Logotipo R10
Quantas pessoas morrem e nascem no mundo ?

É difícil afirmar quantas pessoas nascem e morrem no mundo diariamente. Os dados, baseados em censos mundiais e estatísticas, podem não ser exatos. Ainda assim, a ONU estima que a população mundial cresça a um ritmo de 1,2 %, isto significa que aproximadamente 211.000 pessoas nascem por dia. Isso daria uma média de quase 3 nascimentos por segundo, ou 180 por minuto.

Já em relação ao número de mortos, a Organização das Nações Unidas estima que 102 pessoas morram por minuto.

Outras curiosidades apontam que: a Índia faz 33 partos por minuto e deve ultrapassar a população da China em 2035; e nascem mais homens que mulheres, são cerca de 105 homens para cada 100 mulheres.


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Por que os insetos são atraídos pelas lâmpadas ?

Quem nunca se sentiu incomodado com insetos rondando uma lâmpada? Mas, vocês sabem por que isso acontece? Aqui, vamos tentar te explicar esse fato.

Os insetos são atraídos pela luz, mas não existe uma explicação científica que justifique esse fato com certeza absoluta. O que se sabe é que os insetos usam a luz para se orientar.

Os insetos voadores se sentem hipnotizados pela luz das lâmpadas artificiais. Este comportamento pode estar relacionado a uma confusão do sistema interno de navegação dos insetos.

Segundo pesquisadores, os insetos seguem um sistema chamado de orientação transversal, ou seja, eles voam num ângulo constante relacionado a uma fonte de luz. Quando eles encontram uma luz artificial, o ângulo de voo muda e os insetos ficam confusos.

Uma segunda teoria, do entomologista Philip Callahan, afirma que o espectro de luz infravermelho emitido pela luz tem a mesma frequência emitida pelos feromônios das mariposas fêmeas. Por isso, os insetos machos seriam atraídos pela luz artificial por um instinto natural de querer cruzar com a fêmea.

Levando em conta as dúvidas que os cientistas ainda têm sobre o assunto, podemos dizer que as respostas que tentam explicar o comportamento dos insetos em relação à luz são apenas hipóteses. Com certeza, os milhões de anos de evolução dessas espécies ainda não serviram para os tornarem espertos o suficiente para conseguir escapar da morte numa lâmpada artificial.


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Fotos mostram 'nuvem humana' flutuando em cima de prédios

Um vídeo que mostra uma nuvem em 'formato humano' está intrigando moradores da Zâmbia, na África. O registro foi feito próximo a um shopping na cidade de Kitwe.

As fotos mostram uma espécie de cabeça e torso flutuando pelos céus. Segundo pessoas que afirmaram ter visto a nuvem, ela tinha mais de 100 metros de comprimento.

"Ficamos chocados em ver o que parecia ser uma pessoa nas nuvens por cerca de 30 minutos.", disse uma testemunha. "Alguns começaram a rezar e agradecer, mas outras pessoas começaram a correr. Foi muito estranho", ela finalizou.

Fonte: Uol .

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Como fazer sua própria máscara de carvão contra cravos

Ela virou a sensação da internet quando o assunto são cravos e não tem ser humano nesse planeta que não tenha uma vontadezinha, mesmo minúscula, de testá-la. Mas, o problema é que a famosa máscara de carvão ativado contra cravos é importada e, além de estar com o preço nas alturas, pode demorar muito a chegar.

Apesar disso, você não precisa ficar triste. Mesmo sem sair de casa você pode experimentar a sensação maravilhosa de ver todos os cravinhos de seu nariz saindo de uma só vez, grudados naquela máscara negra, sabia? Isso porque, com apenas alguns ingredientes, é possível reproduz a máscara de carvão em casa.

Legal, né? O melhor de tudo é que a máscara de carvão ativado feita em casa pode ainda ficar bem mais barata que muitas marcas que vendem essa máscara negra. Até porque a base de tudo você, com certeza, tem em casa: cola branca, daquelas de papelaria, sabe?

Ao contrário da outra receita de cera caseira para tirar cravos, que já ensinamos no Área de Mulher e que oferece uma limpeza menos agressiva da pele, a de agora tem um efeito muito mais aderente. Isso porque a cola branca funciona muito bem, quando distribuída em camadas generosas sobre a pele e o carvão ativado ajuda a hidratar e a melhorar a pele em vários aspectos.

Como fazer a máscara de carvão?

Para fazer em casa sua própria máscara de carvão, você vai precisar de cola branca, como já mencionamos; e comprimidos de carvão ativado. Daí é só misturar, em uma tigela pequena, uma colher de sopa de cola com o pozinho de uma cápsula de carvão ativado.

Para aplicar, você precisa estar com o rosto bem limpo, sem qualquer resíduo de maquiagem. Então, com a ponta dos dedos, vá aplicando a mistura ao longo do nariz, sempre prestando atenção para que não fique perto dos olhos. Se precisar, por aplicar em outras partes do rosto onde também tenha cravos.

Em seguida, é só deixar agir por 20 minutos, em média. Nesse meio tempo, a máscara de carvão que você fez vai secar sobre a pele e ficará pronta para ser puxada. Faça isso com delicadeza e veja os cravos ficarem presos na máscara.

E se seu nariz ficar um pouco vermelho, não se preocupe. A aderência da máscara e o fato de você ter que puxá-la para limpar o rosto podem causar esse efeito, que passa logo.


Fonte: Diply.


