Logotipo R10
Conheça 12 sensações que pessoas com ansiedade costumam sentir

Nem todo mundo sabe, mas ansiedade não se trata simplesmente de algum tipo de “frescura” ou uma simples impaciência, como costumava-se pensar no passado. Esse, na verdade, é um tipo de transtorno que atinge um grande número de pessoas e que proporciona algumas situações conturbadas no dia a dia.

Isso porque os sintomas do transtorno da ansiedade não se manifestam somente de forma psicológica. Muitas sensação físicas ruins também fazem parte do cotidiano de quem precisa conviver com esse mal, desde palpitações nas pálpebras até dores de barriga. Dá para acreditar?

E o pior de tudo é que as consequências do transtorno de ansiedade não param por aí. Na lista abaixo, você vai ver como pode ser difícil conviver com o problema e, quem sabe, até descobrir se você ou alguém que você conheça também sofre com esse mal.

Confira 12 sensações que as pessoas que sofrem com ansiedade costumam sentir:

1. Enjoo e vômitos

A ansiedade pode aumentar o apetite, mas pode também causar enjoos e até mesmo vômitos nas pessoas que sofrem com o mal e que estão em crise.

2. Franqueza

A dificuldade em manter uma alimentação normal e equilibrada acaba fazendo com que as pessoas que sofrem com ansiedade sintam fraqueza muscular com frequência.

3. Falta de ar

Crises de ansiedade também pode trazer sintomas como dificuldade na respiração. A maioria das pessoas descrevem essa sensação como se sentissem uma grande pressão no peito, impedindo a respiração de acontecer naturalmente.

4. Impaciência e irritabilidade

Sempre que se deparam com algo que gera ansiedade, é comum que as pessoas que sofrem com ansiedade se sintam impacientes e irritadas. O estresse, obviamente, acaba trazendo complicações para o dia a dia, como brigas e dificuldade em lidar com alguns tipos de situações.

5. Coração acelerado

Uma das reclamações mais comuns das pessoas que sofrem com ansiedade são os batimentos cardíacos acelerados, causando até mesmo palpitações.

6. Suor excessivo

Mesmo com o clima ameno e sem realizar exercícios físicos, é comum que as pessoas que sofrem com ansiedade suem mais, especialmente durante as crises.

7. Dificuldades para dormir

Quem tem ansiedade crônica costuma ter a mente agitada, o que pode atrapalhar bastante na hora de dormir, como se tivessem acabado de consumir uma grande dose de cafeína.

8. Dores musculares

Ansiedade também causa muita tensão e, como consequência, as pessoas que sofrem com o problema podem sentir dores musculares recorrentes, especialmente nas costas e nos ombros.

9. Mau humor

Como tantas reações extremas, não é difícil que o humor seja afetado. Isso pode acabar sendo um problema na hora de conviver com outras pessoas.

10. Dor de Barriga

Um dos órgãos mais afetados pela ansiedade é o estômago. É comum que as pessoas sofram com esse mal enfrentem dores de barriga, como gastrite e úlcera nervosas e até mesmo diarreias.

11. Cansaço físico

Pessoas ansiosas também podem sentir cansaço físico extremo. Muitas vezes é comum sentirem exaustão logo ao acordar.

12. Tremor nas pálpebras

Esse é um dos sintomas clássicos da ansiedade e de que o corpo está sobrecarregado. Mas, sobre esse problema do tremor nas pálpebras.

Fonte: Segredos do Mundo.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Pense antes de postar foto de seus filhos nas redes sociais

Especialmente na primeira infância, as crianças – e seus pais – vivem muitos desafios e descobertas. Natural, portanto, querer registrar o primeiro banho, a estreia nas artes (mesmo que rabiscando as paredes de casa) e até um grande fracasso na cozinha lambuzada…

Sempre foi assim. Com as facilidades da tecnologia, porém, não só o registro como seu compartilhamento ficaram muito mais fáceis. No lugar de cliques desfocados guardados em álbuns que se empoeiravam na estante, posts e mais posts nas redes sociais.

Segundo uma pesquisa da empresa de segurança virtual AVG realizada em dez países, no Brasil 94% dos pais publicam conteúdo sobre os filhos na internet – ante 81% em outros lugares.

A sede dos brasileiros, especialmente millennials (nascidos depois de 1980), por documentar cada passo das crianças e dividi-lo por aí supera a de outras nacionalidades em vários quesitos: 14% arrumaram uma conta de e-mail para seus bebês (a média mundial é 8%) e 12% das mães admitiram ter criado perfis em redes sociais para eles (ante 6% no restante do mundo).

Muito bonitinho e inocente até você lembrar que tudo que cai na rede ali permanece, pode ser buscado e compartilhado. Mais: os filhos crescem e podem não aprovar aquela foto “fofinha” deles fazendo xixi no jardim ou aquela história engraçada (e constrangedora) exibida publicamente.

Essas preocupações e implicações têm chamado a atenção de psicólogos, pediatras e pesquisadores, que ajudaram a cunhar um neologismo: sharenting, mistura das palavras em inglês share (compartilhar) e parenting (parentalidade).

A discussão envolve a criação da identidade digital dos pequenos: onde fica a escolha dos pais e os direitos dos filhos? “Mesmo os bem-intencionados apertam o botão ‘compartilhar’ sem pensar em como as postagens podem afetar o bem-estar e a segurança das crianças”, afirma Stacey Steinberg, professora de direito da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos.

