Logotipo R10
Vem aí o I Campeonato Municipal de Voleibol de quadra e areia 4x4 e 6x6

Prepare seu time para o I Campeonato Municipal de Voleibol de campo e areia nas modalidade 4x4 e 6x6. A abertura será na Quadra do Germano e o encerramento na Quadra Coberta Átila Lira. Os jogos na areia acontecerão nas quadras da AABB de Piripiri. Acompanhe o Repórter10.com e nossa fan page para ficar por dentro de maiores detalhes.

O torneio será de 25 a 30 de junho.

Patrocinadores:

Bruno Empréstimos

Salão Alcobaça

Farmacia do Zezinho 

Frigorífico Rua de Cima (Bacai)

Gracinha Nova Estética 

Salão Sempre Bella

Pala’s Móveis Planejados e Palas Festas

1presente

Bar do Gilmar 

Willian da Loto

Clínica de Olhos Piripiri

AABB de Piripiri

Ágil Promotora

Organização: 

 Hidemberg Leite, Patricia, Wanderlea, Carlinhos,Daiane e Hugo.

4 de Julho fica no empate com o Interporto e está eliminado da Série D 2018

Interporto e 4 de Julho-PI se despediram da Série D 2018, neste domingo (27), após empatarem por 1 a 1 no estádio General Sampaio, em Porto Nacional (TO). O gol do Tigre foi anotado pelo atacante Patrick, aos 4 minutos do primeiro tempo; Edinaldo deixou tudo igual ainda na primeira etapa, aos 14. 

O Jogo começou com 28 minutos de atraso porque não havia médico no estádio General Sampaio antes da bola rolar. Durante o primeiro tempo, por causa de uma lesão do atacante Patrick, a partida sofreu uma paralisação de mais de 25 minutos.

O Interporto entrou em campo já eliminado da Série D, a equipe tocantinense se despede da competição nacional com cinco pontos e termina na lanterna do grupo A4. O 4 de Julho-PI, fica na terceira colocação com 6 pontos e também não consegue avançar à segunda fase.

Por falta de combustível, viagem do 4 de Julho atrasa em sete horas

Com a vida complicada na Série D do Campeonato Brasileiro, o time do 4 de Julho teve ainda mais um desafio para superar antes da última rodada da primeira fase. Com a greve dos caminhoneiros, que afeta o fornecimento de combustível em todo o país, o voo da equipe atrasou no trecho de Brasília com destino a Palmas, de onde pegariam um onibus para ir até Porto Nacional, onde jogam neste domingo, e a rota também precisou mudar . O time saiu da capital do país três horas depois do previsto e precisou fazer uma escala no Rio de Janeiro para abastecer, antes de ir para o Tocantins.

O Colorado saiu de Piripiri à meia-noite, e saiu de Teresina às 6h da manhã, com destino a Brasília. A chegada foi por volta das 8h30 da manhã e a previsão é que o time embarcasse para Palmas às 9h30. No entanto, sem combustível, o voo atrasou e a rota da viagem alterada. A equipe embarcou com destino ao Rio de Janeiro às 12h40, onde passa por abastecimento. Só então o time seguirá viagem para Palmas, e a previsão de chegada é às 17h10.

Somando todo o percurso, a viagem de Piripiri até Palmas irá durar cerca de 17 horas, 7 horas a mais do que o planejado inicialmente. Além disso, o treino que estava previsto para arde deste sábado não poderá acontecer, algo lamentado pela comissão técnica.

- Agora é ter calma, pensar em descansar esses atletas, já que esse problema nos tirou esse trabalho de encerramento para o jogo. Temos que fazer com que esse seja mais um problema a ser superado - disse o técnico Jorge Pinheiro.

A falta de combustível que gerou o atraso é resultado da greve dos caminhoneiros, que estão paralisados em todo o país desde a última segunda-feira em protesto contra a alta do diesel. Sem abastecimento, voos estão sendo cancelados em vários aeroportos do Brasil, além da escassez nos postos de gasolina e do perigo de faltar todo tipo de material transportado via rodovias.

O 4 de Julho encara o Interporto às 18 horas deste domingo, no estádio General Sampaio, em Porto Nacional no Tocantins. O Colorado está na terceira posição do grupo A4 com cinco pontos e tem chances remotas de classificação. Para isso, precisa vencer o jogo deste fim de semana, torcer para o Cordino, segundo colocado, perder para o Ferroviário e ainda tirar uma diferença de quatro gols no saldo. Assim, o time assume a segunda colocação, mas precisa torcer para não ficar com um dos dois piores segundos colocados entre todos os grupos.

Globoesporte.com


Colorado no mata-mata é improvável? Matemática é complicada, mas há brecha

Jorge Pinheiro antecipou o quanto será difícil a classificação do 4 de Julho à segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, a ida é “quase improvável” depois da derrota em casa, para o Ferroviário, por 1 a 0, na Arena Ytacoatiara. Será “quase improvável” mesmo? Com o fim da quinta rodada, o GE analisou a tabela do torneio. E concluiu: Pinheiro, de fato, está certo. A classificação do time de Piripiri depende de uma matemática mirabolante, além de sorte. Não chega a ser impossível, mas Colorado tem que fazer sua parte, vencer bem o Interporto, e secar muito na rodada final.

Com a derrota, o 4 de Julho se manteve na terceira colocação do Grupo A4 com 5 pontos. Ou seja, está fora da zona de classificação para a segunda fase – apenas os 17 primeiros colocados e os 15 melhores segundos avançam. O Ferroviário lidera com 9 pontos, e o Cordino tem 8. Interporto, com quatro, está eliminado.

Para o 4 de Julho, pelo menos sonhar com a classificação, as condições são as seguintes:

  1. Tem que vencer o Interporto. O jogo acontece no domingo, às 18h, no Tocantins.
  2. O Cordino tem que perder para o Ferroviário. O jogo é no Presidente Vargas, também às 18h. Caso o time maranhense vença ou empate, o Colorado estará eliminado independente da vitória no TO.
  3. Com essa única combinação, 4 de Julho e Cordino empatariam em 8 pontos. O primeiro critério de desempate é saldo de gols (atualmente, a diferença é de quatro gols, vantagem para os maranhenses). O segundo critério é número de gols marcados (o Cordino tem 6, e o Colorado apenas 2). Ou seja, além de vencer fora de casa e torcer para o Cordino perder na rodada, o time de Jorge Pinheiro necessita de um triunfo com placar que tire essa diferença.

Se a combinação para o 4 de Julho ficar em segundo lugar funcionar, o Colorado - mesmo assim - não garantiria classificação. Na Série D, não são todos os segundos colocados que avançam. São apenas os 15 melhores. Ou seja, com 8 pontos, o 4 de Julho correria risco de eliminação.

Atualmente, sete times já estão com 8 pontos:

  • Rio Branco-AC
  • Cordino
  • Altos
  • Jacuipense
  • Brasiliense
  • Americano
  • Maringá

E cinco times estão com 7 pontos:

  • Barcelona-RO
  • São Raimundo-RR
  • Itabaiana
  • Sinop
  • URT

E apenas um com 6 pontos:

  • Cianorte

Ou seja, o Colorado torceria para que pelo dois desses times não ultrapassem a pontuação de 8 pontos.

A campanha em casa acabou atrapalhando a vida do Colorado na Série D. Foram duas derrotas em três jogos, apenas 33% dos pontos. Além disso, o time perdeu pontos para rivais diretos: em seis pontos disputados contra o Cordino, somou apenas 1 - mesmo rendimento contra o Ferroviário. Com os tropeços, o 4 de Julho agora não depende de si para a classificação.

Globoesporte.com

Estádio Monumental de Nunes de Piripiri é destaque no Globoesporte.com

Na zona rural de Piripiri, cidade a 157km da capital Teresina, é o endereço de uma história de futebol raiz. Lá é a casa do Ingazeira Esporte Clube, time de futebol amador que herda o nome do povoado e tem o estádio Monumental de Nunes – xará do gigante Monumental de Núñez, em Buenos Aires, na Argentina – como sede das partidas.

Inspirado livremente nos "hermanos", o "Monumental de Nunes" do Piauí foi comprado há mais de duas décadas pelo contador Antônio Nunes Viana, que juntou dinheiro na época parar adquirir a posse do terreno. Desde então, cuida do local com zelo e algumas regras. Na porteira de entrada, a frase é clara: “Passou, fechou”.

Enquanto o primo rico vai sediar River e Flamengo pela Taça Libertadores, nesta quarta-feira, o Monumental recebe os treinos do 4 de Julho, equipe da Série D do Campeonato Brasileiro, além dos jogos do Ingazeira e de torneios rurais. As arquibancadas não são imponentes, mas bancos de madeira confortáveis. Há vestiário para as equipes – também construídos de madeira – e a regra principal é manter o local limpo. Árvores plantadas no entorno dão sombra, mecanismo natural para suportar o calor.

O Monumental de Nunes é mais novo do que o Núñez argentino, de quase 80 anos. O campo do Piauí existe desde 1964, mas a propriedade foi comprada em 1998. Hoje com 68 anos de idade, Antônio Nunes, dono do local, recorda que o carinho pelo local começou desde quando era criança.

- Nasci na região e jogava bola lá desde os 12 anos de idade, criei uma relação de amor. Era uma propriedade particular, aí fui juntando dinheiro, um troquinho, até que consegui comprar. Não gostaria que aquele espaço (que jogava bola quando criança) se acabasse. Nem me lembro de quanto foi, faz tanto tempo. Pela simpatia no nome do estádio argentino resolvi fazer o Monumental de Nunes, aí tem meu nome (risos). Porque não colocar? – narra o dono do estádio, que nunca conheceu de perto o verdadeiro Monumental.

Nunes explica o porquê de manter o campo de futebol há tantos anos.

-Amo futebol, é perto de casa. Reunimos os amigos, tem a resenha. O time é mais amizade, aqui não têm inimigos, é um ambiente sadio, sem revanches. Sou eu que cuido, vejo os bancos, a limpeza, o material do time – completa.

A principal história do Monumental de Nunes é do Ingazeira, a Águia da Estrada, um time de veteranos fundado no dia 13 de abril de 1964.

- Nossa faixa de idade é a partir dos 40 anos. Não deixamos a desejar, passamos mais de um ano sem perder. E aqui também já jogou o Carlinhos (lateral-esquerdo do América-MG) – alerta Nunes.

Além de cuidar do estádio, Nunes é presidente do conselho deliberativo do 4 de Julho, faz parte da diretoria do clube há 30 anos e fica responsável pela parte burocrática das atividades do Colorado. Pai de dois filhos, ele garante vida longa ao Monumental.

- Não está à venda. Agora assim, quando não poder mais jogar, correr, acho que vou fazer um residencial no lugar. E vai se chamar Residencial de Nunes – brinca.

Fonte: Globoesporte.

 Fotos: Clemilton Silva.

Jorge discursa sobre “céu e inferno” e vê classificação “quase improvável”

O semblante na entrevista coletiva entregou completamente o estado de espírito de Jorge Pinheiro. Cabisbaixo, o treinador lamentou profundamente a derrota do 4 de Julho, por 1 a 0, para o Ferroviário, em Piripiri. O resultado sofrido em casa deixou o Gavião em apuros no Grupo A4 da Série D e serviu para o comandante colorado de ponto de partida para uma análise mais ampla da caminhada na primeira fase do Campeonato Brasileiro.

- Eu sempre prego a proximidade do céu e do inferno. Dói muito. Ela existe toda hora. A gente estava em uma condição boa e, em uma derrota, a gente se afastou totalmente dessa possibilidade. Não descartando totalmente, mas agora é quase improvável. Vamos ter que vencer por uma diferença de gols, torcer para o Ferroviário e chegar a uma quantidade de pontos (que dê para se classificar em segundo lugar). A gente pode, mas com uma possibilidade bem menor – destacou Jorge.

Uma vitória poderia incendiar a corrida do 4 de Julho para se classificar à segunda fase. Contudo, o jogo de domingo ganhou um tom dramático no avançar do relógio. Mesmo depois de sofrer sustos no primeiro tempo, o Colorado partiu para cima na etapa seguinte. A equipe piauiense cresceu no jogo, mas viu tudo ruir com a expulsão de Cleitinho. O gol do Ferrão no fim, mesmo após a expulsão de Juninho Quixadá, deixou o Gavião em apuros na Série D.

- Era o resultado que não poderia acontecer. A gente não esperava mais uma vez. A equipe que quer disputar a classificação e conquistar quatro dos nove pontos em casa é complicado. Então eu acho que faltou mais inteligência porque a gente sabia que o Ferroviário vinha para brigar por uma bola – completou o treinador.

Com a derrota, o 4 de Julho ficou em terceiro lugar na chave com cinco pontos, atrás de Cordino, que tem oito pontos, e Ferroviário, com nove. Na sexta e última rodada, o Colorado encara o lanterna e já eliminado Interporto, às 16h de domingo, em Porto Nacional, no Tocantins. Apenas os 17 primeiros colocados de cada grupo mais os 15 melhores de cada chave avançam ao mata-mata.

ENTREVISTA DE JORGE PINHEIRO

ARBITRAGEM

- O que maior problema que nos atrapalhou também foi a interpretação da arbitragem. Nós fizemos um gol e não vi nenhuma irregularidade. Antes dos 10 minutos do segundo tempo tivemos uma expulsão não merecida. Eu lamento porque eu até tinha elogiado a arbitragem na Série D. Dificultou muito nosso trabalho porque tivemos que sacrificar alguns jogadores. Momento difícil. Todo mundo tinha uma expectativa de classificação. Agora é pedir desculpas a torcida e a diretoria, que acreditavam.

CLIMA APÓS O JOGO

- Futebol é isso. Tem momentos que você trabalha com a felicidade e com a tristeza. Esse momento é grande tristeza para o futebol de Piripiri.

MATEMÁTICA

- Pela proximidade na pontuação, a gente teria condições de fazer um grande jogo no Tocantins desde que a gente não perdêssemos aqui porque iríamos continuar vivos.

Globoesporte.com


Ferroviário bate o 4 de Julho, se classifica e deixa rival por um fio na Série D

O Ferroviário se deu bem no Grupo A4 da Série D. O clube cearense bateu o 4 de Julho por 1 a 0, neste domingo, em Piripiri, e se manteve na liderança, precisando de apenas um empate na última rodada para se garantir na segunda fase do Campeonato Brasileiro. 

O gol de Valdeci, que saiu do banco para decidir o jogo no interior piauiense, foi suficiente para garantir o Ferrão na liderança isolada. O jogo quente com uma expulsão para cada lado deixou o Colorado respirando por aparelhos na competição.

Com a vitória, o Ferroviário chegou a nove pontos e se manteve na primeira posição do grupo, seguido de perto pelo Cordino, que tem oito. As duas equipes se enfrentam na última rodada e o Ferroviário precisa apenas de um empate para se garantir na próxima fase. O 4 de Julho, com apenas cinco, tem situação complicada. É o terceiro colocado, na última rodada precisa vencer o eliminado Interporto e tocer contra o Cordino, para empatar no número de pontos, tentar ultrapassar os maranhenses no saldo de gols e ainda torcer para ser um dos 15 melhores segundo colocados.

PRÓXIMOS JOGO

O Ferroviário jogará em casa contra o Cordino, em confronto direto valendo a liderança do grupo e a classificação para a próxima fase. Enquanto isso, o 4 de Julho viaja até o Tocantins para enfrentar o Interporto e buscar as remotas chances de classificação.


Fonte: Globoesporte. 

Fotos: Clemilton Silva.


4 de Julho e Ferroviário fazem treinos peeparatórios nos campos da AABB

Amanhã 4 de Julho e Ferroviário se enfrentam pela 5° rodada da série D do campeonato Brasileiro. 

Hoje os dois clubes fizeram os últimos treinos e ajustes para a partida nos campos de futebol da AABB (campo 1 e 3).

A AABB é o maior centro de treinamento de futebol da região trabalhando com futebol adulto, feminino e diversas categorias desde o sub-7 às chamadas júniores.

Procure a secretaria da AABB e matricule já seu filho.

Em jogo crucial, Jorge celebra volta ao Ytacoatiara:

O calor da torcida e o aconchego da Arena Ytacoatiara serão usados como arma do 4 de Julho no duelo contra o Ferroviário, marcado para as 16h de domingo, pela quinta rodada da Série D do Brasileiro. E esse foi um dos pontos mais festejados pelo técnico Jorge Pinheiro, que pretende fechar a semana decisiva com a vitória e liderança do Grupo A4 diante dos torcedores. 

- Sabemos a importância da torcida, que sempre trabalhou junto com a gente em Piripiri, mas o importante é termos uma semana boa de trabalho. É uma semana que define a classificação. O que nós queremos é chegar na reta final sem depender de outros resultados. A diferença para o primeiro é de apenas um ponto. Agora é fazer com que, domingo, a torcida possa nos apoiar – afirmou o treinador colorado.

A única derrota colorada na disputa foi justamente no duelo contra o Cordino, no estádio Albertão, em Teresina. O jogo foi fora dos domínios do time por conta das condições ruins do gramado da Arena, constatada por uma comissão da CBF. A diretoria montou uma força-tarefa para a recuperação do campo.

Fonte: Globoesporte.com

Fotos; Clemilton Silva.

Torcida do Ferroviário do Ceará confirma presença no jogo contra o 4 de Julho

Cerca de 200 torcedores do Ferroviário do Ceará estão organizando a saída de três ônibus e uma van com destino à Piripiri, local da partida entre 4 de Julho x Ferroviário. A saída da torcida está marcada para às 21h, do dia 19, no Posto Podium BR – AV. Bezerra de Menezes, 2323, em frente ao North Shopping.Já a partida será no domingo, dia 20 de maio, às 16 horas. as informações estão na página do "Ferrim" na internet.

Fábio e Tom se recuperam, e Jorge tem retorno dos goleiros no Colorado

Os goleiros Tom e Fábio voltaram aos treinos do Colorado. Na tarde desta terça-feira, a dupla participou normalmente da ativiade supervisionada pelo técnico Jorge Pinheiro. Tom machucou a mão no empate em 0 a 0 com o Cordino, durante defesa que garantiu o placar. Ele havia substituído o então titular Fábio, que realizou um procedimento dentário. Com os dois recuperados, Pinheiro ganha certo alívio na posição.

Na atividade, o volante Célio fez tratamento com bolsas de gelo no joelho.

Com o empate, 4 de Julho e Cordino empataram no número de pontos, mas os maranhenses estão na segunda posição - apenas o saldo de gol separa os times no Grupo A4. O clube de Piripiri encara o Ferroviário, domingo, pela quinta rodada. O jogo será na Arena Ytacoatiara. Confira as fotos do treino.

Texto: Globoesporte.

Fotos: Clemilton Silva.


4 de Julho x Ferroviário será em Piripiri. Torcida promete lotar Arena Colorada

A CBF confirmou a partida entre 4 de Julho x Ferroviário - CE para o estádio Itacoatiara em Piripiri. O jogo é válido pela 5ª rodada do Brasileiro da série D e acontece neste domingo, dia 20, às 16h.

O Colorado é terceiro colocado no grupo, com cinco pontos, apenas dois pontos atrás dos cearenses, que lideram. O Cordino também tem cinco, mas está em segundo por levar vantagem no saldo de gols, e o Interporto é lanterna com quatro pontos.

A diretoria informou que vai vender ingressos antecipados e fazer promoções para levar o torcedor para o estádio. A torcida promete lotar a Arena Colorada.

4 de Julho arranca empate fora de casa com o Cordino pela série D do Brasileiro
Jogando fora de casa, o 4 de Julho arrancou um empate em 0 a 0 com o time do Cordino em jogo realizado na tarde deste domingo (13) no estádio Leandrão em Barra do Corda. 


A equipe maranhense criou as melhores chances, mas foi bloqueada em tarde inspirada do goleiro Tom, camisa 1 colorado.

CLASSIFICAÇÃO GERAL DO GRUPO A4

 Ferroviário: 6 pontos
 Cordino: 5 pontos (1 gol de saldo)
3º 4 de Julho: 5 pontos ( -1 gol de saldo)
4º Interporto: 4 pontos

Na próxima rodada, o 4 de Julho enfrenta o Ferroviário-CE, domingo, dia 20 de maio, às 16h, no Arena Ytacoatiara, em Piripiri.

Cordino vence o 4 de julho por 2 a 0 pelo Brasileiro da Série D

O Cordino aprontou, neste domingo, sobre o 4 de Julho, bateu o clube do Piauí com o placar de 2 a 0 na 3ª rodada do Grupo A4 e voltou a sorrir na Série D do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo fora de casa, o Cordino tirou o rival da liderança, agora em posse do Ferroviário, e assumiu a 2ª posição da tabela. O Gavião perdeu a primeira, sucumbiu em casa e deixou a zona de classificação ao mata-mata no encerramento do primeiro turno.

Dentro de casa e com o apoio da torcida colorada que viajou até a capital piauiense, o 4 de Julho queria se isolar na ponta da tabela, mas viu ruir o plano em Teresina.

Na próxima rodada, 4 de Julho e Cordino voltam a se enfrentar, mas, desta vez, em Barra do Corda, no Maranhão, no confronto válido pela 4ª rodada do Grupo A4. O novo duelo começa às 16h de domingo, no estádio Leandrão, e marca a abertura do returno da fase de grupos da Série D.

CLASSIFICAÇÃO GERAL DO GRUPO A4

 Ferroviário: 5 pontos
 Cordino: 4 pontos (1 gol de saldo)
3º 4 de Julho: 4 pontos (-1 gol de saldo)
4º Interporto: 3 pontos

Fonte: GE.

Fotos: Clemilton Silva.

Depois de surto de conjuntivite no time, Jorge festeja elenco 100%:

Com o empate em 1 a 1 com o Ferroviário-CE, assegurado em Fortaleza, o 4 de Julho se manteve na primeira colocação do Grupo A4 da Série D do Campeonato Brasileiro. Para o jogo contra o Cordino, domingo, às 16h, no estádio Albertão, em Teresina, o técnico Jorge Pinheiro vai poder contar com o meia Alberto, recuperado de uma conjuntive séria. O jogador até foi cortado da viagem ao Ceará por causa da doença. Pinheiro também terá 100% do goleiro Fábio, do zagueiro Gilmar Bahia e do volante Célio Carioca. O trio também pegou conjuntive e atuou na rodada passada mesmo assim.

Recuperados, os atletas se encontram em situação de jogo para pegar o Cordino.

- Essa pequena epidemia foi antes da viagem a Fortaleza, inclusive o nosso meia o Alberto não teve condições de ir para o jogo, e durante a partida tivemos três atletas afetados também. Inclusive, na entrevista, dá para perceber o olho vermelho do Fábio Lima, do Gilmar e do Célio. Graças a Deus eles estão todos recuperados. Durante esse problema, eles todos ficaram à disposição, menos o Alberto que teve um caso mais complexo – destacou Jorge Pinheiro, falando sobre a recuperação total do grupo.

O 4 de Julho treina na manhã de sexta-feira. Somente no sábado o time embarca para Teresina. A delegação deixa Piripiri pela manhã e, assim que chegarem em Teresina, se deslocam até o estádio Albertão, local da partida, onde fazem o reconhecimento do campo e a última atividade da semana. O Colorado espera a regularização do atacante Fabiano, recém-contratado.

Líder do grupo, o Colorado vai buscar em Teresina a manutenção da posição contra o Cordino, equipe maranhense que conseguiu apenas um ponto na classificação. O GloboEsporte.com transmite a partida em Tempo Real.

Classificação do Grupo A 4 Série D

1º - 4 de Julho - 4 pontos
2º - Interporto - 3 pontos
3º - Ferroviário - 2 pontos
4º - Cordino - 1 pontos


Por torcida em The, 4 de Julho define carga de ingressos para jogo com Cordino

O 4 de Julho recebe o Cordino, às 16h de domingo, no estádio Albertão, em Teresina, pela terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Para driblar o risco de ter um baixo lucro com bilheteria, a diretoria colorada espera contar com o apoio dos torcedores da capital para para empurrar um dos representantes do Piauí na 4ª divisão. Para atender a demanda prevista pelo clube do Piripiri, o Gavião vai colocar à venda, somente no dia do jogo, 1.500 ingressos com o valor de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). As entradas serão vendidos na bilheteria do local do confronto.

- Nós estamos convocando os demais torcedores de Teresina para que eles possam ver uma boa partida no domingo, além de contar com o apoio do nosso torcedor que vem de Piripiri. Até ontem, tínhamos três ônibus certos para ir – disse Valdenor Brito, diretor de marketing do 4 de Julho.

O 4 de Julho precisou administrar um problema, essa semana, depois de a CBF impedir a realização do jogo na Arena Ytacoatiara. A vistoria feita pela Confederação Brasileira de Futebol constatou as péssimas condições do gramado, na casa do Gavião, em Piripiri. Por conta disso, o jogo com o Cordino precisou ser transferido para a Teresina.

Líder do Grupo A5, o 4 de Julho pode encaminhar a classificação inédita ao mata-mata com uma vitória no domingo. Essa é a primeira participação do Colorado na 4ª divisão nacional. O elenco comandado pelo técnico Jorge Pinheiro segue um cronograma intenso de treinos desde segunda-feira. A última atividade do time acontece na tarde de sábado, no estádio Albertão.

A CBF definiu o trio de arbitragem para o jogo. O pernambucano Luciano Luís de Castro Silva será o juiz principal e terá como auxiliares Francisco Chaves Bezerra Júnior e Gilberto Freire de Farias. O piauiense Djalma Alves Filho será o quarto árbitro.

Globoesporte.com

Colorado concentra preparação para receber o Cordino

Desde a segunda-feira, o time do 4 de Julho segue com o plano de preparação montado para a próxima partida da Série D do Campeonato Brasileiro. No domingo, pela terceira rodada da 4ª Divisão, o Colorado recebe o Cordino, às 16h, no estádio Albertão, em Teresina, e, pela mudança do local do jogo, a comissão técnica montou um cronograma intensivo de treinos antes da viagem à capital piauiense. Nem no feriado do dia do trabalhador os jogadores receberam folga e só vão entrar em regime de concentração poucas horas antes do duelo.

De acordo com Valdenor Brito, diretor de marketing do Gavião, os treinos seguem em Piripiri até sexta-feira. Nesse período as atividades acontecem em turnos alternados entre manhã e tarde. O técnico Jorge Pinheiro contou com o retorno do atacante Raphael Freitas e com a chegada de Fabiano, que aguarda apenas a publicação no Boletim Informativo Diário da CBF para poder jogar. Alberto, que estava com conjuntivite e não foi relacionado para última partida, também está à disposição do treinador.

Somente no sábado o time embarca para Teresina. A delegação deixa Piripiri pela manhã e, assim que chegarem em Teresina, se deslocam até o estádio Albertão, local da partida, onde fazem o reconhecimento do campo e a última atividade da semana. Em seguida, os jogadores retornam ao hotel e entram em regime de concentração.

No Grupo A4, o Colorado lidera a chave com quatro pontos. O time ainda não perdeu na Série D e conta com 66,7% de aproveitamento na disputa nacional. O Cordino é o lanterna da chave.

Fonte: Globoesporte.

Fotos: Clemilton Silva.

Em busca de mais um atacante de referência, 4 de Julho acerta com Fabiano
O 4 de Julho acertou mais um reforço para a Série D nesta segunda-feira. Segundo o diretor de marketing do clube, Valdenor Brito, o Colorado chegou a um acordo com o atacante Fabiano e contratou o atacante via empréstimo do River-PI, com quem o jogador tem contrato até o fim de 2018. O centroavante é esperado em Piripiri na manhã desta terça-feira e deve fazer o seu primeiro treino com a nova equipe no turno da tarde.

- Já falei com o pessoal do River-PI, que liberaram ele e estão emprestando até o final do Brasileiro. Nessa posição só tínhamos o Raphael Freitas. No jogo contra o Ferroviário fomos sem um jogador de referência, porque ele machucou a perna e o técnico teve que mudar toda a formação. Para não acontecer mais isso, contratamos mais um - explica Valdenor.

Com a chegada de Fabiano, o elenco do 4 de Julho para o Campeonato Brasileiro está fechado, pelo menos por enquanto. Segundo Valdenor, novas contratações só devem ser feitas em casos excepcionais ou de extrema necessidade. Se o time avançar para a segunda fase, também pode ser que reforços desembarquem em Piripiri.

- Outra contratação só caso apareça uma oportunidade muito boa ou em caso de lesão de alguém. O elenco está fechado, pelo menos para essa primeira fase - afirma.

O 4 de Julho enfrenta o Cordino, às 16 horas de domingo no Albertão, tentando defender a liderança do grupo A4 da Série D, que ocupa atualmente após somar quatro pontos, com uma vitória e um empate. O time maranhense é o lanterna, com apenas um ponto, e a chave ainda conta com Interporto, segundo colocado com três pontos, e Ferroviário, na terceira posição, com dois. O Colorado disputa pela primeira vez na sua história a competição nacional.

Fonte: globoesporte
Após empate fora de casa, Jorge destaca determinação:

O 4 de Julho conseguiu um ótimo resultado na tarde deste sábado, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. O empate em 1 a 1 contra o Ferroviário, na casa do adversário, rendeu um ponto importante para o Colorado e manteve a equipe piauiense na liderança do Grupo A4 da Série D, agora com 4 pontos. Para o técnico Jorge Pinheiro, uma ocasião para se elogiar a determinação dos jogadores dentro de campo, que conseguiram o resultado nos minutos finais.

- Como sempre tenho frisado, a gente está enfrentando uma grande equipe em nível de Nordeste e de Brasil também, mas prevaleceu a vontade desses atletas, que são guerreiros e obedientes taticamente. É um time briguento, que respeita o adversário, mas não se intimida - disse o treinador após o apito final.

O resultado trouxe mais ambição para o técnico Colorado, que vê a equipe no rumo certo para alcançar seus objetivos na competição nacional. Jorge salienta que o futebol é imprevisível, mas diz que se o time continuar com o desempenho apresentado nas duas primeiras rodadas, tem tudo para conseguir ir mais longe.

- A gente conversa bastante com o grupo e muitas das vezes não dá certo. Futebol seria muito bom se acontecesse tudo dentro do que você planeja. Mas com essa qualidade, se continuarmos assim, vamos alcançar o primeiro objetivo que foi traçado que foi a classificação na nossa chave - finalizou.

Com quatro pontos, o 4 de Julho dorme na liderança do grupo A4 da Série D, mas ainda pode ser ultrapassado neste domingo, caso o Cordino vença o Interporto, fora de casa, por dois ou mais gols de diferença. No próximo domingo, o Colorado encontra o time maranhense na Arena Ytacoatiara, pela terceira rodada.

Globoesporte.

Ferroviário usa bolso cheio para reforçar equipe pelo acesso

O 4 de Julho encara neste sábado, às 16h, um adversário visto como um dos possíveis candidatos ao acesso à Série C do Brasileiro. O desempenho do Ferroviário, no entanto, vai depender do desenvolvimento da equipe bastante reformulada após os primeiros meses da temporada, onde os torcedores viveram sentimentos bastante contraditórios. Enquanto o time ficou apenas em sexto no estadual e teve a pior campanha da Copa do Nordeste, na Copa do Brasil fez uma participação histórica, chegando até a quarta fase e garantindo assim uma boa quantia para apostar alto na Série D.

A equipe começou o ano com Carlos Rabello como técnico, demitido após as primeiras rodadas do Cearense e da Copa do Nordeste, onde o desempenho não agradou. Para o seu lugar o clube trouxe Ademir Fonseca, que não conseguiu melhorar o rendimento do time nestas competições. No estadual, o Ferroviário até chegou à segunda fase, mas foi o último entre os seis participantes desta etapa. No Nordestão, somou apenas um empate e cinco derrotas, tendo a pior campanha entre todos os grupos.

Mas na Copa do Brasil, Ademir levou o time a uma inédita classificação para a quarta fase, passando por equipes tradicionais como Confiança, Sport e Vila Nova. Na última fase antes das oitavas de final, acabou eliminado pelo Atlético-MG, após sofrer uma goleada em Belo Horizonte e empatar por 2 a 2 em Fortaleza. Mas os resultados positivos se refletiram também financeiramente, com o clube recebendo mais de R$ 4 milhões em cotas de participação.

Com dinheiro em caixa, o elenco passou por um intenso processo de reformulação. Depois de dispensar alguns atletas que não seriam aproveitados, o clube contratou mais doze jogadores. Os destaques são o veterano zagueiro Erandir, com passagens pela Série A na década de 2000, os meias Mazinho e Esquerdinha, e o atacante Edson Cariús, vice-artilheiro do Cearense com o Floresta, marcando nove gols.

Ferroviário em 2018

  • Cearense: sexto lugar, fora das semifinais
  • Copa do Nordeste: lanterna do grupo e pior campanha do torneio
  • Copa do Brasil: classificação inédita para a quarta fase, eliminado pelo Atlético-MG

Este processo aconteceu sob a orientação de Maurílio Silva, treinador que assumiu após a saída de Ademir, que não resistiu à eliminação no Cearense. No currículo, ele tem o título da segunda divisão do Pernambucano em 2013, com o Vitória-PE, o prêmio de melhor treinador do Cearense em 2016, com o Uniclinic, e do Alagoano, em 2017, com o Asa. Começou esta temporada no Rio Branco-PR, levanto o time à decisão do primeiro turno do estadual. Ele assumiu no começo do mês e fez duas partidas no comando até agora: o empate contra o Atlético-MG na Copa do Brasil e a estreia na Série D no último domingo, quando empatou em 1 a 1 com o Cordino fora de casa.

O jogo entre 4 de Julho e Ferroviário acontece neste sábado, às 16 horas, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. O Colorado é o líder do Grupo A4 por ter vencido o Interporto em casa na primeira rodada, mas pode ser ultrapassado em caso de derrota para o time cearense.

Globoesporte.