Pesquisa aponta: Mulheres gordinhas são melhores de cama do que as magras

A fabricante de camas Silent Night, financiou uma Pesquisa que descobriu que os Homens acham que mulheres Gordinhas são mais boas de cama do que as magras.

Gordinhas neste estudo, quer dizer toda mulher que estão acima do peso, dos padrões estéticos de beleza do mundo da moda e da televisão.

O Estudo apontou que 89% dos homens pensam que ter uma parceira gordinha, é uma ideia que os encanta.

Mas a preferência não é só dos homens; 68% das Mulheres pesquisadas, disseram que homens pesados são melhores no Sexo.

Fonte: meninadeargola.

Você sabe o que é Harpaxofobia ?

24 de fevereiro de 2017 09:08h Categoria: Curiosidades Comentários ()
Você sabe o que é Harpaxofobia ?

A Harpaxofobia é uma condição de saúde psicológica, mas ela até poderia ser encarada como algo comum pelos brasileiros, principalmente pelos que vivem atualmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, onde os índices de criminalidade não param de subir!

A fobia é caracterizada pelo medo irracional de ladrões e de ser roubado. Essa sensação de pânico se manifesta até mesmo quando a pessoa não está em risco evidente de ser assaltada.

A origem da palavra vem do grego harpax, que significa arrebatar. A Harpaxofobia é uma doença que precisa ser tratada com acompanhamento profissional de psicólogo ou psiquiatra.

O paciente com esta fobia tem, em seu inconsciente, um acúmulo de emoções negativas, como medo, ansiedade e angústia. As pessoas que sofrem dessa doença têm uma ideia equivocada de que estão sempre correndo o risco de serem roubadas.

Tratamento :

O tratamento psicológico tem o objetivo de fazer com que o paciente mude suas percepções e comece a superar o medo. Geralmente, a Harpaxofobia é causada por uma experiência negativa ou trauma do passado. A cura da doença está baseada em conseguir trocar associações negativas por associações positivas.

Os principais sintomas dessa fobia são:ansiedade, batimentos cardíacos acelerados, suor frio, tensão e até náuseas. Algumas pessoas também experimentam pensamento obsessivo, boca seca, respiração rápida, sudorese, dificuldade de comunicação e pernas trêmulas.

Todas as fobias podem ser causadas por fatores externos. É importante que o paciente relate ao médico qualquer evento traumático que possa ter vivenciado desde a infância.

Algumas fobias sociais são complexas e exigem tratamento de longo prazo. Os sintomas variam de pessoa para pessoa. Para alguns pacientes, os médicos podem receitar medicamentos específicos para controlar a ansiedade.

O tratamento também pode prever aconselhamento, hipnoterapia, psicoterapia e programação neurolinguística. Para um diagnóstico preciso, agende uma consulta com um especialista.

É importante tratar as fobias para não ter prejuízos sociais, profissionais e de relacionamentos.


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Você conhece o Codex Gigas a

Codex Gigas é considerado o maior manuscrito medieval existente no mundo. Foi criado no início do século XVIII presumivelmente no mosteiro beneditino de Podlažice na Boémia (actual República Checa), e agora está preservado na Biblioteca Nacional da Suécia em Estocolmo. É também conhecido como a Bíblia do Diabo, devido a uma grande figura do diabo no seu interior e da lenda em torno da sua criação.

A Lenda :

Segundo a lenda, o escriba foi um monge que quebrou os votos monásticos e foi condenado a ser murado vivo. A fim de evitar esta severa sanção, ele prometeu a criação, em uma única noite, de um livro que glorificaria o mosteiro para sempre e que incluiria todo o conhecimento humano. Perto da meia-noite, ele teve a certeza que não conseguiria concluir esta tarefa sozinho e, por isso, fez uma oração especial, não dirigida a Deus, mas ao arcanjo banido, Lúcifer,o Satanás, pedindo-lhe que o ajudasse a terminar o livro em troca da sua alma. O monge vendeu, assim, a sua alma ao diabo. Assim o manuscrito do monge foi concluído e acrescentada uma imagem do diabo como agradecimento pela sua ajuda.

Apesar desta lenda, o códice não foi proibido pela Inquisição e foi analisado por muitos estudiosos ao longo dos tempos.

Considerava-se por muito tempo que esta versão de condenação ao emparedamento do monge era verdadeira, devido à interpretação precipitada da palavra Inclusus, como sendo emparedamento. Na verdade foi reconsiderada esta tradução como sendo "recluso". Seria um monge que foi condenado, ou se condenou à reclusão no mosteiro para realizar o trabalho de uma vida. Se reforça essa versão pela "dedicatória" encontrada no final do livro: hermanus inclusus, ou "Herman, o recluso" ou "Herman, o enclausurado

O Conteúdo :

O Codex inclui toda a versão Vulgata Latina da Bíblia, exceto para os livros de Actos e Apocalipse, provenientes de uma versão pré-Vulgata. Estão também incluídos a enciclopédia "Etymologiae" de Isidoro de Sevilha, "Antiguidades Judaicas" e "Guerras dos Judeus" de Flávio Josefo, "Chronica Boemorum" (Crónica dos Boémios) de Cosmas de Praga e vários tratados sobre medicina. Pequenos textos completam o manuscrito: alfabetos, orações, exorcismos, um calendário com as datas de celebração de santos locais e registo de acontecimentos relevantes, e uma lista de nomes, possivelmente de benfeitores e de monges do mosteiro de Podlažice. Todo o documento está escrito em latim.