Casos (não tão) raros

No mundo, os exemplos de uso indevido das redes se multiplicam. Em 2014, a australiana AliceAnn Meyer publicou em seu blog uma foto do filho Jameson, que tem síndrome de Pfeiffer (que afeta a forma da cabeça e da face), coberto por chocolate. A imagem rodou a internet em memes que, entre outras coisas, comparavam o menino a um cão pug. Dois anos depois, Meyer ainda trava uma batalha para eliminar as imagens da rede.

No Brasil, um homem admitiu à Polícia Civil que planejou o sequestro de um menino de 9 anos com base em informações encontradas no Facebook. “A internet é a maior praça pública do planeta. Uma vez que algo cai na rede, fica difícil apagar e controlar como o conteúdo é usado por outras pessoas.

Elas podem copiar, redistribuir, manipular, salvar…”, lembra Rodrigo Nejm, diretor de educação da Safernet, organização que é referência nacional no enfrentamento de crimes e violações dos direitos humanos na rede.

De acordo com a Comissão Australiana de Segurança das Crianças na Web, até metade das fotos encontradas em sites de pedofilia foi surrupiada de pais que tranquilamente postaram imagens de suas famílias. No Brasil, uma parte das denúncias recebidas pela Safernet trata de conteúdo que teve o mesmo fim.

“Publicava fotos fofas inocentemente até que soube que um colega, pai de família e então ‘amigo’ nas redes sociais, havia sido preso e está em investigação acusado de pedofilia e pornografia infantil internacional”, conta G.L., de Novo Hamburgo (RS). Desde o susto, ela reduziu as postagens. “Hoje, filtro ao máximo as informações e imagens dos meus filhos.”

Uma dica valiosa é dar às crianças poder de veto sobre as informações divulgadas. “Aos 4 anos, elas têm consciência de si mesmas, são capazes de fazer amizades e raciocinar, além de começar a se comparar com os outros”, diz Steinberg.

Pode-se falar sobre a internet com os filhos e perguntar se eles querem que amigos e familiares saibam sobre o assunto postado. Naturalmente, o peso dado à escolha da criança deve variar em relação à idade e às informações que estão sendo divulgadas.

“De qualquer forma, as famílias precisam estar conscientes de que até os pequenos devem ser ouvidos”, propõe a pesquisadora. Essa estratégia é seguida à risca por Luciane Figueiredo, de São João de Meriti, na região metropolitana do Rio de Janeiro: “Sempre pergunto para minha filha, hoje com 15 anos, se posso postar ou não”.

Para os sobrinhos, de 2, 6 e 10 anos, vale regra semelhante. “Peço autorização aos pais, mas também pergunto o que eles acham. O de 6, mesmo com paralisia cerebral, opina sobre o conteúdo e veta alguns posts. Mas não deixo de registrar as proezas dele”, conta.

Não é o caso de guardar segredo sobre os feitos dos pequenos. As mídias sociais ajudam parentes a manter contato e podem ser fonte de distração e leveza. O limite, como sempre, é o bom senso. “Reflita sobre a necessidade de mostrar tudo o tempo todo.

A criança precisa se desconectar, viver fora das redes”, alerta Cristiano Nabuco, coordenador do Grupo de Dependência Tecnológica do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Ponderando e discutindo suas postagens, você também ensina os pequenos a pensar antes de compartilhar quando eles tiverem esse poder.

Manual da Etiqueta

1. Ajuste as configurações de privacidade das redes para restringir o público dos posts.

2. Não forneça informações da rotina familiar.

3. Evite cliques de momentos íntimos, como o banho.

4. Peça autorização aos pais antes de publicar fotos de outras crianças.

5. Não discuta problemas de saúde ou de comportamento dos seus filhos de forma pública.

6. Entre em contato com quem usa a imagem dos pequenos, como escolas, clubes e hotéis.


Homens carecas são vistos como mais altos e dominantes,diz pesquisa

Boa notícia para homens que todo mês tentam um xampu novo contra queda de cabelo ou estão a ponto de apelar para um implante capilar. Parece que o dito "é dos carecas que elas gostam mais" faz algum sentido.

Uma pesquisa conduzida por Albert E. Mannes, especialista em Psicologia Social da Universidade da Pensilvânia - Upenn (EUA), mostrou que homens totalmente carecas (naturalmente ou com pelos raspados) são percebidos como "mais dominantes, másculos, viris, confiantes, altos e fortes" do que realmente são.

Um grupo de 59 voluntários analisou as fotos de vários homens com cabelo. Depois, foram submetidas a eles as mesmas fotos, só que com os cabelos retirados digitalmente, relatou o "Independent".

Com as fotos alteradas, os homens sem cabelo se tornaram "outras pessoas", no sentido positivo, na percepção dos voluntários. Por outro lado, revelou o estudo, homens calvos ou com cabelo apenas na laterais da cabeça são percebidos como “mais fracos e menos atraentes”.

Fonte: Com Informações de Oglobo.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Empresa lança celular que pode ser lavado com água e sabão

A marca japonesa Kyocera inovou e anunciou nesta última semana o smartphone que pode ser lavado com água e sabão.

O aparelho que resiste a água quente e sabão permite que você use sua tela de toque com as mãos molhadas e até mesmo vestindo luvas.

