de emergência. No entanto, de acordo um estudo publicado na revista Pediatrics, o produto pode estar causando uma série de reações alérgicas graves na pele das crianças. Com informações da NBC News.

De acordo com a doutora em dermatologia e coautora do estudo, Mary Wu Chang, da Universidade de Connecticut, nos EUA, o problema por pode ser mais comum do que as pessoas percebem.

Segundo Chang, seis casos foram relatados sobre crianças que desenvolveram erupções misteriosas de pele. A primeira delas, uma menina de oito anos, apareceu com manchas vermelhas ao redor da boca e nádegas. A princípio, os médicos trataram o caso com antibióticos e esteroides. Embora o problema tenha sido aliviado, ele sempre voltava.

Chang então resolveu olhar para o histórico médico da criança, considerando a possibilidade de uma reação alérgica. “O que me fez pensar nos lencinhos umedecidos era que a erupção cutânea estava no rosto e nas nádegas“, disse. “Então eu perguntei à mãe o que ela estava usando para limpá-la”.

A mãe lhe teria dito que realmente usava os lencinhos para higienização da filha. Então, Chang se lembrou de um relatório que havia lido recentemente sobre um homem belga que havia desenvolvido uma reação alérgica a dois conservante químicos, conhecido como metil-cloroisotiazolinona / metilisotiazolinona (MCI / MI), que é muito comum em produtos de cuidados pessoais, higiene, cosméticos, etc.

A médica então testou a menina para alergia a MCI, recebendo um resultado positivo de retorno. Logo, quando a mãe interrompeu o uso dos lenços, viu que a alergia havia desaparecido.

Nos 22 meses seguintes, foram relatados outros cinco casos semelhantes no país, todos apresentando sintomas semelhantes. Entretanto, Chang afirma que ainda não é seguro dizer aos pais que evitem completamente os lencinhos umedecidos, embora recomende o uso de produtos alternativos.

Eles são tão convenientes“, disse ela. “Eu tenho três filhos, então eu sei o quão difícil é fazer as mudanças, especialmente quando você está viajando. Mas talvez quando você estiver em casa, seria melhor usar um limpador mais suave e água. Dessa forma, você minimiza a exposição”.

Fonte: jornalciencia

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

8 coisas que você pode estar fazendo errado na hora do banho

Há muitas coisas que aprendemos a fazer tão cedo, logo nos primeiros anos de vida, que nos acostumamos e mal sabemos que estamos fazendo de maneira errada.

Nesse sentido, o site Reader’s Digest publicou uma lista bem interessante mostrando 8 hábitos que temos, que podem estar equivocados, ao fazer uma das tarefas diárias de nossas vidas: tomar banho.

O artigo apresenta o ponto de vista de dermatologistas sobre oito possíveis erros que talvez a maioria de nós nem saiba que está cometendo na hora de lavar o corpo. Confira os itens abaixo e aprenda o jeito mais indicado para se ter um banho mais eficiente e saudável:

1. Esfregar o couro cabeludo com as unhas

O jeito mais indicado para esfregar os cabelos é usando os dedos para fazer espuma. Até aí, tudo bem, mas se você utiliza as unhas para friccionar o couro cabeludo, você está fazendo de uma forma errada. Isso, em vez de causar a sensação frescor e relaxamento, pode arranhar e descamar a região, conforme explicou a dermatologista Sandy Johnson, da Clínica de Dermatologia Johnson, em Fort Smith, no Arkansas, EUA.

Procure também evitar esfregação agressiva dos cabelos entre os dedos. Segundo a Dra. Sandy, isso pode causar danos aos fios e deixar as extremidades rachadas

2. Usar sabonete sem hidratante

Procure sempre utilizar os produtos que contêm a identificação de hidratantes ou que possuam ácido esteárico na composição. É isso que recomenda a Dra. Mona Gohara, dermatologista da Clínica Advanced Dermcare, em Connecticut, EUA. Segundo ela, os produtos que não contêm ingredientes hidratantes, como a maioria dos sabonetes desodorizantes antibacterianos, podem deixar a sua pele muito ressecada.

3. Banhos longos e muito quentes

Quem não gosta de chegar em casa e tomar um bom banho quente, principalmente no inverno? Apesar de muito atrativo, o ideal é que a temperatura da água não seja tão alta, conforme explica a Dra. Gohara. Banhos muito quentes e prolongados podem acabar com os óleos e lipídios naturais da pele, responsáveis pela retenção de água que a mantém úmida.