O manuscrito contém figuras decoradas (iluminuras) em vermelho, azul, amarelo, verde e dourado. As letras maiúsculas que iniciam os capítulos estão elaboradamente decoradas com motivos que, frequentemente, ocupam grande parte da página. O Codex tem um aspecto uniforme pois a natureza da escrita não é alterada em toda a sua extensão, não evidenciando sinais de envelhecimento, doença ou estado de espírito do escriba. Isto levou a que se considerasse que todo o texto foi escrito num período de tempo muito curto (ver Lenda). No entanto, atendendo ao tempo necessário à marcação das guias de delimitação das linhas e das colunas, à escrita do texto, e ao desenho e pintura das ilustrações, os peritos acreditam que o livro terá levado mais de 20 anos a ser concluído.

A página 577 contém apenas uma figura original de um diabo, com cerca de 50 cm de altura. Algumas páginas antes desta, estão escritas sobre um velino escurecido e os caracteres são mais esbatidos que no resto do manuscrito. A razão para a diferença nas cores é que o velino, por ser feito a partir de peles animais, escurece quando exposto à luz. No decurso dos séculos, as páginas mais expostas acabaram por ter um aspecto mais escuro.

Fonte: Fatos Desconhecidos.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Conheça a origem da palavra "amém"

11 de fevereiro de 2017 10:08h Categoria: Curiosidades Comentários ()
Conheça a origem da palavra

A palavra “amém” é um dos raros exemplos de palavras que mantiveram seu significado original quase imutável por milênios, mesmo após ser adotada por línguas das mais diversas famílias linguísticas. No entanto, você conhece a sua origem?

A palavra em hebraico (amen) pode ser traduzida literalmente como “espere por isso”. No entanto, o seu uso, desde alguns dos primeiros textos judaicos, apresenta o significado “que assim seja”, no sentido de reforçar a veracidade de uma declaração, ou de concordância com o seu conteúdo.

Ao longo dos séculos, a palavra acabou sendo transportada para diferentes línguas, mantendo este mesmo significado. Assim, hoje é possível ouvir “amém” sendo utilizada com o mesmo intuito por católicos, judeus e muçulmanos de qualquer nacionalidade.

Curiosidades

Originada no hebraico, a palavra “amém” chegou ao grego e, posteriormente, ao latim quando teólogos gregos traduziram a Bíblia para o idioma. Posteriormente, a palavra chegou também ao árabe e ao inglês.

Um dos diversos nomes atribuídos a Jesus na Bíblia é “o Amém” em (Apocalipse 3:14), em que o profeta “é descrito como a testemunha fiel e verdadeira”.

A palavra hebraica “amen” deriva de “amán”, do mesmo idioma. Alguns estudiosos acreditam que ela seria derivada de um antigo deus egípcio chamado Amum (que, em alguns casos, aparece chamado de Amen). No entanto, a maior parte dos especialistas crê que isso não passa de uma mera coincidência.

A última palavra da Bíblia é Amém. “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém” (Apocalipse 22:21).

Fonte: Com informações do Megacurioso

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Conheça algumas lendas urbanas que são reais

Você provavelmente já escutou muitas lendas e histórias bizarras durante a sua vida, mas já parou para pensar que algumas delas podem ser verdadeiras? Existem algumas histórias que ouvimos desde a infância e que são reais, ou quase reais. Confira aqui algumas lendas que realmente aconteceram:


1 – A Loira do Banheiro – Quase todas as crianças e adolescentes do Brasil já ouviram a lenda assustadora do fantasma da loira do banheiro. Essa tal loira realmente existiu e viveu na região do Vale do Paraíba, em São Paulo.

Essa loira seria Maria Augusta, filha do visconde Franciscus D'A Oliveira Borges e da viscondessa Amélia Augusta Cazal. A família vivia em Guaratingetá. A loira do banheiro era uma jovem muito bonita, que foi obrigada a se casar, com apenas quatorze anos de idade, com um conselheiro do Império, Dr. Francisco Antônio Dutra Rodrigues.

Maria Augusta e seu marido não se davam bem, fato que levou a jovem a fugir para a Europa. Maria Augusta viveu na França até 1891, ano em que ficou doente, quando tinha apenas 26 anos de idade. A jovem acabou morrendo de Pneumonia. O transporte do corpo para o Brasil foi demorado e a família da jovem sofreu muito.

Antes de ser enterrada, Maria Augusta ainda teria ficado em visitação pública em uma urna de vidro por semanas, pois sua mãe se recusava a sepultá-la. A casa onde viveu a família de Maria Augusta é hoje a Escola Estadual Conselheiro Rodrigues Alves, de Guaratinguetá. Dizem que o espírito da jovem loira ainda é visto por lá.


2 – Chamadas Estranhas – Algumas lendas indicam que pessoas teriam recebido ligações telefônicas de outras que tinham acabado de falecer. Em 2008, por exemplo, depois de um acidente envolvendo dois trens e que provocou a morte de 25 pessoas, a família de Charles Peck, um dos passageiros, começou a receber ligações. Foram 35 chamadas realizadas do celular de Peck, que morreu preso às ferragens. Até hoje ninguém conseguiu explicar como as ligações foram feitas.


3 – Morte no Elevador – Em 2003, um médico residente chamado Hitoshi Nikaidoh ficou preso na porta de um elevador de um hospital dos EUA. O elevador começou a subir e o médico teve a sua cabeça partida pela metade.


