Logotipo R10
Estudante morre por descarga elétrica ao carregar celular em Teresina

Um estudante morreu na tarde de ontem (10) ao sofrer descarga elétrica quando carregava a bateria de um celular. O adolescente estava em sua residência no bairro Dirceu Arcoverde II, zona Sudeste de Teresina.

João Lucas Campelo de Sousa Peres, a vítima de 15 anos, chegou a ser socorrido e levado para o hospital do bairro. O estudante não resistiu ao choque e morreu. O corpo foi levado para o IML.

O adolescente é filho de um sargento do Batalhão do Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial). 

Na manhã de hoje, familiares e amigos velam o corpo do adolescente João Lucas. O velório acontece no salão paroquial Diácono Nilson Santos da Igreja Imaculada Conceição de Maria, no bairro Tancredo Neves.

Familiares preferiram não gravar entrevista neste momento, também não informaram onde será o sepultamento do jovem, que deverá ocorrer na tarde de hoje. Muitos ainda não sabem como tudo aconteceu.

O Cidadeverde.com recebeu a informação de que o adolescente sofreu a descarga elétrica ao colocar uma tomada no receptor. O eletrônico seria um carregador de celular que não pertenceria a ele, mas não há confirmação se ele estava usando ou não o aparelho.

Amigos da escola também estão presentes no local. A comoção e o choro tomam de conta desse momento de dor.

João Lucas estudava na Fundação Bradesco e estava em casa de férias. Alguns amigos vieram com a farda da escola para prestar uma homenagem. Eles estavam no 1° ano do Ensino Médio. O grupo já estava juntos há quase dez anos na mesma escola.

“Ele era uma pessoa maravilhosa, ele era doce e não fazia mal a ninguém. Ele gostava de ajudar os outros e se importava com os amigos”, disse a amiga Laysa Lima.

Os amigos de farda do pai do adolescente prestaram solidariedade à família. O comandante da Rone, capitão Geovanei Mota, relatou que a família está “anestesiada” diante dessa fatalidade. 

“Nós da Rone somos como uma família e viemos neste momento dar apoio e esse abraço no nosso companheiro. Ele já possui uns dez anos de trabalho somente na Rone. Um bom profissional. Se não me engano, esse é o filho mais velho dele. É uma dor grande para a família”.

Fonte: Cidade Verde.

MP-PI lança edital de concurso com salários de até R$ 6 mil

O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI) abriu concurso público com a oferta de 26 vagas de níveis médio e superior, além de formação de cadastro de reserva.

O Órgão pretende selecionar Analistas Ministeriais nas áreas de Engenharia Civil, Processual, Saúde e de Tecnologia da Informação. Para concorrer, é preciso ter diploma de conclusão de graduação de nível superior de acordo com o exigido pelo cargo, além de outros requisitos previstos no edital da seleção. A remuneração é de R$ 6.241,11, para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais.

Já para nível médio, o cargo de Técnico Ministerial, Área Administrativa, requer certificado de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente. A remuneração é de R$ 4.023,03, para 30 horas semanais de jornada de trabalho.

INSCRIÇÕES – O prazo para confirmar a participação no certame estará aberto entre 18 de julho e 6 de agosto, apenas pelo site da banca organizadora a CEBRASPE/CESPE. A taxa de inscrição varia: R$ 110,00 para nível superior e R$ 90,00 para nível médio.

A seleção será realizada em duas fases: provas objetivas, para todos os candidatos, e prova discursiva somente para aqueles que concorrerão aos cargos de nível superior. As etapas serão realizadas na data provável de 23 de setembro, em Teresina (PI).

Os candidatos nomeados poderão ser lotados em quaisquer órgãos, de execução e auxiliares, do MPPI.

Confira o edital

SERVIÇO
Concurso: Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI)
Cargos: Analista Ministerial e Técnico Ministerial
Remunerações: R$ 6.241,11 (Analista) e R$ 4.023,03 (Técnico)
Vagas: 26
Inscrições: entre 18 de julho e 6 de agosto
Taxas: R$ 110,00 (Analista) e R$ 90,00 (Técnico)
Provas: 23 de setembro

Fonte: Com Informações do MP-PI

Caminhonete capota e deixa quatro pessoas feridas na BR-402 PI

Uma caminhonete, modelo L200 Triton, com placa de Parnaíba-PI, capotou na manhã desta terça-feira (10/07), na rodovia que liga Parnaíba ao município de Chaval, no estado do Ceará, próximo da entrada de acesso ao povoado Morada Nova dos Crentes, na BR-402.

