Logotipo R10
Polícia Civil de Piripiri elucida crime e prende latrocida que estava escondido

A Polícia Civil do Piauí, através da equipe do 1o. Distrito Policial de Piripiri, sob o comando do Delegado Jorge Terceiro, efetuou a prisão, no fim da manhã desta segunda (11), de Edmilson Roseno Magalhães, pela prática de crime de latrocínio (roubo seguido de morte), ocorrido na noite anterior nas proximidades da chamada ponte do Biano, bairro Paciência, em Piripiri.

O acusado vitimou Alessandro da Silva Magalhães. Edmilson Roseno Magalhães estava escondido no bairro Petecas, onde foi localizado pela equipe policial. Logo que a notícia do crime chegou até a Polícia Civil, nossa unidade policial iniciou as diligências já no local do crime, onde foram localizadas peças de roupa e pulseiras que não eram da vítima, mas que estavam próximo ao corpo.

A Polícia localizou testemunhas que estiveram bebendo com o criminoso e a vítima na noite anterior e que informaram que a vítima teve uma discussão com o autor do crime por causa do aparelho celular da vítima. Após a prisão do mesmo, a investigação também localizou o aparelho celular subtraído da vítima, que foi vendido pelo autor do delito a terceiros, logo após a prática do crime.

"O autor, após matar a vítima e subtrair seu aparelho celular, vendeu o aparelho por uma quantia em torno de cem reais. Localizamos o aparelho que já está apreendido juntamente com os chinelos, pulseira e blusa do autor usada para esganar a vítima durante a luta corporal.

O médico legista esteve no local do fato e também procedeu à realização de exame cadavérico. O autor do crime, na Delegacia, confessou a prática do delito, alegando embriaguez." Concluiu o Delegado Jorge Terceiro. O acusado foi autuado pelo delito de latrocínio (art. 157, par. 3o, do Código Penal), o autor do delito pode pegar de 20 a 30 anos de prisão.

Foto: Cliquepiripiri.

Acidentes em rodovias federais matam 206 pessoas no Piauí

A Superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na manhã dessa segunda-feira (11) que de 1º de janeiro a 10 de dezembro de 2017, foram registrados 1.452 acidentes com vítimas e 206 mortes nas rodovias federais do Piauí.

Os dados divulgados pela PRF mostrou que só no mês de janeiro foram registrados 144 acidentes, com 15 mortes; em fevereiro foram 110 acidentes, com 24 mortes; já em março ocorreram 114 acidentes, com 16 mortes; no mês de abril foram 127 acidentes e 14 mortes; em maio o número de acidentes ficou em 122, com 20 mortes; em junho ocorreram 133 acidentes, com 36 mortes; em julho foram 136 acidentes e 21 mortes; em agosto foram registrados 148 acidentes, com 16 mortes; o mês de setembro teve 119 acidentes, com 10 mortes; em outubro foram 123 acidentes, com 13 mortes; no mês de novembro ocorreram 127 acidentes e 15 mortes; já no mês de dezembro, de 1º ao dia 10, foram registrados 6 mortes.

O chefe de Comunicação Social da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Barros Filho, afirmou que o grande número de acidentes e mortes este ano no Estado se devem a falta de respeito as normas de trânsito e consumo de bebidas alcoólicas pelos motoristas. “A lei está mudando e aumentando a pena para motoristas de cinco para oito anos de prisão. A nova lei foi aprovada pelo Congresso e falta a sansão do presidente para entrar em vigor”, afirma.

O inspetor também afirma que o aumento das mortes e acidentes foram influenciadas pelo grande número de feriados prolongados, que segundo ele, foi grande o número de motoristas flagrados em alta velocidade. “Apesar de a PRF ter realizado bastante ações educativas no trânsito, a gente percebe que é um trabalho de médio a longo prazo. Também houve um aumento no número de autuações de condutores por alta velocidade esse ano”, declara Barros Filho.

Meionorte.

Homem é encontrado morto na barragem do Paciência em Piripiri

Um homem identificado como Alex Magalhães, aparentando ter cerca de 30 anos, foi encontrado sem vida, na manhã desta segunda-feira (11), em águas rasas, na barragem do Bairro Paciência, em frente a um bar.