4 – Suicídio – O britânico David Phyall decidiu cometer suicídio cortando a própria cabeça com uma serra elétrica. A decisão foi tomada porque David se recusava a deixar o prédio onde vivia, que tinha sido decretado como condenado pelas autoridades. O inglês chegou a receber 11 ofertas de acomodações alternativas, mas se recusou a deixar a sua casa. Phyall utilizou um temporizador para acionar a motosserra que cortou seu próprio pescoço.


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Os animais mais perigosos do mundo

09 de fevereiro de 2017 08:53h Categoria: Curiosidades Comentários ()
Os animais mais perigosos do mundo

Alguns animais são verdadeiros matadores de gente. Confira a lista dos animais mais temidos e perigosos do reino animal e pense: o que você faria se encontrasse um desses animais por ai?

1. Mosquito – Os mosquitos causam até 3 milhões de mortes por ano no mundo. Eles agem na propagação de doenças, como malária, febre amarela, dengue e vírus do Nilo Ocidental.   

2. Tubarão – Os tubarões são verdadeiros matadores. O Tubarão Tigre e o Tubarão Branco são os mais temidos e perigosos.


3. Medusa – Estes animais têm tentáculos que podem paralisar um ser humano e provocar um ataque cardíaco. A Box Jellyfish é uma criatura muito venenosa. Sua picada pode matar um humano em poucos minutos.                                                                                                   

4. Hipopótamo - Os hipopótamos são animais agressivos e são corredores rápidos. Eles também são muito perigosos para o ser humano.                                                                        

5. Elefantes – O tamanho, o peso e as presas afiadas dos elefantes os tornam grandes matadores de gente.                                                                                                                      

6. Crocodilos - Os crocodilos são considerados predadores especializados. Eles sempre planejam seus ataques. Fique longe deles!                                                                                   

7. Felinos selvagens - Leões, tigres e jaguares são rápidos e possuem musculatura para abater sua presa com facilidade.                                                                                                   

8. Escorpiões – Os escorpiões causam mais de 2000 mortes por ano. Eles são criaturas venenosas. Existem 150 espécies que podem ser mortais para o ser humano.                         

9. Cobras – As serpentes mortais vivem na África, Ásia e América do Norte. São mais de 450 espécies venenosas.                                                                                                              

10. Ursos – Eles até são bonitinhos, mas os ursos também são fortes e rápidos. Os ursos só atacam os seres humanos quando sentem que seu território foi invadido. Se você encontrar um urso furioso, recue devagar.


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

7 coisas que você faz com frequência e estão destruindo o seu cérebro

O cérebro é com certeza um dos órgãos mais importantes para o funcionamento do corpo humano. Ele coordena o funcionamento de grande parte do que acontece interna e externamente para que a gente consiga continuar vivendo, compreendendo e interagindo com o ambiente ao nosso redor.

Pensando assim, seria natural manter um estilo de vida que mantenha um cérebro cada vez mais saudável e capaz de uma melhor performance mental. No entanto, não é isso o que acontece na vida da maioria das pessoas, que mantêm hábitos extremamente negativos para o funcionamento do órgão.

Aqui estão algumas das atividades provavelmente comuns em sua rotina que podem estar afetando o seu cérebro.

1 - Tomar café em excesso

Quantas pessoas você conhece que não conseguem resistir ao cheiro ou ao sabor do café? Durante o expediente, para renovar as energias, ou logo que acorda, para ter força para encarar o dia. O hábito é extremamente comum, mas pode ser negativo. Apesar de dar uma sensação de energia, o café, na verdade, engana receptores do cérebro de forma que ele não perceba que você está cansado ou improdutivo. O uso excessivo pode fazer com que a pessoa se torne cada vez mais dependente, gerando problemas de saúde e de rendimento.

2 - Dormi mal

Além de causar danos à saúde e potencialmente remover anos de sua expectativa de vida, a falta de sono tem efeito direto no cérebro. Dormir é a forma do cérebro regenerar parte de suas células, incluindo dentro da cabeça. Também é nessa fase que conexões neurais são desenvolvidas e memórias construídas. Se você abandona as boas noites de sono, a flexibilidade mental para de ser eficaz na proteção contra degeneração e problemas cerebrais no futuro.

3 - Não tomar café da manhã

Pular a primeira refeição do dia logo que você acorda não danifica só o seu estômago, mas também deixa o cérebro faminto. A falta de nutrientes e energia suficientes para te manter disposto por um dia força o cérebro a trabalhar com mais força. Utilizar o cérebro sem ter nutrientes disponíveis é como esperar que um carro consiga andar sem ter gasolina.

4 - Não beber água

Outra preocupação que muita gente dá pouca atenção é a hidratação ao longo do dia. Nosso cérebro é cerca de 80% água. Ter água suficiente para manter suas funções resulta em pensamento mais veloz, mais capacidade de concentração, criatividade e clareza. Beber muita água não só mantém várias funções do corpo em pleno funcionamento, como ajuda a hidratar o cérebro.

5 - Se expor a dispositivos eletrônicos

A presença de dispositivos eletrônicos em nossa vida parece ser capaz de solucionar todo tipo de problemas, porém representa um alto potencial de dano cerebral. A tecnologia nos fez capazes de realizar muitas tarefas ao mesmo tempo, mas isso afeta a capacidade de atenção em adultos, a partir da reorganização cerebral. Poder pesquisar coisas online o tempo todo faz com o que o cérebro prefira guardar a informação de acessar o Google durante o dúvida do que realmente buscar a resposta dentro dele.