Por conta dos vários recursos, o aparelho não possui uma entrada de áudio convencional e isso faz com que ele seja mais resistente aos líquidos, sujeira e poeira.

O celular será lançado no Japão em março deste ano e não possui previsão de chegar ao ocidente.

Fonte: R7.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

O que aconteceria com a Terra se a Lua deixasse de existir ?

Você consegue imaginar em quantos aspectos aquele corpo celeste que orbita o nosso planeta é importante para a manutenção de nossas vidas? A Lua é responsável por diversos fatores que influenciam o nosso ecossistema, que vão desde o controle da rotação da Terra até o equilíbrio das estações e da temperatura na superfície terrestre.

Se por acaso a Lua deixasse de existir de uma hora para outra no Universo, a vida na Terra mudaria dramaticamente. O efeito imediato seria a baixa das marés oceânicas, pois a interferência do campo gravitacional da Lua é responsável por grande parte do movimento das águas marítimas.

De maneira simplificada, as massas oceânicas sofrem uma aceleração de intensidade quando estão mais próximas do satélite natural. Isso significa que regiões diferentes da superfície terrestre recebem intensidades diferentes de acordo com o posicionamento da Lua e o movimento do satélite em torno do nosso planeta.

A mudança no fluxo das marés seria sentida por muitas espécies que têm seus ciclos de vida associados pelos movimentos oceânicos. Até mesmo animais que vivem em ambiente terrestre, na costa ou na superfície, teriam seus padrões de comportamento afetados na ausência da Lua, pois a luminosidade do satélite natural orienta aves e mamíferos de vida noturna.

Uma Terra fora do eixo

Em longo prazo, porém, as consequências de um desaparecimento da Lua seriam muito mais graves. O satélite ajuda a estabilizar o eixo de rotação do nosso planeta dentro de uma inclinação de mais ou menos 23 graus. Isso significa dizer que a Lua define a existência de nossas estações e mantém a temperatura do planeta em níveis moderados.

Na ausência do satélite, a Terra teria um movimento de rotação similar ao de Marte. O Planeta Vermelho apresenta uma variação de eixo de 15 a 35 graus ao longo de dezenas de milhares de anos devido à influência do campo gravitacional de todos os outros planetas do Sistema Solar. Essa variação provoca climas e temperaturas extremas em sua superfície e pode fazer com o que o gelo que se encontra hoje nos polos se movimente até próximo da faixa central do planeta.

O fato de a Lua estabilizar o eixo de rotação do nosso planeta foi o que permitiu a evolução de seres e organismos multicelulares mais complexos e sensíveis às condições do ambiente. Sem um ecossistema estável, a vida como conhecemos simplesmente não existiria. A Lua foi determinante no processo de formação de nosso ecossistema ao longo dos milhões de anos de existência.

Como se isso tudo já não bastasse, alguns astrônomos acreditam que a Lua desempenha ainda um papel fundamental em limpar o céu de cometas e pequenos asteroides que poderiam atingir o nosso planeta. Sem o satélite em órbita, a Terra seria alvo de muito mais corpos vindos do espaço.

Fonte: Com informações do Megacurioso                                                                           Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Estudantes brasileiros criam farinha feita com baratas. Você comeria?

Especialistas garantem que os insetos poderão servir como opção de alimentos quando faltarem recursos suficientes para o consumo de carne. A partir deste pensamento, estudantes da Universidade Federal de Rio Grande (Furg), no Rio Grande do Sul, decidiram realizar em uma pesquisa sobre o assunto.

Os alunos encontraram a barata cinérea, e produziram uma farinha com o inseto. As baratas usadas na pesquisa foram compradas já desidratadas de um criadouro na cidade de Betim, em Minas Gerais. Ao receber os insetos, os estudantes moeram eles em um moinho de bolas por um tempo predeterminado, e depois peneiraram para conseguir diminuir a granulometria.

Desta forma, a farinha estava pronta, podendo ser adicionadas em outros tipos de alimentos, como em pães, bolos e em barrinhas de cereal. O resultado da pesquisa mostrou que o uso da farinha pode trazer benefícios para o meio ambiente e também para saúde.

Segundo a ONU, até 2050 a população mundial vá crescer em até 9,2 bilhões de habitantes, podendo não existir área de terra disponível para produzir todo o gado e para que tenha quantidade de proteína suficiente para necessidade populacional. Consequentemente, os insetos iriam tornar-se alimentos, isso porque ocupam menos espaço, são mais ecológicos e suprem a falta de proteína.

A análise descobriu que enquanto um pão comum possui 9,68% de proteína e um integral tem 13,85%, um pão com apenas 10% da farinha de inseto tem quase 23% de proteína.

O consumo pode parecer estranho devido a atual cultura brasileira, porém os povos indígenas e pessoas de outras regiões têm esse costume. Na África, Ásia, América Central, como é o caso do México, se consome muitos insetos. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), existem mais de 900 espécies de insetos adequadas para o consumo.

Fonte: 24horasnews.com.br

Cientistas já conseguem ler nossos sonhos

Uma equipe de pesquisadores da ATR Computational Neuroscience Laboratories, em Tóquio, desenvolveu uma técnica capaz de “ler” os sonhos de uma pessoa por meio de escaneamentos do cérebro, o que pode ajudar os cientistas a entender melhor o que acontece na nossa cabeça enquanto dormimos.

O grupo de estudiosos usou a ressonância magnética com imagem em voluntários durante as fases iniciais de sono deles. Assim que o participante adormecia, os pesquisadores o acordavam e perguntavam o que ele havia visto.

Cada imagem mental mencionada pelas pessoas foi registrada. O procedimento foi repetido 200 vezes em cada voluntário. O resultado dessa primeira etapa foi um banco de imagens relacionado com determinadas atividades cerebrais. Além disso, os cientistas conseguiram agrupar essas relações em diversas categorias.

Desvendando sonhos

A partir de então, a equipe da ATR pode analisar as atividades cerebrais dos participantes enquanto eles dormiam levemente e predizer com o que eles estavam sonhando a partir do ponto ativo no cérebro e a respectiva figura registrada no banco de imagens. Os pesquisadores tiveram um índice de acerto de aproximadamente 60%.

Em entrevista para a BBC News, Yukiyasu Kamitani, professor do Departamento de Neuroinformátia da ATR e um dos líderes desse estudo, comenta que “nós fomos capazes de revelar o conteúdo de um sonho a partir da atividade cerebral durante o sono, o que foi consistente com relatórios verbais das pessoas. Eu estava crente que essa decodificação de sonho seria possível ao menos para os aspectos particulares de sonhar. Eu não fiquei surpreso com os resultados, mas animado”.

Obviamente, a pesquisa ainda tem muito que ser desenvolvida. O próximo passo dos pesquisadores é conseguir criar uma forma de analisar e relacionar as atividades cerebrais e as imagens previamente levantadas durante sonos profundos.

Fonte: Com informações do Megacurioso

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Você sabe quem é aquela moça que aparece nas notas do real ?

Você já percebeu que, nas cédulas em circulação no Brasil, além dos diversos animais que estampam a face reversa, como a arara nos bilhetes de R$ 10 e o mico-leão-dourado nos de R$ 20, também existe uma moça que aparece em todas as notas de real? A figura se parece à escultura de uma mulher, toda séria e sem olhos, ilustrando o lado anverso de todas as cédulas. Mas, afinal, quem é essa moça?

De acordo com o Banco Central do Brasil, trata-se de uma efígie simbólica, ou seja, uma ilustração que representa a República. No nosso país, ela foi interpretada sob a forma de uma escultura, e a imagem original que serviu de inspiração para essa representação foi o quadro “A Liberdade Guiando o Povo”, de Eugène Delacroix, no qual a Liberdade é apresentada na forma de uma mulher.

Assim, geralmente a imagem da República é representada por uma mulher vestindo o barrete da liberdade, uma espécie de touca, normalmente vermelha, que os republicanos franceses adotaram como uniforme durante a tomada da Bastilha.

Fonte: Mega curioso.

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Você sabia que o seu estômago pode explodir ?

Você provavelmente já comeu muito e ficou com a sensação de que ia explodir, né? Por mais incrível – e trágico – que pareça, na verdade essa explosão é passível de acontecer. Porém, é rara.

Especialistas afirmam que pessoas já morreram de tanto comer, ou então, ficaram bem próximas disso. Segundo médicos japoneses, em 2003, um homem de 49 anos morreu depois de comer desesperadamente. A compulsão causou uma ruptura em seu estômago. “Eu acredito que o estômago possa se romper espontaneamente, embora isso seja bem raro”, diz o médico japonês Satoru Miyaishi, do Departamento de Medicina Legal da Universidade de Okayama.

O estômago tem a capacidade de armazenar 1,5 litro de alimento. Esse é o limite que o órgão suporta caso você exagere. Indo mais adiante, de acordo com análises patológicas, o estômago suporta até três litros. Pesquisadores descobriram essa tolerância aumentada após o caso de uma explosão estomacal com cerca de cinco litros de alimento ou líquido ser estudado. Também houve um caso raríssimo, em que uma mulher morreu com 12 litros em seu estômago.

Especialistas tentam identificar a razão pela qual algumas pessoas substituem a vontade de vomitar, que é um reflexo, pelo anseio de se alimentar mais. Essa questão é colocada pois os casos de ruptura de estômago normalmente são causados por algum tipo de transtorno alimentar ou mental que podem fazer com que o paciente não tenha o reflexo do vômito.

Por motivos diversos, algumas pessoas ignoram o reflexo do corpo, e o vômito não acontece forma natural. Quando o estômago fica muito distendido, os músculos se mantêm esticados para serem capazes de colocar o alimento para fora.

Porém, quando o vômito não ocorre, o conteúdo necessita ser eliminado por outro canal, para o alimento não ficar preso, exercendo pressão nas paredes do estômago. Se o tecido estiver enfraquecido, pode ocorrer uma ruptura, eliminando o conteúdo do estômago para o resto do corpo e provocando infecção e dor. Nesses casos, é preciso uma intervenção cirúrgica para salvar a vida do paciente.  

Outro caso de ruptura espontânea do estômago é visto em pessoas que possuem Síndrome de Prader-Willi, doença que produz grande desejo por alimentos, resultando em ganho de peso e obesidade mórbida.

Fonte: R7.com

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Datura: Conheça uma das drogas mais perigosas do mundo

Sabe aquela expressão de que certas pessoas não são "flor que se cheire"? Pois bem, essa flor é o cúmulo dessa frase. A datura é um gênero de flor que tem 14 espécies muito perigosas.