 Polícia Civil e Força Tática estão no local fazendo os primeiros levantamentos. A vítima morava próximo à barragem da Ponte do Biano, no bairro Paciência. Segundo informações de populares, Alex foi visto no domingo (10) bebendo em um bar nas imediações. 

A polícia suspeita que Alex pode ter sido assassinado. A perícia do IML foi acionada para realização de exames.

Fonte: Piripirireporter.com ( Moisés Lopes).

PC de Piripiri deflagra operação Ártemis, prende pessoas e resgata animais

A Polícia Civil do Piauí, através das equipes do 1o. Distrito Policial, 2o. Distrito Policial e DEAM de Piripiri/PI, sob o comando dos Delegados Jorge Terceiro, Ricardo Oliveira e Lucivânia Vidal, deflagrou na manhã de hoje a "Operação Ártemis" no município de Capitão de Campo/PI, onde duas pessoas foram presas por pratica de crimes ambientais.

"Há cerca de um mês estávamos realizando as investigações, o resultado foi a operação deflagrada hoje pela manhã. Até o momento duas pessoas foram presas, dezenas de animais silvestres foram apreendidos e as equipes do IBAMA/SEMAR já se deslocam para o local. Dentre os animais silvestres foram localizados e apreendidos vários catitus, raposas, onças pardas, jabutis, tatus, gato Maracajá, e diversas aves silvestres". Afirmou o delegado Jorge Terceiro

Segundo o Delegado Ricardo Oliveira "a operação ocorreu em duas frentes, sendo a primeira na zona urbana da cidade Capitão de Campos/PI e segunda na zona rural, mais precisamente no povoado Montes. O proprietário dos imóveis e um caseiro foram presos em flagrante. O proprietário dos imóveis chegou a empreender fuga mas foi interceptado pela PRF na altura do município de Campo Maior/PI, que acionada por nossas equipes."

Segundo a Delegada Lucivania Vidal "O estado dos animais é deprimente, alguns presos em cubículos, a onça parda sofreu visíveis maus-tratos tendo sido extraídas as presas do animal e obtivemos a informação de que há pouco tempo uma outra onça também mantida em cativeiro no sítio na zona rural acabou morrendo".

Os autores foram autuados em flagrante nos crimes ambientais de cativeiro de animais silvestres majorado pelo fato de haverem espécies ameaçadas de extinção - art. 29, parag. 1o, inc. III e par. 4o, Inc. I da Lei 9.605/98 gerando pena de até 1 ano e meio, alem do crime de abuso e maus tratos previsto no art. 32 da mesma lei, que resulta em mais 01 ano.

O nome da Operação, "Artemis", é em referência à deusa protetora da vida selvagem, dos animais e da caça, era filha de Zeus com a deusa Leto e irmã gêmea de Apolo. Quando criança, ao ser questionada por seu pai qual seu maior desejo, ela pediu, sem hesitar, que pudesse circular livremente pelas matas, à noite, ao lado dos animais ferozes sem nada sofrer, o que lhe foi prontamente concedido.

Os autuados são os nacionais de nomes José Montes de Resende Filho - vulgo "Deinha" e Antônio  Francisco da Silva Monteiro.

PM de Piripiri lança oficialmente a operação Natal e Ano Novo Seguro

O comandante geral do 12º BPM,  Tenente Coronel Erisvaldo Viana, reuniu na manhã desta terça-feira (05) na  Praça da Bandeira, os seus policiais, para o lançamento oficial da Operação Natal e Ano Novo Seguro. Na ocasião foi traçado Metas e as estratégias de segurança das mais variadas formas de policiamento no centro comercial e bairros de Piripiri.

"Vamos dar mais segurança e manter a ordem pública e incolumidade das pessoas, nesse período em que aumenta a circulação de dinheiro e de pessoas na nossa Cidade". Disse o Coronel Viana.

Polícia Civil de Piripiri prende último alvo da Operação

A Polícia Civil do Piauí através da Delegacia Regional de Piripiri efetuou no início da tarde desta sexta (01), a prisão do último alvo da "Operação Catena". Trata-se de um idoso condenado pela prática de delito de estupro.

"Essa foi a oitava prisão realizada pela Polícia Civil em Piripiri, somente nesta semana. No decorrer do mês de dezembro teremos ainda várias ações a serem realizadas." afirmou o Delegado Jorge Terceiro. Todos os presos já foram recambiados para outras unidades policiais e sistema penitenciário.