6 - Comer muito açúcar e comidas não saudáveis

Alto consumo de açúcar faz com que o cérebro libere quantidades de dopamina como recompensa. Com o tempo, ele pode pensar que a prática é necessária para a sobrevivência e provocar o constante desejo por mais. Quem consome muito açúcar também pode ter picos de insulina, gerando sensação de cansaço e a necessidade por cada vez mais consumo. O mesmo efeito pode ser percebido no consumo das chamadas ‘junk foods’, que carregam grandes quantidades de adoçantes, naturais ou artificiais.

7 - Não estimular o cérebro

Sim, o tédio mata. A falta de estímulo do cérebro pode fazer com que as células cerebrais morram com mais velocidade. Existe uma necessidade de desenvolvimento de plasticidade cerebral para que as células continuem vivas e saudáveis. Resolver charadas, contas matemáticas ou jogar jogos de estratégia pode ajudar a manter várias células resistentes e em funcionamento.

O cérebro é como o quartel general do corpo, então não economize esforços na hora de cuidar da saúde dele.

Fonte : Fatos desconhecidos .

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Conheça 12 sensações que pessoas com ansiedade costumam sentir

Nem todo mundo sabe, mas ansiedade não se trata simplesmente de algum tipo de “frescura” ou uma simples impaciência, como costumava-se pensar no passado. Esse, na verdade, é um tipo de transtorno que atinge um grande número de pessoas e que proporciona algumas situações conturbadas no dia a dia.

Isso porque os sintomas do transtorno da ansiedade não se manifestam somente de forma psicológica. Muitas sensação físicas ruins também fazem parte do cotidiano de quem precisa conviver com esse mal, desde palpitações nas pálpebras até dores de barriga. Dá para acreditar?

E o pior de tudo é que as consequências do transtorno de ansiedade não param por aí. Na lista abaixo, você vai ver como pode ser difícil conviver com o problema e, quem sabe, até descobrir se você ou alguém que você conheça também sofre com esse mal.

Confira 12 sensações que as pessoas que sofrem com ansiedade costumam sentir:

1. Enjoo e vômitos

A ansiedade pode aumentar o apetite, mas pode também causar enjoos e até mesmo vômitos nas pessoas que sofrem com o mal e que estão em crise.

2. Franqueza

A dificuldade em manter uma alimentação normal e equilibrada acaba fazendo com que as pessoas que sofrem com ansiedade sintam fraqueza muscular com frequência.

3. Falta de ar

Crises de ansiedade também pode trazer sintomas como dificuldade na respiração. A maioria das pessoas descrevem essa sensação como se sentissem uma grande pressão no peito, impedindo a respiração de acontecer naturalmente.

4. Impaciência e irritabilidade

Sempre que se deparam com algo que gera ansiedade, é comum que as pessoas que sofrem com ansiedade se sintam impacientes e irritadas. O estresse, obviamente, acaba trazendo complicações para o dia a dia, como brigas e dificuldade em lidar com alguns tipos de situações.

5. Coração acelerado

Uma das reclamações mais comuns das pessoas que sofrem com ansiedade são os batimentos cardíacos acelerados, causando até mesmo palpitações.

6. Suor excessivo

Mesmo com o clima ameno e sem realizar exercícios físicos, é comum que as pessoas que sofrem com ansiedade suem mais, especialmente durante as crises.

7. Dificuldades para dormir

Quem tem ansiedade crônica costuma ter a mente agitada, o que pode atrapalhar bastante na hora de dormir, como se tivessem acabado de consumir uma grande dose de cafeína.

8. Dores musculares

Ansiedade também causa muita tensão e, como consequência, as pessoas que sofrem com o problema podem sentir dores musculares recorrentes, especialmente nas costas e nos ombros.

9. Mau humor

Como tantas reações extremas, não é difícil que o humor seja afetado. Isso pode acabar sendo um problema na hora de conviver com outras pessoas.

10. Dor de Barriga

Um dos órgãos mais afetados pela ansiedade é o estômago. É comum que as pessoas sofram com esse mal enfrentem dores de barriga, como gastrite e úlcera nervosas e até mesmo diarreias.

11. Cansaço físico

Pessoas ansiosas também podem sentir cansaço físico extremo. Muitas vezes é comum sentirem exaustão logo ao acordar.

12. Tremor nas pálpebras

Esse é um dos sintomas clássicos da ansiedade e de que o corpo está sobrecarregado. Mas, sobre esse problema do tremor nas pálpebras.

Fonte: Segredos do Mundo.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Pense antes de postar foto de seus filhos nas redes sociais

Especialmente na primeira infância, as crianças – e seus pais – vivem muitos desafios e descobertas. Natural, portanto, querer registrar o primeiro banho, a estreia nas artes (mesmo que rabiscando as paredes de casa) e até um grande fracasso na cozinha lambuzada…

Sempre foi assim. Com as facilidades da tecnologia, porém, não só o registro como seu compartilhamento ficaram muito mais fáceis. No lugar de cliques desfocados guardados em álbuns que se empoeiravam na estante, posts e mais posts nas redes sociais.

Segundo uma pesquisa da empresa de segurança virtual AVG realizada em dez países, no Brasil 94% dos pais publicam conteúdo sobre os filhos na internet – ante 81% em outros lugares.

A sede dos brasileiros, especialmente millennials (nascidos depois de 1980), por documentar cada passo das crianças e dividi-lo por aí supera a de outras nacionalidades em vários quesitos: 14% arrumaram uma conta de e-mail para seus bebês (a média mundial é 8%) e 12% das mães admitiram ter criado perfis em redes sociais para eles (ante 6% no restante do mundo).