Quatro pessoas estavam no veículo quando ocorreu o acidente. O condutor teria perdido o controle da direção e saiu da pista, ao tentar retornar, capotou o carro várias vezes.

Uma equipe do Grupamento da Polícia Militar (GPM) de Cajueiro da Praia atenderam a ocorrência.

A informação é que três ocupantes tiveram ferimentos leves no acidente e foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), enquanto um outro, identificado como Gelson Santos Machado, conhecido como, Gelson Catatau, ficou preso e foi retirado do veículo por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Parnaíba e encaminhado ao Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda) com ferimento na região da cabeça. 

Fonte: Portal do catita

Cachimbo de 5 mil anos pode revelar sítio arqueológico em Barras

Uma descoberta, ao acaso, pode revelar um novo sítio arqueológico em Barras, município a 119 km da capital. Um cachimbo de pedra com um rosto esculpido foi encontrado em meio a um terreno que havia acabado de ser arado por um trator para plantio. A descoberta foi feita na localidade de Espingarda, a cerca de 10 km da zona Urbana da cidade.

O geógrafo João Barbosa Neto, localizou o artefato e o levou à Universidade Estadual do Piauí, onde o professor Assis Carvalho, identificou como um possível objeto pertencente a tribo dos Alongazes, indígenas que teriam habitado a região, milênios atrás. Segundo o professor, vestígios já encontrados na região datam em mais de oito mil anos, o que o leva a crer que a nova descoberta tenha em média 5 mil anos.

"Tenho duas machadinhas de pedra já localizadas nessa mesma região, datadas de oito mil anos atrás.  Este cachimbo já é uma peça com riqueza de detalhes e pode ter pertencido a tribo dos Alongazes, que povoaram essa região há pelo menos oito mil anos. A tribo deu nome ao rio, hoje chamado de Longá e por volta de 1730 começaram a ser extintos trabalhando para fazendeiros da região", conta o pesquisador.

O artefato será levado ao setor de arqueologia da Universidade Federal do Piauí onde será submetido a testes para precisar a datação da peça. Segundo o professor, com a tecnologia disponível no Estado, já será possível até identificar o tipo de fumo utilizado na peça.

"Essa região pode abrigar um grande sítio arqueológico e minha intenção é trazer um grupo de arqueólogos para realizar uma escavação pois com certeza houve um aldeamento as margens do rio Longá que pode ter deixado muitos vestígios", pontua o professor.

Fonte: Cidade Verde.

Assinaturas de TV paga aumentam no Piauí segundo Anatel

As TVs por assinatura sempre chamaram a atenção do consumidor por oferecer acesso a conteúdos variados, através do pagamento de um único pacote. No entanto, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o número de contratos de TVs por assinatura no Brasil, em Maio de 2018, apresentou redução quando comparado ao mesmo período de 2017. O número de contratos passou de 18.642.533, em Maio de 2017, para 17.855.020, em Maio de 2018.

A redução de 4,2% dos números de contratos de televisão por assinatura em território nacional é justificada pela mudança do perfil dos consumidores, que estão deixando as TVs por assinatura para aderir aos serviços de Streaming, que muitas vezes oferecem custos mais acessíveis por um serviço mais personalizado. Os dados mostram que também houve uma redução do número de contratos do mês de abril deste ano para Maio, uma queda de 52.307 contratos.

Mas, mesmo com a queda nacional do número de contratos para TVs por assinatura, alguns estados foram na contramão dessas quedas e registraram aumento no número de contratos. O Piauí, por exemplo, foi o estado que apresentou maior crescimento percentual com 4,3 mil novos contratos, representando um aumento de 5,09% no número de contratos.

Maranhão, Pará e Tocantins foram os únicos outros estados que também registraram crescimento desse tipo de serviço. Os aumentos foram de 3,02%, que correspondeu a 5,3 mil novos contratos; 1,21%, correspondentes a 3.794 contratos, e 1,43% representando 608 contratos novos, respectivamente.

Raphael Oliveira fez o contrato com uma TV por assinatura recentemente e também possui assinaturas de serviço de Streaming. Ele conta que possui os dois, pois existem programação em um que não pode ser vista no outro serviço. "A TV por assinatura possui alguns programas que eu assisto e séries que eu não posso ver no streaming, pois é da marca da TV, enquanto que no streaming eu tenho uma possibilidade muito grande de filmes que não estão passando toda hora na TV. Sendo assim, na minha visão um complementa o outro e, por isso, eu escolhi as duas assinaturas" fala o estudante.

Fonte: Meio Norte.

Bombeiros registraram 316 queimadas no primeiro semestre

Com a proximidade do período mais quente do ano, conhecido como B-R-O-Bró, cresce também o alerta para os riscos de queimadas. Durante o período, o número de notificações aumenta drasticamente na capital, por conta do tempo seco associado às altas temperaturas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, somente no primeiro semestre de 2018 foram registradas 316 ocorrências de incêndio. Destas, queimadas em entulhos e lixão lideram com 114 registros.

De janeiro a junho deste ano, o Corpo de Bombeiros de Teresina registrou 36 incêndios em estabelecimento comercial, 114 em entulhos e lixão, três em estabelecimentos industriais, cinco em estabelecimentos públicos, 76 em vegetação e 82 em residências. Segundo a tenente Najra Nunes, boa parte das queimadas ocorrem por fator humano, ou seja, por descuido ou irresponsabilidade.

“São muitos fatores que podem provocar esses incêndios, como por exemplo, curto circuito e superaquecimento de eletrodomésticos. Nessa época do ano, as pessoas têm a mania de fazer queimada na vegetação para preparar para o plantio e essa conduta é perigosa, porque você acaba colocando em risco tanto a fauna quanto a flora prejudicando vizinhos e até mesmo o próprio estabelecimento, porque às vezes perde o controle e acaba se tornando um incêndio propriamente dito, e queimada é crime”, destacou a tenente.

E para evitar que as queimadas aumentem ainda mais, é importante estar atento às recomendações do Corpo de Bombeiros. “Todo os anos, nós alertamos e pedimos para que as pessoas tomem esse cuidado e não toquem fogo na vegetação, não acumular lixos orgânicos no meio ambiente, porque eles liberam gases inflamáveis e acabam gerando condições propicias tendo alta combustão e a fazerem a limpeza em seus terrenos. É preciso essa colaboração da sociedade”, destacou.

Fonte: Meio Norte.

Dono de academia é morto ao reagir a assalto na zona Sul de Teresina

O dono da academia Medley identificado como Marcelo Henrique, 43 anos, morreu após ser baleado, na tarde desta segunda-feira (09),  na avenida Gil Martins, no bairro Tabuleta, na zona Sul de Teresina.

Ele reagiu a um assalto e os bandidos disparam tiros em sua cabeça. Ele morreu quando estava sendo levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

A Polícia Militar (PM) foi ao local do crime fazer as primeiras diligência para prender os assaltantes que fugiram no veículo de Marcelo, um Toyota Etios, de cor prata, placas OUE 3796.

O assassinato ocorreu às 16h30 e Marcelo Henrique, ao ser ferido pelos assaltantes, foi levado no carro dos funcionários da academia Medley para o HUT, mas não resistiu e morreu dentro do veículo sendo encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Além da academia Medlley com a Gil Martins, mas ele também tem outras unidades.

Fonte: Meio Norte.

Carreta carregada de açúcar tomba na BR-135 no Sul do Piauí

Uma carreta carregada de açúcar tombou na madrugada desta segunda-feira (9) na localidade Paus, município de Monte Alegre, na BR-135, no Sul do Piauí.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e o motorista identificado como Manoel de Sousa Santos foi levado para a cidade de Bom Jesus do Piauí.

Segundo informações, o motorista teve apenas escoriações leves. Ainda não se sabe o motivo que causou o acidente.

Fonte: Portal Ponto x / Meio Norte.

Adolescente de 16 anos morre afogado em cachoeira no Piauí

Um adolescente identificado apenas como Thiago Douglas, de 16 anos, morreu afogado durante banho na Cachoeira do Xixá, em Batalha, a 165 km de Teresina. O corpo do jovem foi localizado na manhã desta segunda-feira (09/07). 

De acordo com informações repassadas por moradores,Thiago Douglas saiu de casa na companhia de dois amigos, ainda não identificados, e o grupo se deslocou até a Cachoeira.

Durante banho na Cachoeira, Thiago Douglas teria pulado de cima de uma pedra de altura de quase cinco metros. Após isso, desapareceu nas águas. A suspeita é de que o adolescente tenha batido a cabeça em uma pedra. 

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, sendo que o corpo já havia sido localizado por moradores da região. A PolíciaMilitar também esteve presente. 

Os dois amigos da vítima chegaram a prestar esclarecimentos de como tudo aconteceu e foram liberados logo erm seguida. O caso é acompanhado pela Polícia Civil. 

A Cachoeira do Xixá é um dos principais pontos turísticos de Batalha e região, com visitação diária e principalmente durante o período do inverno e pós-chuva. 

Fonte: Meio Norte.

Homicídios em Picos reduzem 75% em três anos

O número de homicídios em Picos tem apresentado considerável redução nos últimos três anos. Os dados foram apresentados pelo comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, o tenente coronel Edwaldo Viana. Os registros trazem uma comparação dos seis primeiros meses de 2015 até 2018.

Este ano, no município houve apenas dois homicídios. O primeiro foi notificado no mês de fevereiro, no bairro Morada Nova, a vítima, Bartolomeu Barros, morreu com cinco tiros de arma de fogo. O segundo aconteceu no bairro Aerolândia no mês de março, Francisco José da Silva – conhecido como Nego Biô – também foi morto por arma de fogo, ele era ex-presidiário e pode ter sido vítima de execução.

De 01 de janeiro à 04 de julho de 2015, a polícia registrou sete assassinatos na cidade, dos quais, seis vítimas tinham passagens por tráfico, roubo, furto, homicídio e violência doméstica.

No mesmo período de 2016, cinco pessoas foram mortas, três por arma de fogo e dois por arma branca. Dessas vítimas, três tinham passagens por roubo, furto, homicídio e tráfico de drogas.

Do início de 2017 até 04 de julho, houve sete assassinatos, seis deles praticados com arma de fogo e um com arma branca. No histórico dessas pessoas tem registros de tráfico e banca de jogo, acusação de ser mandante de assassinato e roubo.

De acordo com Viana, grande parte das mortes pode ser considerada acerto de contas, já que a maioria das vítimas tinha alguma passagem pela polícia.

“Eu sempre digo que a preocupação da polícia militar é dar segurança ao cidadão, bandido não. […] Quando morre um bandido, eu boto [nos registros] para constar nas estatísticas, mas para mim não morreu, ‘desceu as cordas’, então é um meio de fazer com que eles deixem a sociedade em paz, que as pessoas voltem a sentar nas portas, que é uma tradição de cidade pequena, Picos, Valença, Oeiras. Todo pessoal tem que ter essa liberdade, como é que eu não vou ter a liberdade de sentar na minha porta, se eu pago todos os impostos?”, questionou.

O comandante destacou que a redução no número de assassinatos em Picos pode estar relacionada às barreiras montadas constantemente em pontos estratégicos da cidade.

Segundo o tenente coronel, o objetivo dessas blitzes não é multar o cidadão ou apreender veículos, mas combater o tráfico de drogas, porte ilegal de armas ou identificar veículos roubados, por exemplo.

“Eu sempre digo aos meus policiais, as nossas barreiras não estão voltadas a multar, porque multas e impostos, nós já estamos cheios. As nossas barreiras são voltadas à apreensão de armas, carros e veículos roubados. Não estamos aqui no intuito de multar, não cabe a nós. Então isso aí melhorou. Nós estamos fazendo quatro barreiras por dia, vamos fazer as varreduras no final de semana, que são cinco viaturas andando de bairro em bairro”.

Viana falou ainda da importância de a população não divulgar as localizações das blitzes, pois segundo ele, atrapalha o trabalho da polícia.

grandepicos.com.br

IBGE revela que 80% dos municípios do Piauí não têm prevenção de desastres

Uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que 88,39% dos municípios do Piauí não possuem planejamento para gestão de risco e prevenção de desastres naturais. O índice é o mais alto entre os estados do Brasil, que tem média de 59,4%.

A Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) foi divulgada nesta quinta-feira (05) e realizada em todos os estados com dados de todos os municípios do Brasil referentes ao ano de 2017.

O dado referente a desastres naturais mostra uma realidade já vivenciada em alguns municípios que passaram recentemente por alagamentos. Outros sofrem com efeitos da estiagem prolongada e dependem diretamente de ajuda dos governos estadual e federal.

Os dados referentes aos municípios do Piauí também mostram que somente 13,8% dos municípios do estado declarou ter recursos financeiros para tratar questões de meio ambiente, índice baixo se comparado com a média nacional que é de 37,9%.

O estado não deixou a desejar somente nestes índices. Na análise do IBGE a preocupação  das prefeituras com a agropecuária também figura bem abaixo da média nacional. No levantamento, somente 18,75% das prefeituras dizem ter um órgão responsável pela assistência técnica/extensão rural aos produtores. No Brasil, a média entre os municípios de todos os estados é de 45,27%.

Segundo o IBGE, a pesquisa configura-se como ferramenta apropriada para o levantamento de dados que permitem o monitoramento e a avaliação de políticas locais, reforçando o objetivo de construção de uma base de informações municipais de qualidade.

Fonte: Cidade Verde.

Casos de chikungunya diminui e cidades do PI estão em alerta para surto

Segundo o boletim da 26º Semana Epidemiológica divulgado hoje (5) pela Secretaria de Estado da Saúde, houve uma redução de 92,3% dos casos de chikungunya em relação ao mesmo período de 2017, aonde foram notificados 3714 de casos prováveis e este ano foram 304. Os casos de dengue também reduziram: ano passado houve 4227 e em 2018, 1267 casos notificados, representando uma redução de 70%.

Saúde aponta que  municípios estão em alerta para surto de arboviroses

Mesmo com a contínua redução no número de casos de dengue, zika e chikungunya, dados da pesquisa entomológica do mosquito Aedes aegypti apontam que alguns municípios estão com alta infestação do vetor e têm risco para ocorrência de surto dessas doenças. 

 Dezenove municípios do Piauí estão com Índice de Infestação Predial (IIP) acima de 4%, ou seja, alta infestação com risco para ocorrência de surto de arboviroses. Em estado de alerta, IIP de 1% a 3,9%, estão 65 municípios e 131 estão com o IIP satisfatório, menos de 1% de infestação. 

Os dados da pesquisa entomológica são coletados pelos agentes de endemias nas residências, que verificam se há focos do mosquito no local. Após esse trabalho de campo, as secretarias municipais de saúde alimentam o sistema de informações LIRAa/ LIA do Ministério da Saúde. 

O supervisor da Vigilância em Saúde também alerta que o índice demonstra a quantidade de mosquitos Aedes aegypti no município, mas que mesmo o que estão em nível satisfatório devem se manter alerta. “Há sim a possibilidade de surto de dengue mesmo com os dados apontando satisfatórios para o índice de infestação, por isso, os municípios devem manter as ações de controle e mobilizar a população”, diz.Além disso, o sistema aponta que nove municípios não realizaram ou não informaram ao sistema os dados da pesquisa entomológica.

Fonte: Meio Norte.

Caravana Lula Livre irá percorrer mais 13 municípios piauienses

Nesta sexta-feira (06) tem início a 11ª jornada da Caravana Lula Livre pelo interior do Piauí. A comitiva, composta por militantes petistas e representantes de movimentos sociais e sindicais, seguirá agenda por mais 13 municípios, neste final de semana.

O roteiro seguirá por Pio IX, Fronteiras, Vila Nova do Piauí, Campo Grande, monsenhor Hipólito, Francisco Santos, Santo Antônio de Lisboa e Bocaina, na sexta (06). No sábado, 07, continua por Aroeiras do Itaim, Jaicós, Francinópolis e Hugo Napoleão.

“Chegamos a 100 cidades e queremos chegar a todo o estado do Piauí. Eles não poderão silenciar a nossa voz, enquanto essa injustiça, que é a prisão política do ex-presidente Lula, não for corrigida. Então, à luta, Lula Livre para o Brasil ser feliz de novo.”, pontua Assis Carvalho, presidente do PT Piauí.

Na última jornada a Caravana chegou à marca de 100 municípios percorridos. Ao final, desta 11ª jornada, terá concluído mais da metade dos 224 municípios piauienses.

“Nosso objetivo é explicar o que está acontecendo com a democracia brasileira e com o nosso presidente Lula. Por isso, a luta continua, o diálogo olho no olho, pelos 224 municípios do Piauí até que se tenha justiça á Lula.”, pontua João Pereira, secretário de Organização do PT Estadual e coordenador da Caravana.

Fonte: Meio Norte.

Gás de cozinha sofrerá reajuste, a partir desta Quinta Feira

O preço do gás de cozinha (GLP residencial e empresarial) vai sofrer o segundo reajuste do ano. A porcentagem a ser reajustada no Piauí é de 4,4%, conforme anunciou o Sindigás do Piauí nesta quarta-feira (4) e começará a valer a partir de amanhã.

Em Teresina, o preço médio de um botijão residencial nas distribuidoras locais é de R$ 60 atualmente. Se o valor do reajuste de 4,4% for acrescido no valor final do produto, o botijão vai passar a custar, no mínimo, R$ 62,64. Um aumento de R$ 2,64 para o bolso do consumidor. Já o botijão empresarial ou industrial (acima de 13 kg), que tem preço médio hoje em dia na capital de R$ 270, passará a ser vendido nas revendedoras por, no mínimo R$ 281,88. Isso se incluído o preço do reajuste no valor final. 

Os  aumentos nos preços variam de distribuidora para distribuidora, conforme informou o diretor do Sindgás no Piauí, Carlos Wellington, que também é proprietário da Teresina Gás distribuidora. “Eu não posso nem dizer qual vai ser o reajuste ainda, porque só será repassado a partir de amanhã, mas cada revendedor é que decide o valor do reajuste que dará ao seu produto. O preço é livre", contou Carlos Wellington preferindo não se manifestar sobre se o aumento trará um impacto negativo ou positivo para quem revende.   

O Sindigás Nacional informou que suas empresas associadas foram comunicadas pela Petrobras na tarde de hoje sobre novo reajuste de preço do GLP. O diretor do Sindgás no Piauí afirmou que este é um reajuste previsto, que acontece com base na tabela de reajustes trimestrais. 

“Esse é o segundo reajuste deste ano, teve um em janeiro, o outro que era para ser em maio, não aconteceu porque houve foi uma redução de 5,1%, em razão do acordo que foi feito depois da greve dos caminhoneiros. E agora em julho também já estava previsto esse outro dentro da política de reajuste anual da ANP”, disse.

O Sindgás Nacional informou que receberam da Petrobras o comunicado de que o reajuste vai variar entre 4,2% e 4,6%, dependendo do polo de suprimento, tanto para o GLP empresarial quanto para o residencial, válido a partir de 0h de amanhã, dia 05 de julho, nas unidades da petroleira.

Com o aumento, o ágio praticado pela Petrobras está em 25,45% em relação ao preço praticado no mercado internacional e o preço do GLP empresarial vai ficar 57,52% acima do valor cobrado pelo GLP residencial. 

Na avaliação do Sindigás Nacional, esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o GLP entre seus principais insumos, impactando de forma crucial as empresas que operam com uso intensivo de GLP.

Fonte: Cidade Verde.

Guarda Municipal apreende 154 porções de drogas e mais de 50 armas em Teresina

Completado o primeiro semestre de 2018, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina divulgou o relatório de atuação entre os meses de janeiro a junho deste ano. Em números gerais, foram 154 porções de drogas apreendidas; 52 armas apreendidas; 19 conduções à Central de Flagrantes de Teresina, além de recuperar três veículos e um aparelho de som, resultante de furto.

Além disso, o órgão também promoveu a assistência à comunidade, com a prestação de socorro à população em nove casos. De acordo com o relatório, as drogas mais apreendidas foram a Maconha, com 81 porções; e o Crack, com 71 porções. Em duas situações, a droga conhecida como "Loló" também foi apreendida. Armas brancas somam 51 apreensões, além de uma arma de fogo.

Das 19 conduções à Central de Flagrantes, a maior parte é por conta do tráfico de drogas e por furto ou roubo. “Nossa meta é o trabalho em prol da sociedade. Percebemos que, neste tempo em que estamos atuando, a população nos aceita bem e agora estamos passando pela ampliação do trabalho da Guarda Municipal, que está nos terminais de integração da capital, ainda mais perto de nossa população”, afirma o Capitão Monteiro Silva, comandante da Guarda Municipal de Teresina.

Criada por meio da Lei complementar n° 3.834, a Guarda Civil Municipal de Teresina é vinculada à Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). A atuação do órgão acontece nas praças da Bandeira, Rio Branco, Fripisa e dos Skatistas; Parques Lagoas do Norte, Parque Estação da Cidadania, Parque Floresta Fóssil e Parque Encontro dos Rios; Centro Unificado de Esporte e Lazer (CEU) Sul e Norte e Complexo Esportivo José Ponce Filho (Parentão); além do Centro Pop, Restaurante Popular de Teresina e Corredores e Terminais de Integração do Itararé, do Parque Piauí e Bela Vista.

A Guarda Municipal atua, ainda, em ações do Programa Vila Bairro Segurança e dos projetos “Teresina Protege” e “Educando para Prevenir”. “Percebemos que o trabalho da Guarda nos locais onde está escalada tem surtido efeito, sobretudo ao analisar os números de apreensões de drogas e armas. E o nosso trabalho é continuado, no sentido de, cada vez mais, equipar e gerar melhores meios de trabalho para que, assim, nossa finalidade de contribuir para a construção de espaços públicos seguros seja atingida”, garante o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira. 

Fonte: Meio Norte.

Município do Piauí têm cobertura vacinal de 5,38%

O perigo de reintrodução da polio no Brasil foi discutido na reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), que reúne o Ministério da Saúde e representantes de estados e municípios

As baixas coberturas vacinais, principalmente em crianças menores de cinco anos, acenderam uma luz vermelha no país. Em reunião com representantes de estados e municípios, o Ministério da Saúde alertou que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal abaixo de 50% para a poliomielite. Vale destacar que a pólio é uma doença já erradicada no país.

O dado foi divulgado pela coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI), Carla Domingues, durante reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT).

No Piauí, o município de Gilbués tem percentual de 5,88% de cobertura vacinal, quando a meta é de 95¨%.

Outros municípios piauienses também tiveram cobertura vacinal baixa, como a de Dirceu Arcoverde (13,10%), Morro Cabeça no Tempo (17,24%), Jerumenha (18,63%), Palmeirais (19,63%), Juazeiro do Piauí (28,17%), Ipiranga do Piauí (28,33%), Sebastião Barros (29,23%), Buriti dos Lopes (30,25%) e São Gonçalo do Piauí (34,21%).

Municípios de grande influência no Estado, por seu desenvolvimento ou elevado número de habitantes, também estão incluídos entre os com cobertura vacinal contra a pólio, como Esperantina (37,63%), São Raimundo Nonato (38,72%),  Pedro II (47,57%) e Canto do Buriti (46,83%).;

Recomendar a cobertura vacinal homogênea no país é um trabalho constante do Ministério da Saúde. Periodicamente, a coordenação do PNI emite notas técnicas para estados e municípios sobre o monitoramento e avaliação das coberturas vacinais. Também tem pautado frequentemente o tema nas discussões em fóruns, como Comissão Intergestores Tripartite (CIT), que reúne representantes de todos os estados e municípios. "O risco existe para todos os municípios que estão com coberturas abaixo de 95%. Temos que ter em mente que a vacinação é a única forma de prevenção da Poliomielite e de outras doenças que não circulam mais no país. Todas as crianças menores de cinco anos de idade devem ser vacinadas, conforme esquema de vacinação de rotina e na campanha nacional anual. É uma questão de responsabilidade social”, concluiu a coordenadora do PNI, Carla Domingues.

Para os estados que estão abaixo da meta de vacinação, o Ministério da Saúde tem orientado os gestores locais que organizem suas redes, inclusive com a possibilidade de readequação de horários mais compatíveis com a rotina da população brasileira. Outra orientação é o reforço das parcerias com as creches e escolas, ambientes que potencializam a mobilização sobre a vacina por envolver também o núcleo familiar. Outro alerta constante da Pasta é para que estados e municípios mantenham os sistemas de informação devidamente atualizados.

O Ministério da Saúde ainda reforça que todos os pais e responsáveis têm a obrigação de atualizar as cadernetas de seus filhos, em especial das crianças menores de cinco anos que devem ser vacinadas, conforme esquema de vacinação de rotina. "As vacinas ofertadas pelo SUS estão disponíveis durante todo o ano, exceto a da gripe que faz parte de uma campanha e exige um período específico de proteção, que é antes do inverno", enfatizou Carla Domingues. Uma oportunidade de atualizar caderneta será na próxima Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, que acontecerá no período de 6 a 31 de agosto de 2018.

Outra atuação do Ministério é a disseminação de informações sobre vacinação em seus meios de comunicação, seja por campanhas publicitárias por meio de entrevistas de especialistas; interação nas redes sociais, publicação de matérias no Portal Saúde e discussão com as Sociedades Médicas. "Em muitos casos, pais e responsáveis não vêm mais algumas doenças como um risco, como é o exemplo da poliomielite. Por isso, é necessário ressaltar a importância da imunização e desmistificar a ideia de que a vacinação traz malefícios", ressaltou Carla Domingues. A diretora do PNI ainda destacou que as vacinas são completamente seguras. "Em alguns casos, as vacinas podem levar a eventos adversos, assim como ocorre com os medicamentos, mas são infinitamente menores que os malefícios trazidos pelas doenças. As vacinas são seguras e passam por um rígido processo de validação", completou.

O Brasil está livre da poliomielite desde 1990. Em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem. Por isso é fundamental a manutenção das elevadas coberturas vacinais, acima de 95%. Embora o Brasil esteja livre da paralisia infantil desde 1990 é fundamental a continuidade da vacinação para evitar a reintrodução do vírus da poliomielite no país. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, três países ainda são considerados endêmicos (Paquistão, Nigéria e Afeganistão)", explicou a Diretora do PNI, Carla Domingues.

No início do século XX, as doenças imunopreveníveis como poliomielite e varíola eram endêmicas no Brasil, causando elevado número de casos e mortes em todo o país. As ações de imunização e, especialmente os 44 anos de existência do Programa Nacional de Imunizações (PNI), foram responsáveis por mudar o perfil epidemiológico destas doenças no Brasil. Isso foi uma importante conquista da sociedade brasileira, ao demonstrar sua eficiência erradicando a febre amarela urbana, a varíola, bem como a eliminação da poliomielite, da rubéola, da síndrome da rubéola congênita e do sarampo. Além disso, reduziu drasticamente a circulação de agentes patógenos, responsáveis por doenças como a difteria, o tétano e a coqueluche.

A poliomielite ou “paralisia infantil” é uma doença infecto-contagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. O déficit motor instala-se subitamente e sua evolução, frequentemente, não ultrapassa três dias. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principal característica a flacidez muscular, com sensibilidade conservada e arreflexia no segmento atingido.

A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus.

Fonte: Meio Norte.

Homem perde controle e colide em grade do prédio da Justiça Federal

Um motorista, que não teve nome identificado, perdeu o controle do veículo e colidiu nas grades de proteção da sede da Justiça Federal, localizado na Avenida Miguel Rosa. O acidente aconteceu na tarde desta terça-feira (3).

Segundo informações ele perdeu o controle na descida do elevado e o veícul trafegava no sentindo Sul-Norte.  A Companhia Independente de Policiamento de Trânsito foi acionada.

O condutor do veículo sofreu alguns ferimentos e foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Fonte: Meio Norte.

Tiroteio em escola nos EUA deixa dois funcionários em estado grave

Um tiroteio foi registrado nesta terça-feira em uma escola de Overland Park, no Kansas, nos Estados Unidos, e deixou dois funcionários em estado grave, informaram as autoridades, que acrescentaram que nenhum estudante ficou ferido.

O Departamento de Polícia de Overland Park afirmou aos veículos de imprensa locais que dois funcionários da Escola Primária Sunrise Point foram atingidos por disparos de arma de fogo durante o tiroteio, cujo autor ainda não foi identificado e é procurado.

As fontes policiais dessa cidade, que se encontra a menos de 20 quilômetros de Kansas City, a capital do estado, não especificaram se os funcionários da escola são professores ou pessoal administrativo, nem se há mais feridos.

O suspeito do tiroteio, que fugiu e é procurado pelas autoridades, foi identificado como outro trabalhador da obra, segundo explicou o jornal Kansas City Star. O tiroteio aconteceu pouco depois das 9h local (11h, em Brasília) e, segundo a polícia, ocorreu depois de uma discussão entre os funcionários, em um momento no qual não havia crianças na escola.


O suposto autor tentou roubar o carro de uma pessoa após ameaçá-la com uma arma em uma rua próxima, sem sucesso, embora pouco depois tenha roubado o veículo de outra pessoa e conseguir escapar.

As autoridades da cidade recomendaram a seus habitantes que não saiam de casa até que o suspeito seja detido.

Fonte: G1.

Motorista perde controle e carro capota na PI 229, no Sul do Piauí

Um carro capotou na tarde desta terça-feira (3) na rodovia estadual PI 229 no trecho que liga as cidades de Jaicós e Capo Grande do Piauí, na região Sul do Estado.

O acidente com o veículo, modelo Volkswagen Gol aconteceu por volta das 12h40, na comunidade Chapada Nova, próximo a Campo Grande.

Segundo informações, o veículo era conduzido por um homem identificado como Eugênio de Luiz Cearense que tereia perdido o controle do carro e capotado fora da rodovia ficando com os pneus para cima e muito danificado.

Outra pessoa, ainda não identificada estaria no veículo e teria fraturado o braço. Uma ambulância de Campo Grande foi acionada para socorrer as vítimas.

Fonte: Cidades na Net .

Dono de motel é assassinado em Teresina

O empresário Joaquim Bandeira da Silva Filho, de 49 anos, proprietário de pousada que fica atrás do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da Vila Bandeirante, na zona Leste de Teresina, foi assassinado, na tarde desta terça-feira (3).

Joaquim Bandeira é irmão do dono da Pousada Paraíso, no conjunto Dirceu, na zona Leste de Teresina. Ele morreu dentro de um quarto de sua própria Pousada Bandeira do Amor, que funciona como um motel.

Os policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM) informaram que o corpo de Joaquim Bandeira da Silva Filho foi encontrado às 15h30 e ainda não foi possível apontar as causas de seu assassinato.

Os peritos do Instituto de Criminalística da Secretaria Estadual de Segurança Pública fizeram o levantamento do quarto do motel onde foi encontrado o corpo de Joaquim Bandeira.

Os delegados e agentes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa vão investigar as causas e quais foram os responsáveis pelo assassinato de Joaquim Bandeira.

Fonte: 180 Graus