O crime ocorreu no ano de 2008. A vítima era da família. Como o alvo residia na zona rural de Piripiri, o cumprimento do mandado teve mais percalços. O alvo já foi transferido para o sistema penitenciário.

POLÍCIA CIVIL DE PIRIPIRI DEFLAGRA A OPERAÇÃO CATENA

A Polícia Civil do Piauí, através das equipes do 1o Distrito Policial, 2o Distrito Policial e Delegacia da Mulher de Piripiri/PI, sob comando dos Delegados Jorge Terceiro, Ricardo Oliveira e Lucivania Vidal, deflagrou na manhã de hoje - 30.11.2017 - a "Operação Catena" visando dar cumprimento a diversos mandados de prisão oriundos de investigações da Polícia Civil e de condenações criminais do Poder Judiciário.

"Os mandados são referentes a delitos como roubo com emprego de arma de fogo, estupro, e outros crimes graves. Somente na manhã de hoje foram 05 (cinco) pessoas presas, dentre esses 03 (três) assaltantes, dois deles por mandado de prisão preventiva e um por condenação final pelo Poder Judiciário, finalmente retirados de circulação." Afirmou o Delegado Jorge Terceiro.

"As ações da Polícia Civil realizadas desde o início da semana já faziam parte da programação de fim de ano, onde nossa instituição busca, através do cumprimento desses mandados e outras ações, garantir um fim de ano com mais segurança à população". Afirmou o Delegado Ricardo Oliveira.

Além dos 05 presos de hoje, outros 02 (dois) já haviam sido presos nesta semana pela equipe da Delegacia da Mulher em Piripiri/PI. Segundo a Delegada Lucivania Vidal "Os mandados são referentes a condenações por delito de estupro e por descumprimento de medidas protetivas".

A palavra "CATENA", nome dado à operação, vem do latim e significa CADEIA.


PM estoura boca de fumo e apreende 62 pedras de crack em Piripiri

Polícia Militar de Piripiri, através da Força Tática, fechou uma boca no Residencial Petecas, na madrugada dessa quarta-feira, 29.

No local foram encontradas 62 pedras de crack e outros tipos de drogas, além de uma quantia em dinheiro. Um homem foi preso, acusado de tráfico de drogas.

Loja Liliane é mais um estabelecimento comercial roubado em Piripiri

Os funcionários da Loja Liliane em Piripiri passaram momentos de terror ontem (22), no incío da noite.

No fechamento dos preparativos para o "Black Friday" de hoje, uma dupla de assaltantes adentrou o estabelecimento e renderam os funcionários que ainda estava na empresa.
Por volta de 18h os criminosos renderam cinco funcionários exigindo que abrissem o cofre da empresa. Sem a senha para para abrir o cofre os funcionários foram obrigados a deitar de bruços sob a ameaça de receberem um tiro na cabeça enquanto os ladrões roubaram pertences pessoais.

Os funcionários foram em seguida trancados num compartimento da loja enquanto os criminosos levaram 8 TV´s de LED e danificaram vários equipamentos que encontraram pela frente. A polícia não tem paradeiro dos assaltantes.

Corpo de homem é encontrado sem vida próximo ao Terminal Rodoviário de Piripiri

Hoje (23), por volta das 11h, um corpo já em avançado estado de decomposição foi encontrado próximo ao Terminal Rodoviária Luiz Menezes. O cadáver de um homem que ainda não foi possível identificar estava a 10 metros da Avenida Hamilton Cavalcante, centro de Piripiri.

Populares localizaram o cadáver em função do mau cheiro que exalava e da presença de muitos urubus sobrevoando o local. 

Aguardem mais informações!

Justiça adia novamente júri de locutor e família de garçom se revolta

O juiz da 1ª Vara Criminal de Piripiri, João Bandeira Monte Júnior, deferiu novamente o pedido de adiamento do júri popular do locutor de rádio Ivan Carlos Carvalho Panichi, acusado de atropelar e matar, no dia 11 de setembro de 2010, o garçom João Antônio dos Santos, conhecido como “João Fidelis”, de 68 anos, na BR 343, Km 75, naquela cidade. O novo adiamento revoltou a família.

“Vimos, novamente, em peso para fórum pensando que, desta vez, o réu não se safaria, e seria, enfim, julgado, depois de desrespeitar a Justiça no último dia 14, data do primeiro julgamento, em que não apareceram nem acusado nem advogado. E hoje, de novo, nossa expectativa foi frustrada. Novo atestado foi protocolado. Novo adiamento foi concedido”, lamenta Georlitom Alves, filho da vítima.

A advogada do acusado protocolou atestado médico, em que alegava impossibilidade de atuar na defesa do réu, apontando a necessidade de passar por uma cirurgia de vesícula e, desta forma, ausentar-se do ato processual. Baseado nisso, peticionou requerendo o adiamento do júri, pedido acatado pelo juiz local.

O que causa estranheza no fato é que, às vésperas do primeiro julgamento, marcado para o dia 14 de novembro, todos os demais advogados de defesa, que estavam com procuração nos autos, renunciaram a seus mandatos, ficando apenas a advogada que protocolou o atestado médico para se ausentar dos julgamentos. 

O júri era aguardado com muita expectativa pela sociedade local, que ficou indignada pela maneira como se deu o crime, em que o autor, após matar o garçom, ficou ingerindo bebidas em um bar a poucos metros onde se deu o ocorrido.

“Ninguém aqui é criança. Tá na cara que existe uma manobra para que esse júri ou não se realize ou seja adiado o máximo de tempo possível. Se não, por que todos os demais advogados renunciaram ao mandato na véspera do primeiro júri, ficando apenas uma, e que ainda protocolou atestado?”, indaga Georlitom.

O novo julgamento de Ivan Panichi foi marcado para o dia 8 de março de 2018, mas a família teme nova manobra da defesa. “Nós vamos tomar providências junto às cortes superiores para que isso não volte a se repetir. Toda essa situação nos traz, além da dor da perda de nosso pai, a sensação de injustiça. Nós não vamos desistir”, finaliza Georlitom.

Cidadeverde.com

PM de Piripiri prende três homens acusados de roubos e recupera celulares

Após denúncias de roubos e furtos no bairro Vista Alegre e região, uma equipe da PM, comandada pelo subtenente Mariscal, saiu em diligencias em busca dos indivíduos.

No próprio Vista Alegre, os policiais avistaram três elementos em atitude suspeita, realizando a devida abordagem, sendo encontrada uma sacola perto dos mesmos com alguns aparelhos telefônicos e dinheiro trocado.

Após serem conduzidos para delegacia os elementos foram reconhecidos por várias vítimas que haviam sido roubados naquela área.

Homem é morto a tiros em Piripiri e polícia investiga suspeita de latrocínio

Um trabalhador, encarregado de serviços, conhecido como Renato Cardoso Nascimento, 50 anos, foi assassinado por dois criminosos, hoje (18), por volta do meio-dia, no final da Avenida Nelson Rezende, próxima a uma pedreira na estrada que liga Piripiri a Batalha.

Os criminosos estavam numa moto e no momento em que Renato estava fechando uma cancela para efetuar o pagamento semanal de vários trabalhadores dos quais era encarregado foi alvejado por um tiro na perna. 

Mesmo alvejado, Renato chegou a falar com alguns moradores, mas não resistiu. 

Segundo informações levantadas pelo Reporter10 a polícia acredita que foi latrocínio - roubo seguido de morte. A Polícia Miitar abriu diligências para capturar os foragidos.


Homem fica ferido em acidente na Avenida Aderson Ferreira em Piripiri

Um homem, de nome não identificado, morador do bairro Floresta, ficou ferido em um acidente ocorrido na tarde de ontem, 14/11, na Avenida Aderson Alves Ferreira, próximo ao Posto São Francisco.

Segundo informações repassadas ao site Reporter10.com, a vítima seguia em uma bicicleta e ao tentar atravessar a avenida foi colhido por um veículo que seguia na via.

A motorista do veículo permaneceu no local e prestou socorro a vítima. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e conduziu a vítima ao Hospital de Piripiri. Apesar de ter levado um corte na cabeça, a vítima passa bem.


Desembargadora revoga prisão de 1º réu por morte de trânsito no Piauí

Ivan Carlos Carvalho Panichi teve sua prisão preventiva decretada pelo juiz João Bandeira Monte Júnior por não ter comparecido ao júri popular marcado para ontem (14).

Ivan Carlos Carvalho Panichi, primeiro réu em um caso de morte por acidente de trânsito no Piauí, teve sua prisão preventiva revogada horas depois de ter sido decretada pelo juiz João Bandeira Monte Júnior. O magistrado havia pedido a prisão de Ivan porque nem ele, nem sua defesa, compareceram ao júri popular marcado para ter acontecido ontem (14) em Piripiri. No entendimento do magistrado, e atendendo a um pedido do Ministério Público, a ausência do réu e de seus representantes legais se configurou como uma tentativa de protelar o andamento processual.

No entanto, para a desembargadora Eulália Maria Ribeiro Gonçalves Nascimento Pinheiro, deve-se levar em consideração que o réu responde solto ao processo e que a legislação lhe faculta o comparecimento à sessão do Tribunal do Júri. Assim sendo, a ausência de Ivan Carlos à sessão do julgamento do júri, por si só, não pode ser interpretada como uma tentativa de frustrar o prosseguimento do processo, uma vez que seu comparecimento é facultativo.

A desembargadora proferiu a decisão atendendo a um pedido de Habeas Corpus impetrado pela defesa de Ivan Carlos Panichi. No documento, a defesa alega que a advogada do réu estava impossibilitada de comparecer ao julgamento devido a problemas de saúde, conforme atestado médico, e que Ivan foi orientado a também não comparecer à sessão para resguardar sua própria integridade física.

Diante das alegações da defesa, a desembargadora Eulália Ribeiro Gonçalves decidiu conceder a liminar requerida em favor do réu, determinando a revogação do mandado de prisão de Ivan Carlos Panichi baseado no seu não comparecimento ao Tribunal do Júri.

Entenda

O primeiro júri popular envolvendo um caso de morte por acidente de trânsito no Piauí, que estava marcado para acontecer ontem (14), foi novamente adiado por conta do não comparecimento do réu e da sua defesa. O acusado, Ivan Carlos Carvalho Panichi, ainda chegou a ficar preso pouco mais de um mês após o acidente que tirou a vida do garçom João Antônio dos Santos, em 2010.

Uma nova audiência foi remarcada para o dia 22 de novembro, as 8h30 no Fórum de Piripiri.

Por: Maria Clara Estrêla (portalodia.com).

Fotos: Redes sociais.

Ivan Panichi tem a prisão decretada e Julgamento do caso João Fidélis é adiado 

O juiz Dr. João Bandeira Monte Jr decretou a prisão do acusado

14 de novembro de 2017 10:58h Categoria: Polícia Comentários ()
Ivan Panichi tem a prisão decretada e Julgamento do caso João Fidélis é adiado 

O julgamento do radialista Ivan Panichi que  atropelou e matou o Sr.  João  Fidelis em  setembro de 2010 foi adiado para o próximo dia 22.

O julgamento deveria acontecer na manhã dessa terça-feira (14) no Fórum Desembargador João Turíbio, em Piripiri foi adiado em virtude do não comparecimento de Ivan Panichi que está em liberdade mediante habeas corpus, impetrado por seus advogados. O juiz Dr. João Bandeira Monte Jr decretou a prisão do acusado.

Contudo as cinco testemunhas do caso serão ouvidas hoje, dentre elas, o garçom que serviu bebida alcoólica para o réu, um caminhoneiro que presenciou o atropelamento, além de um policial rodoviário.

Para a família João Fidélis a ausência deliberada de Panichi mostra o descaso do acusado para com a justiça. “Desde o início do processo que o acusado e a sua defesa vem debochando de tudo e todos. Não existe nenhum respeito pela justiça. O pedido de adiamento foi solicitado por e-mail”, desabafou indignado o filho da vítima Georlinton Alves.


Advogado é investigado pela PF por aliciar candidatos do Enem no Piauí

A Polícia Federal do Ceará investiga um advogado suspeito de aliciar candidatos para a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Segundo apurou o Cidadeverde.com, ele arregimenta candidatos no Estado que pagam para o advogado passarem em vestibulares de medicina. Ele faz contato com membros do Ceará e da Paraíba.

Semana passada, a PF de Juazeiro do Norte (CE) realizou a operação Adinamia no Piauí e o alvo era o advogado que estaria participando de uma quadrilha interestadual de fraudes em concursos públicos. Na operação, o investigado foi conduzido coercitivamente à superintendência da PF em Teresina.

O advogado já foi preso em operação da Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado), mas foi liberado. A Polícia do Piauí encaminhou provas e documentos para a PF da Paraíba e Ceará. 

Operação no Piauí

A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou a Operação Passe Fácil na manhã do último domingo, com objetivo de coibir fraudes no Enem. Foram 62 mandados, 31 de busca e apreensão e 31 de conduções coercitivas em 13 estados da federação – Pernambuco, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte e São Paulo – além do Distrito Federal.

A operação buscou desvendar e desarticular esquema de candidatos interessados em fraudar o processo a partir da resolução da prova por especialistas em determinadas áreas de conhecimento, chamados de pilotos, que posteriormente repassavam os gabaritos aos candidatos que os contrataram. Os resultados ainda estão sendo computados, mas segundo a Polícia Federal já foi possível colher depoimentos e apreender celulares dos investigados. Foi confirmada a participação de inscritos em fraudes em certames anteriores.

Flash Yala Sena (Cidadeverde.com)

(Com informação do Inep e PF).


Julgamento de Ivan Panich, acusado de matar João Fidelis, será nesta terça (14)

Após uma longa batalha judicial que levou mais  quase 7 anos finalmente o  caso João Fidélis, a família do garçom morto em 2010 vai enfim a Júri Popular. Nessa terça-feira 11/07, o juiz da 1ª Vara da Comarca de Piripiri, Dr. João Bandeira Monte Júnior, deve  presidir o tribunal do júri popular que vai decidir o destino de Ivan Carlos Carvalho Panich. O julgamento está marcado  para dia 14 de novembro de 2017, a partir das 8h30min, no auditório do Fórum. 

O crime ganhou repercussão nacional desde a fatalidade quando o radialista Ivan Panich,  embriagado atropelou e matou seu João, que estava trabalhando. Mesmo após o atropelamento, o motorista foi a um bar nas imediações do local e consumiu mais bebida alcoólica.

Entenda o caso

De acordo com a denúncia do Ministério Público , Ivan Panichi dirigia o veículo L200 SPORT 4X4 – ano 2006, na companhia Marina Vilarino Alcobaça, sob efeito de álcool e desenvolvendo velocidade superior a estabelecida quando colidiu violentamente contra a motocicleta que era pilotada pela vítima que faleceu no local.

Ivan Panichi foi preso em flagrante e em virtude da grande comoção causada pela morte de João Fidelis e transferido para Teresina, a fim de preservar a sua integridade física. O caso teve repercussão nacional, pois o filho de João Fidelis, Georlinton Alves, trabalhando como gerente de condomínio no prédio residencial em que mora o apresentador de TV, José Luis Datena, divulgou o caso em rede nacional, no dia, 14/09/2010, na Band, no programa Fala Brasil.

No Brasil já tem vários casos de mortes por atropelamento em que os juízes desqualificam de crime culposo - quando não há intenção de matar para doloso. Várias organizações com o slogan "não foi acidente, foi crime" foram criadas no Brasil no intuito do legislador mudar a lei de crimes no trânsito.

Provavelmente essa deve ser a linha de acusação no julgamento dessa terça-feira. A família tem convidado amigos para irem ao fórum darem apoio num julgamento que promete ser longo.


Moto é furtada em frente à Assembléia de Deus no bairro Floresta em Piripiri

Ontem à noite por volta das 22:00h ladrões roubaram uma Moto Honda modelo Twister em frente à igreja Assembléia de Deus no bairro Floresta. 

A moto ainda está sem placa. Os proprietários pedem que se alguém souber de alguma informação que leve aos autores do delito liguem para 999571588.

Jovem morre vítima de acidente em Piripiri

Um jovem identificado como Salvador, morador do bairro Prado morreu na madrugada deste sábado (28), por volta de 1:00h, após sofrer um acidente no cruzamento da Avenida Aderson Alves Ferreira com a rua Professora Raimunda Mendes, próximo ao antigo Sete Portas.

Populares afirmaram que um carro vermelho teria atropelado o jovem que morreu na hora. Em seguida dois indivíduos vinham numa moto e ao tentarem desviar da vítima no chão, bateram no meio fio e cairam. Os dois tiveram escoriações. 

A PM esteve no local e fez diligências para tentar localizar os envolvidos.