Muito bonitinho e inocente até você lembrar que tudo que cai na rede ali permanece, pode ser buscado e compartilhado. Mais: os filhos crescem e podem não aprovar aquela foto “fofinha” deles fazendo xixi no jardim ou aquela história engraçada (e constrangedora) exibida publicamente.

Essas preocupações e implicações têm chamado a atenção de psicólogos, pediatras e pesquisadores, que ajudaram a cunhar um neologismo: sharenting, mistura das palavras em inglês share (compartilhar) e parenting (parentalidade).

A discussão envolve a criação da identidade digital dos pequenos: onde fica a escolha dos pais e os direitos dos filhos? “Mesmo os bem-intencionados apertam o botão ‘compartilhar’ sem pensar em como as postagens podem afetar o bem-estar e a segurança das crianças”, afirma Stacey Steinberg, professora de direito da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos.

Casos (não tão) raros

No mundo, os exemplos de uso indevido das redes se multiplicam. Em 2014, a australiana AliceAnn Meyer publicou em seu blog uma foto do filho Jameson, que tem síndrome de Pfeiffer (que afeta a forma da cabeça e da face), coberto por chocolate. A imagem rodou a internet em memes que, entre outras coisas, comparavam o menino a um cão pug. Dois anos depois, Meyer ainda trava uma batalha para eliminar as imagens da rede.

No Brasil, um homem admitiu à Polícia Civil que planejou o sequestro de um menino de 9 anos com base em informações encontradas no Facebook. “A internet é a maior praça pública do planeta. Uma vez que algo cai na rede, fica difícil apagar e controlar como o conteúdo é usado por outras pessoas.

Elas podem copiar, redistribuir, manipular, salvar…”, lembra Rodrigo Nejm, diretor de educação da Safernet, organização que é referência nacional no enfrentamento de crimes e violações dos direitos humanos na rede.

De acordo com a Comissão Australiana de Segurança das Crianças na Web, até metade das fotos encontradas em sites de pedofilia foi surrupiada de pais que tranquilamente postaram imagens de suas famílias. No Brasil, uma parte das denúncias recebidas pela Safernet trata de conteúdo que teve o mesmo fim.

“Publicava fotos fofas inocentemente até que soube que um colega, pai de família e então ‘amigo’ nas redes sociais, havia sido preso e está em investigação acusado de pedofilia e pornografia infantil internacional”, conta G.L., de Novo Hamburgo (RS). Desde o susto, ela reduziu as postagens. “Hoje, filtro ao máximo as informações e imagens dos meus filhos.”

Uma dica valiosa é dar às crianças poder de veto sobre as informações divulgadas. “Aos 4 anos, elas têm consciência de si mesmas, são capazes de fazer amizades e raciocinar, além de começar a se comparar com os outros”, diz Steinberg.

Pode-se falar sobre a internet com os filhos e perguntar se eles querem que amigos e familiares saibam sobre o assunto postado. Naturalmente, o peso dado à escolha da criança deve variar em relação à idade e às informações que estão sendo divulgadas.

“De qualquer forma, as famílias precisam estar conscientes de que até os pequenos devem ser ouvidos”, propõe a pesquisadora. Essa estratégia é seguida à risca por Luciane Figueiredo, de São João de Meriti, na região metropolitana do Rio de Janeiro: “Sempre pergunto para minha filha, hoje com 15 anos, se posso postar ou não”.

Para os sobrinhos, de 2, 6 e 10 anos, vale regra semelhante. “Peço autorização aos pais, mas também pergunto o que eles acham. O de 6, mesmo com paralisia cerebral, opina sobre o conteúdo e veta alguns posts. Mas não deixo de registrar as proezas dele”, conta.

Não é o caso de guardar segredo sobre os feitos dos pequenos. As mídias sociais ajudam parentes a manter contato e podem ser fonte de distração e leveza. O limite, como sempre, é o bom senso. “Reflita sobre a necessidade de mostrar tudo o tempo todo.

A criança precisa se desconectar, viver fora das redes”, alerta Cristiano Nabuco, coordenador do Grupo de Dependência Tecnológica do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Ponderando e discutindo suas postagens, você também ensina os pequenos a pensar antes de compartilhar quando eles tiverem esse poder.

Manual da Etiqueta

1. Ajuste as configurações de privacidade das redes para restringir o público dos posts.

2. Não forneça informações da rotina familiar.

3. Evite cliques de momentos íntimos, como o banho.

4. Peça autorização aos pais antes de publicar fotos de outras crianças.

5. Não discuta problemas de saúde ou de comportamento dos seus filhos de forma pública.

6. Entre em contato com quem usa a imagem dos pequenos, como escolas, clubes e hotéis.


Homens carecas são vistos como mais altos e dominantes,diz pesquisa

Boa notícia para homens que todo mês tentam um xampu novo contra queda de cabelo ou estão a ponto de apelar para um implante capilar. Parece que o dito "é dos carecas que elas gostam mais" faz algum sentido.

Uma pesquisa conduzida por Albert E. Mannes, especialista em Psicologia Social da Universidade da Pensilvânia - Upenn (EUA), mostrou que homens totalmente carecas (naturalmente ou com pelos raspados) são percebidos como "mais dominantes, másculos, viris, confiantes, altos e fortes" do que realmente são.

Um grupo de 59 voluntários analisou as fotos de vários homens com cabelo. Depois, foram submetidas a eles as mesmas fotos, só que com os cabelos retirados digitalmente, relatou o "Independent".

Com as fotos alteradas, os homens sem cabelo se tornaram "outras pessoas", no sentido positivo, na percepção dos voluntários. Por outro lado, revelou o estudo, homens calvos ou com cabelo apenas na laterais da cabeça são percebidos como “mais fracos e menos atraentes”.

Fonte: Com Informações de Oglobo.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Empresa lança celular que pode ser lavado com água e sabão

A marca japonesa Kyocera inovou e anunciou nesta última semana o smartphone que pode ser lavado com água e sabão.

O aparelho que resiste a água quente e sabão permite que você use sua tela de toque com as mãos molhadas e até mesmo vestindo luvas.

Por conta dos vários recursos, o aparelho não possui uma entrada de áudio convencional e isso faz com que ele seja mais resistente aos líquidos, sujeira e poeira.

O celular será lançado no Japão em março deste ano e não possui previsão de chegar ao ocidente.

Fonte: R7.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

O que aconteceria com a Terra se a Lua deixasse de existir ?

Você consegue imaginar em quantos aspectos aquele corpo celeste que orbita o nosso planeta é importante para a manutenção de nossas vidas? A Lua é responsável por diversos fatores que influenciam o nosso ecossistema, que vão desde o controle da rotação da Terra até o equilíbrio das estações e da temperatura na superfície terrestre.

Se por acaso a Lua deixasse de existir de uma hora para outra no Universo, a vida na Terra mudaria dramaticamente. O efeito imediato seria a baixa das marés oceânicas, pois a interferência do campo gravitacional da Lua é responsável por grande parte do movimento das águas marítimas.

De maneira simplificada, as massas oceânicas sofrem uma aceleração de intensidade quando estão mais próximas do satélite natural. Isso significa que regiões diferentes da superfície terrestre recebem intensidades diferentes de acordo com o posicionamento da Lua e o movimento do satélite em torno do nosso planeta.

A mudança no fluxo das marés seria sentida por muitas espécies que têm seus ciclos de vida associados pelos movimentos oceânicos. Até mesmo animais que vivem em ambiente terrestre, na costa ou na superfície, teriam seus padrões de comportamento afetados na ausência da Lua, pois a luminosidade do satélite natural orienta aves e mamíferos de vida noturna.

Uma Terra fora do eixo

Em longo prazo, porém, as consequências de um desaparecimento da Lua seriam muito mais graves. O satélite ajuda a estabilizar o eixo de rotação do nosso planeta dentro de uma inclinação de mais ou menos 23 graus. Isso significa dizer que a Lua define a existência de nossas estações e mantém a temperatura do planeta em níveis moderados.

Na ausência do satélite, a Terra teria um movimento de rotação similar ao de Marte. O Planeta Vermelho apresenta uma variação de eixo de 15 a 35 graus ao longo de dezenas de milhares de anos devido à influência do campo gravitacional de todos os outros planetas do Sistema Solar. Essa variação provoca climas e temperaturas extremas em sua superfície e pode fazer com o que o gelo que se encontra hoje nos polos se movimente até próximo da faixa central do planeta.

O fato de a Lua estabilizar o eixo de rotação do nosso planeta foi o que permitiu a evolução de seres e organismos multicelulares mais complexos e sensíveis às condições do ambiente. Sem um ecossistema estável, a vida como conhecemos simplesmente não existiria. A Lua foi determinante no processo de formação de nosso ecossistema ao longo dos milhões de anos de existência.

Como se isso tudo já não bastasse, alguns astrônomos acreditam que a Lua desempenha ainda um papel fundamental em limpar o céu de cometas e pequenos asteroides que poderiam atingir o nosso planeta. Sem o satélite em órbita, a Terra seria alvo de muito mais corpos vindos do espaço.

Fonte: Com informações do Megacurioso                                                                           Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Estudantes brasileiros criam farinha feita com baratas. Você comeria?

Especialistas garantem que os insetos poderão servir como opção de alimentos quando faltarem recursos suficientes para o consumo de carne. A partir deste pensamento, estudantes da Universidade Federal de Rio Grande (Furg), no Rio Grande do Sul, decidiram realizar em uma pesquisa sobre o assunto.

Os alunos encontraram a barata cinérea, e produziram uma farinha com o inseto. As baratas usadas na pesquisa foram compradas já desidratadas de um criadouro na cidade de Betim, em Minas Gerais. Ao receber os insetos, os estudantes moeram eles em um moinho de bolas por um tempo predeterminado, e depois peneiraram para conseguir diminuir a granulometria.

Desta forma, a farinha estava pronta, podendo ser adicionadas em outros tipos de alimentos, como em pães, bolos e em barrinhas de cereal. O resultado da pesquisa mostrou que o uso da farinha pode trazer benefícios para o meio ambiente e também para saúde.

Segundo a ONU, até 2050 a população mundial vá crescer em até 9,2 bilhões de habitantes, podendo não existir área de terra disponível para produzir todo o gado e para que tenha quantidade de proteína suficiente para necessidade populacional. Consequentemente, os insetos iriam tornar-se alimentos, isso porque ocupam menos espaço, são mais ecológicos e suprem a falta de proteína.

A análise descobriu que enquanto um pão comum possui 9,68% de proteína e um integral tem 13,85%, um pão com apenas 10% da farinha de inseto tem quase 23% de proteína.

O consumo pode parecer estranho devido a atual cultura brasileira, porém os povos indígenas e pessoas de outras regiões têm esse costume. Na África, Ásia, América Central, como é o caso do México, se consome muitos insetos. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), existem mais de 900 espécies de insetos adequadas para o consumo.

Fonte: 24horasnews.com.br

Cientistas já conseguem ler nossos sonhos

Uma equipe de pesquisadores da ATR Computational Neuroscience Laboratories, em Tóquio, desenvolveu uma técnica capaz de “ler” os sonhos de uma pessoa por meio de escaneamentos do cérebro, o que pode ajudar os cientistas a entender melhor o que acontece na nossa cabeça enquanto dormimos.

O grupo de estudiosos usou a ressonância magnética com imagem em voluntários durante as fases iniciais de sono deles. Assim que o participante adormecia, os pesquisadores o acordavam e perguntavam o que ele havia visto.

Cada imagem mental mencionada pelas pessoas foi registrada. O procedimento foi repetido 200 vezes em cada voluntário. O resultado dessa primeira etapa foi um banco de imagens relacionado com determinadas atividades cerebrais. Além disso, os cientistas conseguiram agrupar essas relações em diversas categorias.

Desvendando sonhos

A partir de então, a equipe da ATR pode analisar as atividades cerebrais dos participantes enquanto eles dormiam levemente e predizer com o que eles estavam sonhando a partir do ponto ativo no cérebro e a respectiva figura registrada no banco de imagens. Os pesquisadores tiveram um índice de acerto de aproximadamente 60%.

Em entrevista para a BBC News, Yukiyasu Kamitani, professor do Departamento de Neuroinformátia da ATR e um dos líderes desse estudo, comenta que “nós fomos capazes de revelar o conteúdo de um sonho a partir da atividade cerebral durante o sono, o que foi consistente com relatórios verbais das pessoas. Eu estava crente que essa decodificação de sonho seria possível ao menos para os aspectos particulares de sonhar. Eu não fiquei surpreso com os resultados, mas animado”.

Obviamente, a pesquisa ainda tem muito que ser desenvolvida. O próximo passo dos pesquisadores é conseguir criar uma forma de analisar e relacionar as atividades cerebrais e as imagens previamente levantadas durante sonos profundos.

Fonte: Com informações do Megacurioso

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Você sabe quem é aquela moça que aparece nas notas do real ?

Você já percebeu que, nas cédulas em circulação no Brasil, além dos diversos animais que estampam a face reversa, como a arara nos bilhetes de R$ 10 e o mico-leão-dourado nos de R$ 20, também existe uma moça que aparece em todas as notas de real? A figura se parece à escultura de uma mulher, toda séria e sem olhos, ilustrando o lado anverso de todas as cédulas. Mas, afinal, quem é essa moça?

De acordo com o Banco Central do Brasil, trata-se de uma efígie simbólica, ou seja, uma ilustração que representa a República. No nosso país, ela foi interpretada sob a forma de uma escultura, e a imagem original que serviu de inspiração para essa representação foi o quadro “A Liberdade Guiando o Povo”, de Eugène Delacroix, no qual a Liberdade é apresentada na forma de uma mulher.

Assim, geralmente a imagem da República é representada por uma mulher vestindo o barrete da liberdade, uma espécie de touca, normalmente vermelha, que os republicanos franceses adotaram como uniforme durante a tomada da Bastilha.

Fonte: Mega curioso.

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Você sabia que o seu estômago pode explodir ?

Você provavelmente já comeu muito e ficou com a sensação de que ia explodir, né? Por mais incrível – e trágico – que pareça, na verdade essa explosão é passível de acontecer. Porém, é rara.

Especialistas afirmam que pessoas já morreram de tanto comer, ou então, ficaram bem próximas disso. Segundo médicos japoneses, em 2003, um homem de 49 anos morreu depois de comer desesperadamente. A compulsão causou uma ruptura em seu estômago. “Eu acredito que o estômago possa se romper espontaneamente, embora isso seja bem raro”, diz o médico japonês Satoru Miyaishi, do Departamento de Medicina Legal da Universidade de Okayama.

O estômago tem a capacidade de armazenar 1,5 litro de alimento. Esse é o limite que o órgão suporta caso você exagere. Indo mais adiante, de acordo com análises patológicas, o estômago suporta até três litros. Pesquisadores descobriram essa tolerância aumentada após o caso de uma explosão estomacal com cerca de cinco litros de alimento ou líquido ser estudado. Também houve um caso raríssimo, em que uma mulher morreu com 12 litros em seu estômago.

Especialistas tentam identificar a razão pela qual algumas pessoas substituem a vontade de vomitar, que é um reflexo, pelo anseio de se alimentar mais. Essa questão é colocada pois os casos de ruptura de estômago normalmente são causados por algum tipo de transtorno alimentar ou mental que podem fazer com que o paciente não tenha o reflexo do vômito.

Por motivos diversos, algumas pessoas ignoram o reflexo do corpo, e o vômito não acontece forma natural. Quando o estômago fica muito distendido, os músculos se mantêm esticados para serem capazes de colocar o alimento para fora.

Porém, quando o vômito não ocorre, o conteúdo necessita ser eliminado por outro canal, para o alimento não ficar preso, exercendo pressão nas paredes do estômago. Se o tecido estiver enfraquecido, pode ocorrer uma ruptura, eliminando o conteúdo do estômago para o resto do corpo e provocando infecção e dor. Nesses casos, é preciso uma intervenção cirúrgica para salvar a vida do paciente.  

Outro caso de ruptura espontânea do estômago é visto em pessoas que possuem Síndrome de Prader-Willi, doença que produz grande desejo por alimentos, resultando em ganho de peso e obesidade mórbida.

Fonte: R7.com

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez