Logotipo R10
Acidentes em rodovias federais matam 206 pessoas no Piauí

A Superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na manhã dessa segunda-feira (11) que de 1º de janeiro a 10 de dezembro de 2017, foram registrados 1.452 acidentes com vítimas e 206 mortes nas rodovias federais do Piauí.

Os dados divulgados pela PRF mostrou que só no mês de janeiro foram registrados 144 acidentes, com 15 mortes; em fevereiro foram 110 acidentes, com 24 mortes; já em março ocorreram 114 acidentes, com 16 mortes; no mês de abril foram 127 acidentes e 14 mortes; em maio o número de acidentes ficou em 122, com 20 mortes; em junho ocorreram 133 acidentes, com 36 mortes; em julho foram 136 acidentes e 21 mortes; em agosto foram registrados 148 acidentes, com 16 mortes; o mês de setembro teve 119 acidentes, com 10 mortes; em outubro foram 123 acidentes, com 13 mortes; no mês de novembro ocorreram 127 acidentes e 15 mortes; já no mês de dezembro, de 1º ao dia 10, foram registrados 6 mortes.

O chefe de Comunicação Social da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Barros Filho, afirmou que o grande número de acidentes e mortes este ano no Estado se devem a falta de respeito as normas de trânsito e consumo de bebidas alcoólicas pelos motoristas. “A lei está mudando e aumentando a pena para motoristas de cinco para oito anos de prisão. A nova lei foi aprovada pelo Congresso e falta a sansão do presidente para entrar em vigor”, afirma.

O inspetor também afirma que o aumento das mortes e acidentes foram influenciadas pelo grande número de feriados prolongados, que segundo ele, foi grande o número de motoristas flagrados em alta velocidade. “Apesar de a PRF ter realizado bastante ações educativas no trânsito, a gente percebe que é um trabalho de médio a longo prazo. Também houve um aumento no número de autuações de condutores por alta velocidade esse ano”, declara Barros Filho.

Meionorte.