Logotipo R10
5 filmes de terror baseados em fatos reais

Alguns filmes de terror, são baseados em histórias reais. Pensando nisso, selecionamos alguns desses filmes para você. Confira:

1. O Exorcista

Um dos filmes de terror mais medonhos de todos os tempos também é baseado em fatos reais. O longa retrata a vida de uma garota possuída por um demônio que passa por diversas sessões de exorcismo com a ajuda de um padre local. Apesar da protagonista ser uma menina, a história real é sobre um garoto com o nome desconhecido. A história toda é registrada no diário do sacerdote que afirma acontecer coisas sobrenaturais durante as sessões, como: móveis se movendo sozinhos e a distorção da voz do garoto.

2. Wolf Creek – Viagem ao inferno

Esse filme conta a história de um serial killer chamado Ivan Milat, que vivia na Austrália, onde fez milhares de vítimas nos anos 90. Segundo informações, o assassino em série tinha uma preferência pelos mochileiros que passavam pela floresta estadual de Belanglo. Ele afirmou que sempre caçava as vítimas antes para ter mais emoção na hora de matá-las.

3. Gêmeos – Mórbida semelhança

O filme conta a história de Stewart e Cyril Marcus, gêmeos idênticos que residiam em Nova York e dividiam absolutamente tudo na vida, até que um dia seus corpos são encontrados em estado de decomposição no apartamento que moravam. Começa então uma série de terror que vale a pena ser assistida.

4. A vizinha

O filme é inspirado no assassinato da garota Sylvia Likens em meados da década de 1960. Segundo alguns relatos, a menina morreu ao ser deixada por seus pais com Gertrude Baniszewski. Mas, ao invés de cuidar da garota, Gertrude, seus dois filhos e outros vizinhos torturaram Sylvia durante 3 meses até que ela morreu. O crime é considerado um dos mais terríveis do local.

5. Evocando espíritos

Esse longa conta a história da família Snedeker que se mudou no final dos anos 80 para o Estado de Connectcut (Estados Unidos). Tinham a intenção de fazer com que Philip, que era filho do casal, ficasse mais próximo a clínica na qual se tratava de um câncer. Pouco tempo depois eles descobrem que a casa em que habitam era, no passado, um necrotério e Philip começa a ficar muito sensível às presenças sobrenaturais no lugar.

Fonte: Ultra Curioso.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

8 coisas que você não sabia sobre o beijo

Você sabia que o beijo dobra os batimentos cardíacos, aumenta a pressão arterial, dilata as pupilas e induz o cérebro a liberar uma substância chamada ocitocina, que causa sensação de bem-estar?

Para saber mais informações sobre o beijo, confira a nossa lista com algumas curiosidades:

1. O beijo ativa de 5 a 12 nervos cranianos e de 23 a 34 músculos da face. E como se não fosse o bastante, ele ainda movimenta 112 músculos do corpo.

2. Ao se beijar, o casal troca nada menos que 278 colônias de bactérias. Isso representa de 10 milhões a 1 bilhão de microorganismos.

3. Entre as moléstias transmitidas pelo beijo estão o resfriado, a gripe, a pneumonia, o herpes, a cárie, a mononucleose e a meningite.

4. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos revelou que as mulheres prestam bastante atenção no hálito do companheiro antes de beijar. Se o homem tiver mal hálito, as chances com a parceira diminuem.

5. Seres humanos não são os únicos animais que beijam. Macacos também costumam trocar afeto e demonstrar reconciliação pelos lábios.

6. Estudos realizados nos Estados Unidos mostraram que enquanto os casados gostam de bocas com cheiro de creme dental, os solteiros gostam com cheiro de bebida alcoólica.

7. Uma pesquisa recente feita entre brasileiros identificou mais de 400 tipos de beijos. Outro dado apurado pela mesma pesquisa: ao longo da vida, uma pessoa dá em torno de 24 mil beijos.

8. As mulheres gostam mais de beijar durante o ato sexual do que os homens. Elas dificilmente fazem sexo sem o beijo.

Fonte: Mais Curiosidade.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Empresa cria pneus que não necessitam de ar

Uma empresa desenvolveu um pneu para bicicleta sem ar. Esse modelo é capaz de continuar funcionando, mesmo quando for furado.

A Nexo, responsável pela criação, contou que pneus que não necessitam de ar não são produtos novos, mas não foram amplamente utilizados devido à rigidez e baixa absorção de choque, em comparação com os convencionais. Mas os novos pneus são feitos com misturas polímeros que não são apenas para oferecer um equilíbrio perfeito e resiliência, mas também a durabilidade.

Você pode comprar os pneus em duas formas diferentes: pneus para serem montados sobre as rodas existentes com uma vida útil de até 3.100 milhas, e outros, para substituir todo o conjunto de rodas e durarem até 5.000 milhas.

Fonte: Mistérios do Mundo

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Escrever ajuda a diminuir pensamentos negativos

Segundo um estudo feito por um pesquisador da Universidade da Virginia, Estados Unidos, mostrou que quando você está com pensamentos negativos, exercícios de escrita podem ajudar a combatê-los.

Isso acontece porque a atividade nos ajuda a organizar os pensamentos e faz com que a mente pare de focar tanto naquele tema.

Para que isso aconteça, você pode escrever sobre a fonte de preocupação ou angústia por 15 minutos antes de dormir. É necessário focar os pensamentos mais profundos sobre o episódio.

A atividade funciona especialmente bem nas pessoas que começam a escrever seus pensamentos de forma misturada, sem muita coerência e sentido, mas que acabam encontrando uma nova narrativa, um novo jeito de descrever este evento angustiante. Isso traz significados que talvez façam com que a pessoa pare de pensar tanto no assunto porque ela entende melhor o que aconteceu.

Fonte: PavBlog.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez


Por que os médicos são tão frios?

Você, em algum momento da vida, já deve ter passado em consulta com um médico frio e sem reação. Essas são características de muitos profissionais da saúde.

Para entender esse comportamento dos médicos é necessário conhecer um pouco sobre o caminho de formação do profissional. Os médicos brasileiros têm uma jornada difícil rumo ao tão sonhado diploma. Eles passam anos estudando e, depois, fazendo a residência médica. Nesse processo, pouco se fala sobre a humanização da saúde, ou seja, o curso de medicina não ensina o médico a ser humano, sensível à dor alheia e simpático.

Durante a própria formação acadêmica, os médicos são praticamente incentivados a não demonstrarem sentimentos. O objetivo é manter um distanciamento emocional dos pacientes, como forma de não se envolver afetivamente com as histórias.

O médico é treinado para não prestar atenção ao sofrimento humano causado por mortes, doenças, tratamentos difíceis e traumas. Manter o afastamento do paciente é uma diretriz usada para que o médico se concentre apenas na doença do paciente e na busca por um tratamento eficiente.

Por essas razões, é comum ver em consultórios e hospitais pacientes que não ficam nem 5 minutos dentro da sala de consulta com o médico. Tudo é feito de forma rápida, automática e fria. Em muitas situações, o profissional de saúde pouco fala e nem olha nos olhos do paciente.

Essa metodologia de atendimento vem sendo questionada por muitos médicos, que acreditam que o comportamento é, na verdade, uma deficiência inserida no estudante de medicina. Alguns profissionais afirmam que a relação médico/paciente é muito importante para o sucesso dos tratamentos. Por isso, os médicos não podem ter apenas habilidades técnicas, mas também precisam ter empatia com seus pacientes.

Para tentar mudar a fama de frio do médico, as escolas de medicina vêm alterando o currículo para incluir aulas de reflexão artística e comunicação para os futuros médicos. O altruísmo não pode ser uma característica do médico apenas no início da faculdade. Esse perfil deve acompanhar o profissional em toda a sua trajetória.

É fundamental ter empatia e se preocupar verdadeiramente com o paciente. A carga emocional é grande, mas pode ser muito valiosa.


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

10 pragas animais que prejudicam os ecossistemas

Alguns animais podem configurar verdadeiros desastres ambientais quando atingem uma grande população e ficam descontrolados em regiões específicas do planeta. Segundo uma Convenção Internacional sobre Diversidade Biológica, uma espécie pode ser considerada invasora quando passa a viver fora de seu habitat natural e prejudica de forma evidente os ecossistemas onde se alojam.

Quando ocorre um crescimento anormal das espécies invasoras em uma região, inicia-se uma praga. Confira o Top 10 dos animais que podem gerar terríveis infestações ambientais:

1 – Ratazana – Esta espécie é um mamífero invasor que existe no mundo inteiro. As ratazanas se adaptam a todos os tipos de ambientes e podem causar problemas para a vegetação, para a saúde humana e para diversos tipos de aves e pequenos animais vertebrados e invertebrados.

2 - Tilápia-do-nilo – Este tipo de peixe alcança até 60 cm de comprimento e 4,3 kg. A espécie foi trazida para o Brasil em 1933, se reproduziu rapidamente e se tornou predadora de diversas espécies nativas.

3 - Abelha-africana – Esta espécie foi trazida para o Brasil pelo Ministério da Agricultura na década de 1950. A abelha é agressiva e se espalhou por todo o continente sul-americano, prejudicando a existência de tucanos, araras e outros pássaros em seu habitat natural. A abelha também ameaçou humanos e animais domésticos, pois tem uma picada letal.

4 - Caramujo-gigante-africano – A espécie foi trazida para o Brasil na década de 80 e se tornou um vetor de doenças que atingem o sistema gástrico e nervoso.

5 - Píton-burmesa – Estas cobras podem alcançar até 6 metros de comprimento e se tornaram um risco para os Estados Unidos. Calcula-se que atualmente o Estado da Flórida tenha 150 mil pítons vivendo em liberdade nas matas e prejudicando todo o ecossistema natural.

6 - Estorninho-comum – Este pássaro europeu foi levado para Nova Iorque, nos Estados Unidos, e causa mais de 800 milhões de dólares em prejuízos para a agricultura todos os anos.

7 - Sapo-cururu – Esta espécie de sapo é nativa da América do Sul, mas foi levada para a América do Norte, Austrália e Caribe. O objetivo era fazer um controle biológico de pragas, mas o sapo causou diversos problemas, principalmente por causa do veneno presente em sua pele tóxica.

8 - Coelho-europeu – Esta espécie invasora é nativa da Península Ibérica, mas se espalhou pelo mundo, causando problemas ambientais e alcançando uma super-população por causa de sua rápida reprodução.

9 – Javali – Esta espécie existe na Europa, América do Norte e Norte da África. Ao ser introduzido na América do Sul, o Javali causou diversos problemas, como a transmissão de doenças e prejuízos para a agricultura.

10 - Formiga Argentina – Este tipo de formiga está presente no mundo inteiro e constrói supercolônias que causam problemas domésticos, prejudicam espécies de lagartos e são resistentes a inseticidas


Fonte: Site de Curiosidades.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Dispositivo pode deixar verduras com gosto de chocolate

Cientistas fizeram um dispositivo capaz de deixar as verduras com gosto de chocolate. Os pesquisadores da Universidade da Cidade de Londres (Reino Unido) construíram um protótipo, chamado Taste Buddy, que utiliza corrente elétrica de baixa intensidade para enganar o paladar.

A placa de 2 cm é colocada sobre a língua e está ligado a um processador. Ele só pode criar sabores doces ou salgados, mas seus inventores esperam alterar completamente a nossa alimentação imitando qualquer alimento.

O aparelho funciona para expressar sinais térmicos ou elétricos para estimular os receptores gustativos. Para aumentar o sabor doce, por exemplo, o dispositivo é rapidamente aquecido e estimula os receptores gustativos que reagem ao calor. Em vez disso, uma corrente elétrica fraca é usada para direcionar as papilas gustativas responsáveis pelos sabores salgados.

Fonte: Climatologia Geográfica

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

Algumas coisas que você precisa saber sobre o cérebro feminino

Existem várias mudanças na vida da mulher quando ela se torna mãe, e como o físico e os hormônio. 

Selecionamos para você algumas coisas que deveria saber sobre o cérebro das mulheres. Confia:

1. Elas perdem a vontade de fazer sexo muito fácil

A libido de uma mulher é bem mais temperamental do que a do homem. Estudos mostram que para que ela fique com vontade de fazer sexo e ter orgasmo, algumas áreas do seu cérebro precisam se desligar. Uma mulher pode recusar os avanços de seu parceiro por inúmeras, seja por raiva, por desconfiança e até mesmo por coisas mais simples. A gravidez, cuidar dos filhos e a menopausa também podem confundir a libido da moça. Uma boa dica para os homens é investir nas preliminares. Estudos mostram que para os homens as preliminares costumam durar três minutos antes da penetração, e para elas as preliminares podem ser sutis e podem acontecer até um bom tempo antes do sexo.

2. Elas realmente têm uma intuição incrível

Muitas vezes os homens podem ter a desconfortável sensação de que mulheres podem ler suas mentes, mas a intuição feminina é mais biológica do que mística. Durante sua evolução, elas precisaram aprender a descobrir as necessidades de bebês que não sabem se comunicar corretamente. Para isso, elas aprenderam a ler suas atitudes e “descobrir” seus pensamentos. Com o passar dos anos, elas realmente ficaram boas nisso, tanto que essa habilidade não é limitada aos seus filhos, mas também as pessoas que as rodeiam.

3. Elas mudam todos os dias

As mudanças de humor das mulheres não ocorrem apenas por causa da TPM, as mulheres na verdade são afetadas por seus ciclos menstruais todos os dias do mês. É que os níveis de hormônios estão se alterando constantemente e o organismo da moça os acompanha, fazendo com que elas fiquem mais sensíveis, mais duronas e até mudam sua aparência. Dez dias antes da ovulação, as mulheres tornam-se mais sexualmente disponíveis. Uma semana depois, elas ficam mais carentes e caseiras, e preferem assistir um filme em casa do que sair para balada. Na próxima semana, elas ficam choronas e irritadas, e para a maioria das mulheres, seu humor fica pior nas 24 a 12 horas que antecedem o início de sua menstruação.

4. As mulheres evitam a agressividade

Algumas situações estressantes fazem com que os homens fiquem mais agressivos, mas a maioria das mulheres quando se sentem ameaçadas tentam arranjar jeitos não-agressivos de enfrentar a situação, ou simplesmente apaziguar seu oponente. Para isso, elas podem até manipular seus interlocutores com a intenção de formar “alianças estratégicas”. Acredita-se que as mulheres tenham evoluído de forma a evitar conflitos, porque normalmente as crianças dependem delas.

5. O cérebro da mulher muda quando elas se tornam mães

Existem várias mudanças na vida da mulher quando ela se torna mãe, e como o físico e os hormônios, o cérebro da mulher também muda após dar à luz. Elas precisam pensar que seu mundo está seguro e previsível, uma mãe precisa de apoio, não só para o bem dela, mas pelo bem do bebê. Ela precisa se comportar de uma forma adequada com seu filho para que o desenvolvimento do temperamento e do sistema nervoso da criança seja normal. Uma maneira que a natureza criou para fortalecer o elo entre a mãe e o filho é a amamentação, que além de fazer bem para a criança, alivia o stress da mulher. Um estudo publicado em 2005 indicou que amamentar pode ter o mesmo efeito relaxante no cérebro que uma dose de cocaína.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

As coisas que eram erradas de acordo com o antigo testamento

Selecionamos algumas coisas que você faz nos dias de hoje que eram consideradas erradas no tempo do antigo testamento. Confira:

1. Idolatria

Se você é daqueles que vai a um determinado show e quase se mata para ficar o mais perto possível do seu ídolo, você está pecando de acordo com os ensinamentos do antigo testamento. Ele condena qualquer tipo de idolatria, permitindo adorar somente a Deus.

2. O Divórcio

Esse não é um costume das pessoas, muito menos algo que fazemos todos os dias mas é algo bastante comum nos dias de hoje, mas era proibido de acordo com a religião nos tempos passados.

3. Cortar o cabelo de forma redonda

Levítico abomina até mesmo o corte arredondado dos cabelos. De acordo com essa passagem, você não deve arredondar os lados de suas cabeças. Poderemos encontrar Os Beatles no inferno então, não é mesmo?

4. Ser Gay

Claro que isso não é uma coisa que todos são, mas não podemos deixar de listar que de acordo com o antigo testamento, ser gay é extremamente pecaminoso. O ato da homossexualidade ia contra todos os princípios de Deus e feria gravemente a fé e os costumes religiosos.

5. Tatuagem

Difícil é encontrar alguém que não possui nenhuma tatuagem hoje em dia, não é verdade? Ou pelo menos a vontade de fazer uma. Riscar a sua pele com qualquer que fosse o desenho era considerado um ato pecaminoso e contra a crença em Deus

6. Se vestir com roupas ou acessórios de ouro

Aquele pingente de ouro que você tanto gosta é mais um elemento proibido de acordo com os costumes antigos. A versão antiga do livro sagrado condena o uso desse material no corpo.

7. O consumo de carne suína

Em Levítico 11:8, a bíblia abomina o consumo da carne de porco e o toque em seu cadáver, uma coisa que pouquíssimas pessoas fazem hoje. Já pensou o que seria da nossa vida sem o bacon?

Fonte: Bíblia online

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez

7 coisas que você precisa saber sobre o Bruce Lee

Você sabia que o lutador e ator Bruce Lee nasceu na cidade norte-americana de San Francisco em 1940? E que seu nome verdadeiro era Lee Jun-fan?

Para saber mais informações sobre o lutador, confira as nossas dicas:

1. Apesar de ter nascido nos Estados Unidos, Lee passou toda a infância e adolescência em Hong Kong.

2. Dizem que além de bom lutador, Lee era também excelente dançarino. Ele teria vencido um concurso de cha cha cha em Hong Kong, estilo musical que praticava com o mesmo empenho que praticava artes marciais.

3. Antes da carreira de ator deslanchar, tentou ganhar a vida ensinando kung fu. Chegou a dar aulas para celebridades como James Garner, Steve Coburn e Steve McQueen.

4. O primeiro papel de Lee num filme gravado nos Estados Unidos foi em Detetive Marlowe em Ação, de 1971.

5. O último filme completo de Bruce Lee foi Operação Dragão, de 1973. Ele foi também o primeiro filme de artes marciais produzido por um grande estúdio de Hollywood. Detalhe: o “novato” Jack Chang fez diversos aparições nessa produção.

6. Ao morrer, Lee deixou inacabado o filme O Jogo da Morte. Lançado cinco anos depois, a produção conta contou com imagens de arquivos e truques de edição para que o ator pudesse aparecer até o final.

7. Bruce Lee faleceu em julho de 1973 em virtude de um edema cerebral.

Fonte: Mega Curioso

Bicarbonato ajuda você a parar de fumar

Algumas pessoas sofrem muito quando tomam a decisão de parar de fumar. Isso porque a dependência da nicotina no organismo causa vários prejuízos para a pessoa.

Mas um estudo feito por pesquisadores mostrou que o bicarbonato de sódio pode ajudar a parar de fumar. Segundo o especialista, britânico Richard Webster, o bicarbonato de sódio tem efeito imediato naqueles que querem largar o cigarro. Isso acontece porque sendo alcalino, ajuda a equilibrar a acidez excessiva do organismo.

Para parar de fumar, é necessário usar o produto direto na língua, quando sentir vontade de fumar, por duas semanas.

Depois disso é preciso interromper o uso consecutivo do bicarbonato por outras duas semanas. Se for preciso, volte a utilizar a técnica por mais duas semanas sempre que quiser um cigarro e faça uma pausa novamente.

Embora pareça algo bobo, pesquisas apontam que a maior parte das pessoas que pararam de fumar com este método foram bem-sucedidas.

Fonte: Segredos do Mundo

O que acontece com cérebro quando você está com muito sono?

Um estudo feito por cientista mostrou que quando você está com muito sono, o seu cérebro passa a ignorar metade do ambiente e dos estímulos que estão ao seu redor.

Ainda segundo os cientistas, esse caso pode ser considerado muito sério. Para mostrar o que o sono causa no cérebro, foi comparado os efeitos colaterais de uma doença chamada negligência hemiespacial ou unilateral.

De acordo com especialistas, a síndrome costuma ser causada por lesões cerebrais graves, como um derrame; que fazem com que o paciente perca a noção de um dos lados de seu corpo e do espaço que está ao redor desde lado, por exemplo.

Em alguns casos extremos dessa síndrome, as pessoas passam a comer somente de um dos lados do prato ou, simplesmente, se esquecem de vestir um lado do corpo, já que não tomam mais consciência do corpo inteiro.

Segundo a pesquisa desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, é basicamente esse tipo de comportamento que o cérebro de uma pessoa com sono passa a apresentar diante do cansaço extremo.

Fonte: Segredos do Mundo

Por que ficamos tontos quando estamos bêbados?

Você já se perguntou por que quando se bebe demais, fica com sensação de que tudo está girando? Bom, isso acontece por causa do efeito que o álcool tem nos ouvidos.

Esse efeito vai especificamente na região minúscula chamada labirinto membranoso, que armazena o líquido endolinfa, responsável por nos manter em equilíbrio.

De acordo com pesquisadores, na medida em que nos movimentamos, a endolinfa vai se ajustando de modo a ficar nivelada dentro dessa estrutura que temos em nosso ouvido interno. Essa estrutura é formada por cílios minúsculos, que são como cabelos bem pequenos. O excesso de álcool faz com que esses cabelinhos se curvem, alterando os sinais que eles mandam ao cérebro, fazendo com que ele entenda que você está girando, mesmo que esteja totalmente parado.

O álcool deixa o sangue mais fino, e quando esse sangue vai para o centro do ouvido, acaba criando uma diferença de densidade entre os líquidos da região, distorcendo até mesmo o formato dos canais do labirinto membranoso. Para a situação melhorar, é manter os pés no chão e olhar fixamente para algum objeto – e não beber tanto assim, é claro.

Fonte: Você Sabia

Irmão mais velho pode influenciar na sexualidade do irmão

Um estudo realizado pela Universidade de Leipzig, na Alemanha, mostrou que ter um irmão mais velho também aumenta as chances de os irmãos mais novos serem homossexuais. Isso seria o resultado de um efeito biológico.

Para os cientistas, o fato aconteceria porque cada feto masculino o útero materno se altera e produz uma proteína particular para a formação dos órgãos masculinos. O corpo da mãe, por outro lado, produz anticorpos como resposta a esse tipo diferenciado de proteína.

Com isso, na próxima gravidez, caso sejam fetos masculinos novamente, o bebê em desenvolvimento fica mais exposto a estes anticorpos da mãe. Mas, claro, esta resposta imunológica natural, chamada de “fenômeno do irmão mais velho”, é apenas uma mínima influência que a sexualidade do homem pode ter.

Os cientistas contam que esses são apenas resultados iniciais da pesquisa. De acordo com eles, características como sexualidade são determinadas por inúmeros fatores diferentes e interligados, como o tamanho da família, a idade de mãe na época da gestão e, claro, a genética.

Fonte: Segredos do Mundo

6 hábitos que envelhecem a pele com facilidade

Você sabia que alguns hábitos do nosso dia a dia podem fazer envelhecer a nossa pele? Para entender melhor, selecionamos alguns desses hábitos no nosso post. Confira:

1. Dormir mal

Sem sono adequado não existe reparo. Durante o sono, produzimos hormônios "rejuvenescedores", como a melatonina e o hormônio do crescimento. Estes hormônios são "calmantes" e reparadores. A falta de sono provoca estresse e não dá tempo para o organismo descansar. Resultado: pele sem viço e com olheiras.

2. Dispensar o hidratante

É necessário ter cuidados para proteger a pele das agressões externas, como o vento, o frio, a poluição e os raios solares. Um rosto bem hidratado apresenta uma boa elasticidade, já uma pele desidratada costuma apresentar mais flacidez e rugas.

3. Sedentarismo

A prática de atividades físicas traz muitos benefícios para o corpo e para a pele. Melhora a circulação sanguínea da pele, melhora o metabolismo do organismo (evitando o processo de glicação), combate o estresse e melhora a qualidade do sono. Além disso, combate a flacidez, a celulite e a gordura localizada.

4. Falta de alimentação equilibrada, ricas em antioxidantes

Uma dieta equilibrada, rica em vegetais, incluindo frutas diversas, leguminosas, cereais e hortaliças é a melhor proteção contra os radicais livres, inimigos da pele.

5. Consumo de açúcares e gordura

Em excesso, o açúcar é responsável por outro processo de envelhecimento celular chamado "glicação". O açúcar se liga às proteínas da pele, como o colágeno, provocando a rigidez destas proteínas. Assim ela perde a função de elasticidade, deixando a pele flácida e com rugas,

6. Não usar protetor solar

A radiação solar é um potente oxidante celular. A radiação penetra na pele e provoca alterações diretamente no DNA das células e, indiretamente, provoca reações químicas que alteram o DNA e as fibras colágenas e elásticas.

Fonte: Minha Vida

Por que não conseguimos dormir direito em outras camas ?

Um estudo realizado pela Universidade de Brown, em Rhode Island, Estados Unidos, mostrou o porquê de nós não conseguimos dormir direito quando vamos passar a noite uma cama que não é a nossa.

De acordo com o estudo, isso acontece por causa de uma reação do nosso cérebro à mudança de ambiente. Por mais que a cama desconhecida seja confortável, ou mesmo melhor que a sua, é muito difícil não dormir mal neste novo quarto, pelo menos nos primeiros dias de adaptação.

O estudo foi realizado com 35 voluntários jovens e saudáveis. Eles foram devidamente acomodados em camas que não eram originalmente a suas e o monitoramento iniciou assim que eles caíram no sono.

Conforme os pesquisadores, observaram que o hemisfério esquerdo do cérebro de cada voluntário, durante esta primeira noite, permanecia em vigília, enquanto o direito entrava no estado de relaxamento típico do sono. A explicação para isso, segundo o estudo, é que o cérebro tenta nos manter protegidos no ambiente desconhecido e não relaxa na tentativa de detectar possíveis ameaças ao nosso redor.

O mais interessante de tudo, conforme os pesquisadores, é que este comportamento alerta de parte do cérebro durante a noite em ambientes desconhecidos também pode ser observado em outros animais, como em baleias, golfinhos e pássaros. Logo, o fato de dormir mal em um lugar ou cama que você não conhece pode ser entendido como um instinto de sobrevivência, já que este é o momento em que ficamos mais vulneráveis.

Fonte: Segredos do Mundo

6 comportamentos bizarros explicados pela ciência

Você tem algum comportamento bizarro que acha que não tem explicação? Nesse post, selecionamos alguns desses comportamentos que são explicados pela ciência. Confira:

1. Sentir desconforto no silêncio

Esse é um pavor que quase todo mundo tem quando pensa em sair ou conhecer uma pessoa nova, especialmente em situações românticas.

O problema disso tudo, segundo a Ciência, é que nossas origens primitivas são acionadas e como sempre fomos seres que vivem em grupo, o silêncio e a falta de entusiasmo nos dizem que não fomos aceitos.

No entanto, ficar ou não em silêncio também é cultural. No Japão, por exemplo, ficar calado, especialmente quando uma pessoa está refletindo sobre determinado assunto é algo de bom tom e até mesmo esperado.

2. Gostar de filmes e livros tristes

Pesquisas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, explica mais esse clássico dos comportamentos humanos bizarros. Conforme os estudos desenvolvidos nesse sentido, somente o fato de sermos gratos tornam nossa vida melhor. O fato de gostarmos de histórias tristes tem um pouco a ver com essa questão. Isso porque tragédias na TV, no cinema e em livros acabam forçando as pessoas reavaliarem suas vidas e encontrarem o que há de bom nelas.

3. Fazer fofoca

Um dos comportamentos humanos bizarros, que permanece vivo ao longo das gerações. Mas, além de nos dar assunto para conversar com os outros, a fofoca tem sim uma explicação científica. De acordo com estudos, fofocar nos dá um sentimento de confiança, já que a maioria das fofocas são segredos e que não “devem ser contados para ninguém”, não é mesmo?

Mas a fofoca também é responsável pelo desenvolvimento de nossos cérebros ao longo dos milênios, sabia? Pelo menos é isso que defende o antropólogo Robin Dunbar. Ele diz ainda que a língua só se desenvolveu devido à nossa vontade natural de fofocar (tem gente, aliás, que tem a língua musculosa, não é mesmo?). Inclusive, a maledicência envolvida nessa ação também serve para ensinar aos demais indivíduos a forma certa de se relacionar com o grupo em questão.

4. Chorar

Não se preocupe, chorar é comum, mas isso não faz menos estranho esse comportamento humano bizarro. Aliás, nõ é difícil conhecer por aí pessoas que choram por qualquer coisa, não é mesmo? Alegria, tristeza, medo, preocupação e assim por diante.

De acordo com o psicólogo Ad Vingerhoets, especialista que tem a explicação sobre o choro mais aceita no meio científico, o ato de chorar vem de nossos ancestrais, que acabaram desenvolvendo esse comportamento como uma forma silenciosa de alerta os demais membros do grupo sobre algum perigo ou situação fora do normal.

Bom, como a gente sabe, nem todo mundo é silencioso na hora de chorar, mas até mesmo o barulho característico do choco também serve de alerta, assim como outros animais fazem com barulhos específicos.

5. Rir em situações inapropriadas

Esse, sem dúvidas, é outro dos comportamentos humanos bizarros que muita gente queria entender. E hoje a gente vai explicar: segundo a Ciência, estresse emocional faz com que a gente caia na gargalhada, mesmo sem querer, em situações muito inapropriadas. Isso acontece porque o corpo tenta aliviar a tensão que está sentindo.

Da mesma forma acontece quando uma pessoa cai, por exemplo, e a gente não consegue prender o riso. Nesse caso, de acordo com alguns estudos, é como se a gente estivesse tentando avisar nossa “tribo” de que a pessoa caiu e não se machucou, mesmo constrangendo o infeliz que deu um “beijinho” no chão.

6. Vontade de morder ou apertar coisas fofas

Esse, sem dúvida nenhuma, é um dos comportamentos humanos bizarros que nada, além da Ciência, consegue explicar. Aliás, essa sensação quase irresistível que nos leva a ter vontade de apertar ou morder coisas, bichos e pessoas fofas, como os bebês, acontece porque redes do sentimento de prazer se cruzam no cérebro humano e acaba despertando o mesmo sentimento que temos quando comemos uma coisa muito gostosa. De forma geral, então, o que acontece em nossa cabeça é uma espécie de pane, por causa da dopamina.

Mas existe uma outra explicação (hipotética) para isso e que é bem menos hormonal. Conforme alguns pesquisadores, essa vontade de morder pode ser uma herança de nossos antepassados, já que brincar de morder é um comportamento comum entre os mamíferos. Logo, morder pode ser interpretado como uma forma de estreitar os laços sociais e de reforçar a ligação com aquilo e aqueles que sentimos afeição.

Fonte: Segredos do Mundo

12 coisas que você não sabia sobre os olhos

Você sabia que as córneas humanas são tão parecidas com as córneas dos tubarões que os órgãos dos animais já foram usados na reposição de olhos humanos?

Para saber mais coisas sobre os olhos, selecionamos algumas curiosidades. Confira:

1. Todos os bebês nascem daltônicos, ou seja, eles não têm capacidade de distinguir cores.

2. 1 em cada 12 homens é daltônico.

3. Cada olho tem 107 milhões de células, e todas elas são sensíveis à luz.

4. Existem pessoas que nascem com um olho de cada cor – esse fenômeno se chama heterocromia.

5. Cada um dos olhos tem um ponto cego na parte de trás da retina, onde se encontra o nervo óptico. Não percebemos essa falha na nossa visão porque os olhos trabalham juntos para cobrir o ponto cego um do outro.

6. Cada olho humano tem aproximadamente 25 milímetros de diâmetro e pesa cerca de 8 gramas.

9. Por baixo do pigmento marrom, os olhos castanhos são azuis. Existe até mesmo um procedimento a laser capaz de fazer com que os olhos castanhos passem a ser permanentemente azuis.

10. Em média, os olhos verão 24 milhões de imagens diferentes durante a vida.

11. Os olhos se recuperam com facilidade de um ferimento. Com os devidos cuidados, é preciso cerca de 48 horas para reparar uma lesão na córnea.

12. Os olhos piscam, em média, 17 vezes por minuto, 14.280 vezes por dia e 5,2 milhões de vezes por ano.

Fonte: Mega Curioso

7 cidades que você precisa conhecer antes de morrer

Se você gosta de viajar, nesse post, selecionamos algumas cidades brasileiras que você precisa conhecer antes de morrer. Confira:

1. Paranapiacaba (SP)

No alto da Serra do Mar e parte do Grande ABC, o distrito é cercado por casas simples feitas de madeira, ruas de terra e uma grande área verde que passa uma tranquilidade bem diferente da capital paulista. Oferece ainda um passeio de trem que parte da Estação da Luz. O local conta com o Festival de Inverno e a Feira Literária.

2. Bento Gonçalves (RS)

Colonizada por italianos, Bento Gonçalves mantém toda a tradição italiana, desde sua culinária até o charme e a arquitetura do país europeu. O Vale dos Vinhedos é uma das grandes atrações da cidade juntamente com os Caminhos de Pedra, que é um passeio que passa por casas feitas de pedras e madeiras destinadas a produção artesanal, sem contar no trem Maria-Fumaça que vai até Garibaldi.

3. Lençóis (BA)

Repleta de casinhas coloniais coloridas, Lençóis é composta por ruas de pedras e se tornou um patrimônio histórico. A cidade é uma das portas de entrada para a Chapada Diamantina, tornando-se então um hotel para os turistas.

4. Timbó (SC)

A cidade que se localiza em território Catarinense é rodeada por cachoeiras e cânions. A 184 KM da capital Florianópolis, a cidade oferece um clima tropical e traz um festival cheio de danças, artesanatos e comidas típicas dos dois países que a colonizaram, no caso, Itália e Alemanha.

5. Morretes (PR)

A cidade é linda antes mesmo de chegar ao destino. Passando por estradas próximas a Mata Atlântica, picos e cachoeiras onde rende várias fotografias e até uma ótima degustação de coisas vendidas no caminho, como: Mel, cachaças e balas de banana. Composta por museus e edifícios históricos, a cidade conquista qualquer um.

6. Lumiar (RJ)

Para quem gosta de verde e natureza, a cidade é ideal e possui um cenário magnífico. Conhecida como Suíça fluminense, a cidade que fica em Nova Friburgo é cercada de encantos naturais a beira da Mata Atlântica. Dá para se curtir muitas cachoeiras por lá.

7. Ouro Preto (MG)

A cidade é composta por um conjunto arquitetônico incrível que se tornou o Patrimônio Cultural da Humanidade, de acordo com a Unesco. Ouro Preto te permite conhecer mais as raízes históricas do país. Podemos trilhar caminhos pelas ladeiras de pedras, conhecer diversas feiras de artesanatos e uma variada e extensa programação cultural.

Fonte: Ultra Curioso

Algumas coisas que a ciência não consegue explicar

Existem algumas coisas que nem mesmo a ciência consegue explicar. Para entender melhor, confira o nosso post:

1. Fantasmas

Há muitos, muitos anos, os relatos e “evidências” de fantasmas impressionam as pessoas ao redor do mundo. Foram muitas as tentativas para explicar a existência ou não de fantasmas e de outros fenômenos paranormais, mas nunca nada foi realmente eficiente.

Ocorreram até mesmo tentativas de associar a visão de espíritos com histerias coletivas, transtornos psíquicos e até mesmo intoxicações do organismo; mas a verdade é que este ainda é um dos fenômenos que a Ciência não explica.

2. Intuição

Tem gente que não leva isso a sério, mas a chamada intuição ou “sexto sentido” já deixou muito cientista perplexo. Isso porque o fenômeno não pode ser explicado até hoje. Alguns estudiosos dizem que este fenômeno é inerente a cada um de nós, mas ninguém sabe dizer porque algumas pessoas não desenvolvem bem este lado ou porque, às vezes, ele não funciona ou funciona brilhantemente bem.

3. Zumbido de Taos

Isso porque, há anos, moradores da cidade de Taos, no sudoeste dos Estados Unidos, ouvem um ruído estranho que parece vir do deserto, em baixa frequência e de origem desconhecida. Nessa outra matéria você pode entender mais sobre este assunto e até mesmo ouvir o tal zumbido misterioso.

4. Efeito placebo

Este sim é uma das incógnitas da medicina que a Ciência não explica. Isso porque se trata de efeitos e melhorias proporcionadas por medicamentos ilegítimos ou por orações que na verdade não deveriam surtir efeito algum.

Alguns dizem que a fé pode ter efeitos curativos ainda não desvendados, mas isto também não é comprovado.

5. Visões durante morte clínica

Aquela história toda de luz no fim do túnel, sensação de estar voando e situações similares parecem perturbar a paz de cientistas que não conseguiram explicar ainda porque algumas pessoas têm visões durante a morte clínica e as relatam, quando reanimadas.

O problema principal nesse caso, e o que impede a Ciência de explicar os fatos, é que o cérebro humano para de funcionar durante uma parada cardíaca e é neste momento que as visões acontecem. Embora, teoricamente, ninguém devesse sentir nem experimentar nada neste período.

6. Déjà vu

A expressão vem do francês e quer dizer algo como “já visto antes”. Para quem ainda não entendeu do que se trata, este fenômeno, que está entre os que a Ciência não explica, se trata de uma sensação de que se está revivendo alguma situação.

Fonte: Segredos do Mundo