Logotipo R10
CVV muda de número e se torna gratuito em 9 Estados

O número do Centro de Valorização da Vida (CVV) mudou. Agora nove Estados brasileiros, incluindo o Piauí, podem utilizar o número 188, que é totalmente gratuito. 

O CVV é um serviço de prevenção ao suicídio e, em convênio com o Ministério da Saúde, atende aos Estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Piauí, Roraima, Acre, Amapá, Rondônia e Rio de Janeiro.

Como 21% da população nacional reside nesses Estados, o serviço já começa com uma ampla cobertura, ainda na primeira fase do projeto. O convênio prevê que o 188 chegue gradualmente a todo território nacional até 2020.

O CVV é uma entidade independente e sem fins lucrativos que oferece apoio emocional gratuitamente e de forma sigilosa há 55 anos. Em Teresina, o serviço já é prestado há 32 anos. Além do 188 nesses nove estados, o CVV também atende pelo número 141 em outras regiões e pessoalmente nos 80 postos de atendimentos, bem como pela na internet (cvv.org.br) por chat, e-mail e VoIP (voz pelo próprio computador)

Suicídio em números:

- A cada ano, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida, o que corresponde a uma taxa de mortalidade de 16 por 100 mil habitantes, o mesmo que uma morte a cada 40 segundos, número que pode dobrar até 2020. (OMS, 2014)

- Na faixa etária entre 15 e 29 anos, o suicídio é a segunda causa de morte. (OMS, 2014)

- 75% dos casos de suicídio no mundo ocorrem em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento. (OMS, 2014)

- 90% dos casos podem ser prevenidos – 90% dos suicidas são portadores de transtornos mentais, muitas vezes não diagnosticados. (OMS)

- No Brasil, a cada 45 minutos uma pessoa morre por suicídio (32 por dia). Ministério da Saúde, 2014.

- O Brasil é o 8º país em números absolutos de suicídio no mundo. (OMS, 2014)

- A taxa (Brasil) subiu de 5,3 para 100.000 habitantes no ano de 2000 para 5,8 em 2012 – aumento de 10,4%. (OMS, 2014)

- Estudo realizado pelo IBGE, com coordenação da OMS, na região de Campinas, mostrou que ao longo da vida, 17,1% dos brasileiros “pensaram seriamente em por fim à vida”, 4.8% chegaram a elaborar um plano para tanto, e 2,8% efetivamente tentaram o suicídio. De cada três pessoas que tentaram o suicídio, apenas uma foi, logo depois, atendida em um pronto-socorro (Botega e cols., Rev. Bras. de Psiquiatria, 2005).

Fonte: Com Informações da Assessoria do CVV.

Curta nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/reporterdez