4. Não usar condicionador no couro cabeludo

Se você procura sempre condicionar os cabelos, é importante se certificar de que está fazendo da maneira correta e, segundo a Dra. Johnson, o certo é fazer isso por toda a extensão dos cabelos, da raiz às pontas. A maioria das pessoas costuma concentrar o condicionador apenas nos fios, e isso acaba evitando que a pele do couro cabeludo seja hidratada, o que previne contra coceira e caspa.

5. Usar esponjas de maneira agressiva

As esponjas são ásperas e, se utilizadas com muita força, podem acabar com a barreira de proteção natural da pele. Segundo a Dra. Johnson, as nossas mãos já são suficientes para esfregar o corpo, mas as pessoas que preferem usar algum utensílio para o banho devem fazê-lo junto com outro reserva. Eles devem ser alternados para realizar a limpeza e evitar o acúmulo de bactérias. A Dra. Gohara recomenda a utilização de panos de algodão, como aqueles de bebês, esfregando suavemente pela pele.

6. Usar aparelhos de depilação com muitas lâminas

Uma lâmina por si só já corta os pelos e, com eles, também parte da sua pele. Agora imagine aparelhos com quatro, cinco ou mais. Então, por isso, a Dra. Gohara afirma que aparelhos com uma ou duas lâminas são ideais para minimizar os traumas dessa forma de depilação. Ela também ressalta que outro ponto a ser cuidado é a técnica utilizada.

De acordo com a médica, o correto é mover o aparelho para baixo e para fora do corpo. Depilar no outro sentido pode facilitar a ocorrência de cortes, inflamação dos folículos e irritação. Utilizar cremes e espumas especiais ou sabonete como lubrificante também são recomendados para uma depilação segura.

7. Não enxaguar direito o corpo e o cabelo

A Dra. Johnson explica que todo o sabonete e o shampoo utilizados devem ser retirados do corpo. Caso contrário, as regiões podem apresentar irritação e obstrução dos poros, o que pode ocasionar acne. Portanto, é muito importante garantir que todas as regiões que receberam esses itens sejam bem enxaguadas. Outra dica interessante é afastar a cabeça do tronco na hora em que for retirar os produtos passados no cabelo. Isso faz a espuma e o excesso irem direto pela água corrente e não pelo corpo, prevenindo contra a formação de espinhas nas costas

8. Esperar para passar loção

As loções pós-banho penetram melhor na pele quando ela está um pouco úmida. Assim, o ideal é que se aguarde alguns minutos, mas que esses produtos sejam aplicados ainda no ambiente quente e úmido do banheiro, após se secar levemente com a toalha, conforme recomenda a Dra. Gohara.

Fonte: Com informações do Megacurioso

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Ciência explica como escolher a fila mais rápida do supermercado

Uma coisa é certa, fila mais curta nem sempre vai te garantir andar mais rápido no mercado. Existem outros fatores que ajudam na escola.

Ninguém ama ficar em filas, e elas fazem a gente perder um tempo precioso. Quantas vezes você está indeciso e fica trocando  para a fila mais curta no supermercado, apenas para se atrasar mais quinze minutos ?  Enquanto isso, todas as outras filas já andaram e a sua está travada! Parabéns, você é um de muitos!

O senso comum pode nos dizer para nos juntarmos à fila mais curta – mas existe realmente uma razão sólida e científica para isso?

Isso é seu subconsciente falando. Escolha a fila menor. Na verdade, não há nada de racional nisto A notícia que irá horrorizar agora é que o mais experiente cientista em filas explica: o que realmente parece como a opção mais lógica pode realmente não ser a mais rápida.

Em primeiro lugar,  a fila mais curta não é necessariamente a mais rápida. Dependerá da agilidade das pessoas que estão na fila, agilidade do caixa, tipo de produtos escolhidos, entre outros.

Então siga as dicas:

Escolher a fila mais curta, pode ser sim importante também, mas desde que as pessoas tenham também menos coisas nos carrinhos. Uma fila com 2 pessoas e carrinhos lotados, demorará mais que uma fila com 4 pessoas e poucas coisas.

Um caixa rápido, mesmo com mais gente na fila, é uma opção. Normalmente os caixas rápidos tem fila única, o que ajuda na distribuição, principalmente de quem não tem sorte. Você não ficará a mercê de seu azar.  As duas primeiras, talvez você já use, então vamos ao que é novo:

A agilidade das pessoas e do funcionário do caixa definirá como a fila deve andar. Algumas dicas: repare quão rápido é o atendente do caixa e compare rapidamente com os outros mais próximos. Veja o perfil de pessoas na fila. Casais tentem a ser mais rápidos que uma única pessoa. O estudo aponta também, por mais cruel que isso soe, que pessoas mais velhas na fila tendem a deixá-la um pouco mais lenta, apesar de muitas vezes mais divertida!