Pra começar, só respirar perto da flor já pode causar mal estar e sono. O cheiro é tão forte que tribos indígenas da América do Sul costumavam dormir com uma flor na cabeça para cair no sono mais rápido. Ela também é venenosa o bastante para ter sido usada como veneno por décadas. Em muitos países, é proibido cultivar, vender ou comprar plantas de datura.

Além de causar mal estar só com o cheiro e de ser venenosa, as sementes de datura são usadas como drogas por algumas pessoas corajosas. A datura não é uma droga alucinógena, igual cogumelos ou LSD. Na verdade, ela trabalha bloqueando certos transmissores do seu cérebro, o que produz um delírio que dura horas.

O delírio causado pela datura faz com que a fantasia pareça realidade. É bem possível que você realmente tente voar se jogando de um prédio. Talvez até cortar uma parte do próprio corpo por achar engraçado. Em alguns fóruns na internet, usuários da droga dizem que as alucinações chegam a durar dias. Se usar mais do que devia, você pode ficar uma semana com o cérebro funcionando do jeito errado e nem saber que está delirando.

Cada semente tem uma quantidade diferente de toxinas, então não dá pra saber direito se o que está tomando é uma dose que enlouquece ou uma doce que mata imediatamente.

Fonte: R7.com

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Pessoas que falam palavrões são mais honestas, diz estudo

Quando você quer causar uma boa impressão com alguém, provavelmente vai segurar a língua e não falar nenhum palavrão na sua frente. Afinal, foi isso que nos ensinaram desde cedo.

A ciência acabou de provar que um “porra” ou “caralho” bom colocado na frase pode ter um efeito positivo na conversa. Por quê? Pessoas que falam palavrões são mais honestas, um estudo revelou.

Pesquisadores fizeram três experimentos para chegar a essa conclusão. Primeiro, eles pediram para 276 voluntários contarem a frequência que usavam palavrões e fazer um teste de honestidade.

Depois, 73 mil pessoas foram analisadas no Facebook por meio de um aplicativo, com o objetivo de medir a relação profanidade/integridade no status deles. Por fim, os estudiosos utilizaram dados sobre o uso da palavrões e índice de honestidade em cada estado americano.

O resumo da ópera é aquele que você já sabe: palavrão e honestidade andam juntos.

“Quando você filtra as palavras que usa durante uma conversa, provavelmente também filtra o que está dizendo”, explicou um dos pesquisadores, David Stilwell, da Universidade de Cambridge. “Alguém que usa palavrões em geral não está adotando nenhum desses filtros.”

Fonte: iG

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Coração de pessoas que comem chocolate é mais saudável

Você ama chocolate? Então, saiba que existem boas chances de que você tenha um coração bastante saudável. Um estudo da Universidade de Aberdeen apontou que pessoas que comem chocolate com regularidade têm menos chances de desenvolverem problemas cardíacos.

Os pesquisadores também mostraram que não existem evidências de que o chocolate deva ser reduzido dentro da dieta alimentar por conta de risco cardiovascular. As conclusões foram listadas a partir de um acompanhamento de 20.951 pessoas durante 12 anos. O estudo foi publicado na revista Heart.

O chocolate é comprovadamente um alimento rico em flavonóides, composto de origem vegetal que oferece proteção aos seres humanos contra doenças do coração. Ainda não existe uma explicação científica que confirme as razões pelas quais o chocolate pode ser tão bom para o coração humano, mas os pesquisadores já sabem, com certeza, que o doce, quando consumido dentro de uma dieta saudável e com moderação, pode apresentar um comportamento positivo para a saúde cardiovascular.


Resultados Positivos do Chocolate :

Durante a pesquisa, os participantes que comiam chocolate tinham um índice de massa corporal menor, além de pressão arterial normal, duas características que naturalmente reduzem riscos cardíacos. Além disso, é possível afirmar que as pessoas que consumiam mais chocolate tinham também uma tendência a manter bons hábitos de vida e para saúde.

O estudo mostrou que o maior consumo de chocolate estava associado a 11% menos risco de problemas no coração e 25% menos incidência de morte por doenças relacionadas ao sistema cardiovascular. De acordo com os autores da pesquisa, ainda são necessários mais estudos para entender melhor a correlação entre o consumo de chocolate e a existência de um coração mais saudável. Além disso, pesquisas extras também poderão indicar quais são os mecanismos biológicos que agem positivamente no organismo com o consumo de chocolate.

Os pesquisadores também alertaram que essa indicação benéfica do chocolate não é válida para todas as pessoas, com restrições para cidadãos com sobrepeso ou diabetes, por exemplo. Os cientistas ainda indicaram que os possíveis benefícios do chocolate estão relacionados tanto ao consumo de chocolate amargo quanto à ingestão de chocolate ao leite.

No caso do chocolate ao leite, os pesquisadores afirmaram que os benefícios podem ter ligação com a presença de cálcio e ácidos graxos do leite, substâncias que são muito importantes para a saúde humana.


Fonte: Site de Curiosidades.

Fonte: Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Pastor promete cura a fiéis que tomarem óleo de motor benzido

Na semana passada, causou polêmica aqui no Brasil a informação de que o pastor Valdomiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, estaria “curando” fiéis com o próprio sangue que ficou manchado na camisa que ele usava no dia em que foi esfaqueado no pescoço. Bastava tocar no manto com muita fé para milagres acontecerem. Agora, uma notícia que vem lá da África do Sul mostra outra prática ainda mais inusitada.

Bongani Maseko, pastor do Ministério da Respiração de Cristo, fez seus seguidores beberem óleo de motor em troca de cura e libertação. Fotos da cerimônia foram publicadas no Facebook da congregação, que está localizada no município de Daveyton, a 60 quilômetros da capital, Pretória.

A ação foi criticada por diversas entidades, ainda mais depois que Maseko garantiu que a garrafa estava cheia de óleo de motor da marca Havoline. Segundo o pastor, o líquido não oferecia risco algum, já que ele havia orado bastante para isso. Maseko também não pesquisou previamente os riscos de ingerir o óleo, visto que sua oração seria suficiente para o produto não causar nenhum problema.

Para defender sua teoria, Maseko recordou a passagem bíblica que diz que Jesus Cristo cuspiu no chão para fazer barro e passar nos olhos de um cego que voltou a enxergar depois disso. Para ele, qualquer tipo de veneno ou toxina pode desaparecer com a força da oração. Recentemente, a história de um pastor sul-africano que espirrava pesticida no rosto dos fiéis também gerou polêmica no país.

Fonte: Com Informações do Tecmundo.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Saiba quais são os sete empregos mais perigosos do mundo

Você acha seu emprego de alto risco? Algumas pessoas recebem uma remuneração a mais do governo por trabalhar em funções de alto risco como, por exemplo, pessoas que trabalham em penitenciárias. Mas esses trabalhos não podem ser comparados com os que você verá aqui. Esses são realmente de risco e um passo errado pode acabar com a vida deles.

Limpador de janelas em arranha-céus

Você pode até pensar que esse não é um emprego de risco, que as pessoas estão seguras por vários cabos, mas não é assim em todo o mundo. Em alguns lugares eles estão pendurados por cabos a muitos metros de distância do chão, já imaginou nos arranha-céus de Dubai? O pior de tudo é que em muito lugares eles não utilizam nenhum equipamento de proteção. Nesse caso eu deixaria a janela suja, e você?

Eletricista de alta tensão

A eletricidade é algo que não podemos brincar, aprendemos isso desde pequenos. Mas alguém tem que trabalhar nessa área, em alguns lugares muitos profissionais precisam usar o helicóptero para executar o serviço. Já imaginou? Qualquer erro é morte na certa.

Dublê

Esse é o trabalho que muitas pessoas queriam ter, parece muito legal, mas não imaginamos o perigo. O dublê entra em cena apenas quando há risco para o ator, ele precisa fazer imagens de quedas, acidentes, incêndios e qualquer outra coisa que está escrita no roteiro.

Domador de animais

Animais selvagens não são domesticados, mas até hoje as pessoas não aprenderam e teimam em doma-los. Ser treinador e domador de leão é um trabalho muito perigoso, não da para confiar 100% no animal. Muitos homens e até mulheres tentam domar animais que possuem força capaz de mata-los com um simples golpe.

Bombeiros

Essa é uma profissão de grande risco, muitos bombeiros se tornam heróis depois de passar por algumas situações. Salvar vidas de pessoas que estão em perigo acaba colocando a vida do bombeiro em perigo também, são muitas as situações, deslizamentos, incêndios, desabamentos, enchentes. Contamos recentemente a história do bombeiro que trabalhou no acidente de Chernoby, ele colocou a vida em risco muitas vezes.

Mineiros

A mineração é um trabalho bem perigoso, existe muito risco de desabamento e explosão. O profissional trabalha debaixo da terra e muitas vezes ficam muitos metros abaixo, eles estão expostos a problemas pulmonares também pelo contato com fragmentos de minério. Quem não lembra do incidente com os mineradores no Chile em 2010? 33 homens ficaram soterrados em uma mina a 688 metros de profundidade.

Alvo humano

Esse é um trabalho muitas vezes feito por mulheres, elas são assistentes de palco e colocam sua vida em risco muitas vezes. As mulheres ficam em frente de alvo enquanto outro profissional ou artista lança facas ou outro material cortante e perigoso em sua direção. Você trabalharia com isso?

Fonte: Mundo Curioso.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Parar de fumar engorda ?

18 de janeiro de 2017 10:18h Categoria: Curiosidades Comentários ()
Parar de fumar engorda ?

As pessoas que param de fumar fazem uma escolha pela saúde, mas podem apresentar um ganho de peso caso não controlem a alimentação e não apostem em hábitos saudáveis de vida. Infelizmente, o fato de parar de fumar levar ao ganho de peso faz com que muitas pessoas prefiram manter o vício, mesmo sabendo que o tabagismo compromete muito a saúde e influencia no desenvolvimento de diversas doenças.

Quem para de fumar precisa fazer também uma reeducação alimentar e iniciar a prática de atividades físicas regulares. Os quilos extras que podem aparecer com o fim do tabagismo acontecem por que a nicotina dos cigarros funciona como um inibidor do apetite. Sendo assim, quando uma pessoa para de fumar, ela acaba sentindo mais fome.

Na prática, o aumento do peso está associado ao aumento do consumo de alimentos. Os efeitos metabólicos do cigarro, como a inibição do apetite e o maior gasto energético, devem ser compensados com uma alimentação saudável e com exercícios físicos.

Os ex-fumantes também devem controlar fatores psicológicos ligados ao vício para alcançarem sucesso neste desafio. Depois de abandonar o cigarro, as pessoas notam diversos benefícios a curto prazo, como uma melhora na condição cardiorespiratória e o controle do colesterol e do açúcar no sangue.

Com o passar do tempo, o organismo se adapta à falta de nicotina e aos novos hábitos de vida. O importante é que as pessoas saibam que parar de fumar vale muito a pena!


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Família encontra criatura com cabeça de gato e corpo de rato

Uma família de Lethabong, África do Sul, deparou-se com uma criatura bizarra ao entrar na cozinha de casa. Segundo informações da imprensa local, os moradores ouviram um barulho estranho vindo do local e resolveram investigar.

Ao abrirem um armário encontraram os animais que têm cabeça de gato e corpo de rato. Assustados, eles foram atrás do pastor da igreja para pedir ajuda. O religioso, então, pegou um esmeril e matou os bichos.

De acordo com o jornal The Mirror, os moradores acreditam que foram vítimas de uma maldição. Já a Sociedade de Prevenção à Crueldade com Animais (SPCA) disse que os bichos não poderiam ter sido mortos, mas sim capturados para serem estudados.

Segundo a SPCA, há várias espécies de gatos que ainda não foram estudadas. Por sorte, eram ao todo seis animais na casa, quatro foram mortos e dois resgatados para estudos. Ainda não há informações sobre o que são esses bichos.

Fonte: Com Informações do Uol.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Conheça a picada de mosca que deixa as vítimas em sono profundo

A mordida de uma mosca tsé-tsé é uma experiência extremamente desagradável. Não é como a de um mosquito, que pode inserir sua fina língua diretamente no sangue, muitas vezes sem o alvo perceber: a boca dela tem minúsculas serrilhas que rompem a pele para poder sugar o sangue.

Para piorar a situação, várias espécies de mosca podem transmitir doenças. Uma das mais perigosas é causada por um parasita: a doença do sono ou Tripanossomíase Humana Africana (THA), para dar o nome oficial. Sem tratamento, ela é normalmente fatal.

Como tantas doenças tropicais, a doença do sono tem sido muitas vezes negligenciada pelos pesquisadores farmacêuticos. No entanto, investigadores têm se esforçado há tempos para compreender como ela engana os mecanismos de defesa do nosso corpo.

Algumas de suas descobertas podem agora ajudar a eliminar a enfermidade completamente. Há dois parasitas unicelulares que causam o sono mortal: Trypanosoma brucei rhodesiense e T. b. Gambiana.

Este último é mais predominante: é responsável por até 95% dos casos, principalmente na África Ocidental. Ele leva vários anos para matar uma pessoa, enquanto o T. b. rhodesiense pode causar a morte em poucos meses. Existem ainda outras formas que infectam o gado.

Após a mordida inicial, os sintomas da doença do sono muitas vezes começam com febre, dores de cabeça e dores musculares. À medida que ela avança, os infectados ficam cada vez mais cansados – é de onde a doença recebe seu nome.

Alterações de personalidade, confusão mental grave e má coordenação também podem acontecer. Embora a medicação ajude, alguns tratamentos são tóxicos e podem ser letais, especialmente se ministrados depois que o mal alcançou o cérebro.

Fonte: IG.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

7 histórias sobre a sexta-feira 13 que tornam essa data macabra

A primeira sexta-feira 13 do ano veio logo na segunda semana de Janeiro.  A data, muito simbólica para as obras de terror, é cercada de lendas e superstições e virou até motivo de fobia! Acredite, “Parasquavedequatriafobia” é o nome que se dá à aversão por este dia.

Você sabe de onde vieram todas essas histórias? Conheça os primórdios de tudo e algumas curiosidades sobre o tema:

1. Origem nórdica

Ninguém pode afirmar com certeza, mas, ao que tudo indica, a lenda teve origem na mitologia nórdica. Sabe quando você arma uma festinha só com os amigos mais íntimos, mas aquela pessoa indesejada aparece e cria o maior climão? Então, foi exatamente isso que aconteceu: 12 divindades compareceram a um grande banquete no Valhalla – que era como a casa dos deuses.

O que era para ser só diversão acabou em tragédia quando Loki, um espírito do mal e da discórdia, apareceu e criou uma grande confusão, causando a morte do deus Balder. A partir dessa história, surgiu a crença de que convidar 13 pessoas para algo dava azar. Então, preste atenção na sua lista de convidados da próxima vez.

2. Versão católica

Há também a crença de que Jesus foi crucificado em uma sexta-feira depois de ter 13 pessoas à mesa, na última ceia.

3. A vingança de Freya

É bem provável que, quando a cantora Rebecca Black lançou a música “Friday”, não fazia a menor ideia da origem dessa palavra. Lá da Escandinávia, veio a deusa Freya, que representava o amor e a beleza.

Seu nome deu origem ao “dia de Freya”, que se tornou “Friday”, sexta-feira em inglês. Apesar de simbolizar coisas bem bonitas, nós sabemos que o amor, por vezes, pode nos levar ao limite e, por isso, ela se tornou vingativa e se transformou em bruxa quando as tribos nórdicas e alemãs começaram a se converter ao cristianismo.

4. Contrate o 14º convidado

Como você percebeu, muita gente não curte reunir 13 pessoas em um mesmo ambiente. Por isso, nos Estados Unidos, se você estiver com esse número exato de pessoas em uma mesa, pode contratar um convidado profissional para se livrar de vez das superstições.

5. Dia de prejuízo

Se você ficou meio incrédulo com essa história de fobia da sexta-feira 13, saiba que, quando a data chega, nos Estados Unidos, cerca de 900 milhões de dólares são perdidos, já que as pessoas não querem fechar nenhum negócio.

6. Mais acidentes

Um estudo descobriu que há mais registros de acidentes de carros nessa data do que em qualquer outro dia do ano.

7. Grandes tragédias que aconteceram em uma sexta-feira 13

Coincidências ou não muitos acidentes famosos aconteceram nessa data.  O transatlântico Costa Concórdia naufragou em 13 de janeiro de 2012; a nave da missão Apollo 13 explodiu no dia 13 de abril de 1970; o acidente com o avião da Força Aérea do Uruguai, que levava uma equipe uruguaia de rúgbi, caiu na Cordilheira dos Andes em 13 de outubro de 1972.

Fonte: Mega Curioso.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Apocalipse zumbi acabaria com a população em 100 dias, diz estudo

Uma pesquisa realizada por estudantes da Universidade de Leicester, na Inglaterra, acabou de descartar a possibilidade de qualquer um fazer parte de um grupo de sobreviventes de um apocalipse zumbi.

No estudo, foi utilizado um programa que é capaz de estimar o número de pessoas afetadas por uma doença contagiosa, o SIR model, cuja sigla S é de “suscetível”, I é de “infectado” e R é de “resistente”, ou imune. O método já é utilizado por centros epidemiológicos para medir o nível e a rapidez com que uma infecção viral se alastra pelo mundo.

O resultado de um possível apocalipse zumbi não foi animador. Os dados mostraram que cada zumbi poderia encontrar uma pessoa por dia e teria 90% de chances de infectá-la. Com isso, em 100 dias apenas 273 pessoas ainda estariam vivas no planeta, sendo uma alma para cada milhão de mortos-vivos.

A primeira pesquisa não levou em conta as taxas de natalidade e de mortalidade entre os seres humanos, uma vez que considerou que os dados seriam irrelevantes em 100 dias. Mas, em um segundo estudo, incluindo estes dados e a taxa de morte de zumbis, os resultados foram mais otimistas.

Depois de caçar os vivos e deixar a raça humana perto da extinção, os zumbis iriam sofrer com a falta de comida, considerando que eles não seriam capazes de cultivar o próprio alimento. Se os sobreviventes fossem capazes de se manter vivos durante um determinado período de tempo (até os zumbis morrerem de fome), poderiam começar a se reproduzir e criar uma nova população.

A pesquisa, que foi publicada no jornal da universidade, é hipotética e não faz parte de um processo científico reconhecido. 

Fonte: Com informações da Superinteressante

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

É verdade que vinho tinto dá dor de cabeça?

Uma das bebidas mais tradicionais de todas é conhecida também por causar um efeito indesejado em muitas pessoas: dores de cabeça. Ainda que muita gente acredite que apenas vinhos e má qualidade causem as enxaquecas, a verdade é que não é bem assim: muitas vezes, as dores têm relação com alguma substância presente na bebida.

Alimentos e bebidas fermentados, como é o caso do vinho e do queijo, têm, em sua composição, substâncias conhecidas como histaminas, que provocam sintomas alérgicos. O vinho tinto é conhecido por ter níveis mais elevados dessa substância – além do mais, o consumo de álcool por si só já aumenta os níveis de histamina na correte sanguínea.

Para evitar as dores de cabeça, o ideal é tomar um anti-histamínico mais ou menos uma hora antes de começar a beber – é preciso ter cuidado, no entanto, com outras reações eventuais do consumo de álcool com o do medicamento. Além do mais, beber com moderação é fundamental para não ter problemas de saúde.

Outras substâncias

Outra substância presente em queijos e em vinho tinto é a tiramina, um aminoácido naturalmente produzido durante a fermentação. Essa substância altera nossa pressão sanguínea e é conhecida também por causar enxaquecas. Para evitar esse problema, não consuma vinho com queijo ou com outros produtos que foram fermentados.

Já a prostaglandina é um componente presente no vinho e que também tem relação com dores e inflamações. Para driblar esse efeito indesejado, o ideal é tomar aspirina ou ibuprofeno antes de encher a taça. Isso, claro, é uma dica que deve ser colocada em prática com moderação, já que a administração desses medicamentos juntamente com o álcool causa problemas de fígado.

Tem mais!

Os taninos e os fenólicos são componentes da casca da uva e que agem dilatando os vasos sanguíneos – o resultado? Dores de cabeça, é claro. A dica aqui é simplesmente evitar o consumo de vinho tinto e não beber quando estiver de cabeça quente, já que o estresse também atua como vasodilatador, o que é pior para as dores de cabeça. Procure por vinhos que sejam feitos com uvas de baixo teor de taninos, como a Pinot Noir.

Agora se a questão é lidar melhor com a ressaca, saiba que ela geralmente é causada por desidratação, então o ideal é consumir água enquanto bebe vinho para se manter hidratado, além, é claro, de dar preferência aos produtos com menos teor alcoólico e de sempre, sempre mesmo, beber com moderação e somente quando não estiver dirigindo.

Fonte: megacurioso.com

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez