Logotipo R10
Memorial conta história de família com inclusão digital em Brasileira-PI

Memorial Polidoro de Brito, instalado no município de Brasileira, Norte do Piauí, resgata as lembranças de um Estado em desenvolvimento, calcado na economia do gado e da cera de carnaúba. Na época, a região da fazenda ainda pertencia ao município de Piracuruca. O espaço também possui uma preocupação social, fomentando a inclusão digital da comunidade da região.

O espaço foi construído em homenagem a Polidoro de Brito Castelo Branco, avô do advogado Lacerda Brito. “Eu nasci no município de Piracuruca, que depois passou a ser Brasileira. Nossos avós chegaram lá no início do século XX. A economia girava em torno de fazendas de gado e a extração da cera. Com o tempo foi feita uma comunidade com os filhos, que construíram as casas. Mas meus avós faleceram nos anos 50 e a casa ficou abandonada, tanto que ruiu nos anos 80”, explica.

Daí surgiu o desejo de reconstruir a fazenda. “Eu saí de lá criança para estudar fora, hoje moro em Salvador. Com isso, tive o desejo de reconstruir o espaço para uma finalidade útil para a comunidade. Na comemoração dos 90 anos da chegada dos meus avós, reergui a casa, seguindo o mesmo padrão arquitetônico, e fizemos o memorial da família. Para isso contamos com o arquiteto Paulo Vasconcelos”, acrescenta Lacerda Brito.

O espaço possui instalações fixas que remontam o período da chegada das famílias. “Tivemos o cuidado de preservar a cultura do gado e da cera de carnaúba. Transformamos o espaço em memorial, que tem quatro vertentes: a história da fazenda, a história da família, a história do viés econômico da região e fazendo uma referência ao vaqueiro”, afirma o advogado.

Lacerda afirma que a preocupação social também foi levada em conta, tornando mais fácil o acesso à tecnologia. “Também compramos diversos computadores para garantir a inclusão digital na zona Rural, com internet de alta velocidade. É a sala de inclusão digital, que também possui reforço escolar. Fizemos uma sala de cinema com um exibidor de boa qualidade, onde vamos exibir filmes e documentários. Temos estrutura e cadeiras para isso”, finaliza.