Nem sempre também o tamanho do carrinho importa. Itens repetidos são mais fáceis de passar no check-out que itens variados. Quem nunca se deparou com aquele carrinho com um monte de cerveja, lotado. Aquele carrinho passa muito mais rápido até que pessoas com cestas individuais cheias de produtos variados!

Agora certamente você não sabia: entre duas filas, escolha a fila da esquerda. O raciocínio por trás disso é que a maioria das pessoas tende a ser destra, de forma automática migram para a fila à direita.

Se você ainda não tiver certeza, então o conselho é ir para a fila mais curta, como sem qualquer outra inteligência, é a sua melhor aposta.

Fonte: Com informações do Catraca Livre

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Por que algumas pessoas falam enquanto estão dormindo?

Já aconteceu com você de dividir o quarto com alguém e acordar assustado no meio da noite com essa pessoa conversando animadamente ou falando coisas sem sentido e incompreensíveis durante o sono?

Esse comportamento recebe o nome de “sonilóquio” e, segundo os especialistas, se refere a um distúrbio benigno que ocorre com mais frequência na infância e entre homens.

Entretanto, de acordo com Christian Cotroneo, do site Mother Nature Network, os cientistas não sabem explicar muito bem o motivo de as pessoas falarem durante o sono e dizem que, pelo menos tecnicamente, esse distúrbio não deveria acontecer, uma vez que, durante o sono, essa função deveria estar “desligada”. Mas existem teorias sobre o que desencadeia o falatório noturno.

Blá, blá, blá

Segundo Christian, durante o sono, quando sonhamos, os neurônios entram em atividade, e o cérebro envia uma porção de ordens ao nosso corpo, quase como acontece quando ainda estamos acordados.

No entanto, como os músculos que funcionam de forma voluntária são “desativados” ao entrarmos na fase do sono conhecida como REM, o nosso corpo fica quietinho e em repouso. Aliás, esse mecanismo é superimportante, já que evita que a gente saia por aí realizando os mesmos movimentos que estaríamos fazendo nos nossos sonhos — e potencialmente coloque a própria vida em risco.

Contudo, pode acontecer de os músculos que se movimentam de forma voluntária não serem paralisados como deveriam. Então, segundo os cientistas, é aí que os dorminhocos podem apresentar o sonilóquio, assim como outros distúrbios do sono, como contrações, sonambulismo e terror noturno.

Se você é um desses tagarelas noturnos ou conhece alguém que apresenta esse quadro, não se preocupe, pois, conforme mencionamos no comecinho da matéria, falar durante o sono é um distúrbio benigno — e, no fundo, é mais incômodo mesmo para quem dorme junto ou divide o quarto com o dorminhoco falante.

Curiosidades

Apesar de o sonilóquio ser mais comum na infância, e geralmente desaparecer na puberdade, cerca de 5% dos adultos continuam apresentando o quadro ao longo da vida.

Os falatórios podem acontecer todas as noites ou apenas ocasionalmente, e alguns fatores podem contribuir para que ele aconteça na vida adulta, como o estresse, a falta de sono, a depressão e o abuso do álcool.

De acordo com Christian, uma característica comum em quem apresenta o sonilóquio é o fato de o conteúdo das conversas não fazer muito sentido, isso quando o que é dito é inteligível. Ademais, não é raro que o tagarela fale com uma voz ou um sotaque diferente do normal ou soe como se estivesse bravo, feliz, triste etc., o que está relacionado com o sonho que a pessoa está tendo.

Outra coisa interessante  é que, pelo menos no EUA, as confissões que acontecem enquanto uma pessoa está dormindo não podem ser consideradas como provas legais em processos, uma vez que os especialistas entendem que o que é dito mão é o produto de uma mente racional ou consciente.

Por último, só uma curiosidade divertida: um dos dorminhocos mais tagarelas de que se tem registro é um compositor norte-americano chamado Dion McGregor. E como sabemos disso? O cara teve um companheiro de quarto que, de tanto ser acordado durante a noite com o falatório, resolveu passar o tempo gravando as conversas de Dion e compartilhá-las em um site chamado “The Dream World of Dion McGregor (He Talks in His Sleep)” — ou “O Mundos dos Sonhos de Dion McGregor (Ele Fala Enquanto Dorme)”!

Fonte: Com informações do Megacurioso

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez