Campo Maior registrou 6 assassinatos em 2018; apenas duas pessoas foram presas



Compartilhe

O envolvimento com o tráfico ou consumo de drogas pode ter sido as causas de pelo menos seis das setes pessoas mortas em 2018 em em Campo Maior . Os crimes foram praticados das mais variadas formas, em diferentes bairros e até em outras cidades da região, porém, a crueldade com que os corpos foram encontrados e as motivações interligam um assassinato ao outro. A polícia já prendeu dois suspeitos em dois casos. Um foi descartado ser assassinato e os demais estão em investigação, um dele sob sigilo judicial.

A primeira da série de mortes aconteceu o Bairro Califórnia. Na madrugada de 5 de janeiro, Eulálio Pereira dos Santos, 57 anos, acordou com homens chamando pelo seu apelido “Antônio da Ana”  do lado de fora da casa. Ao abrir a porta, foi alvejado com vários tiros e morreu antes da chegada do socorro. “Vizinhos comentam que ouviram muitos tiros e saíram para ver o que estava acontecendo. Eles relatam que viram duas pessoas correndo a pé, o que acreditamos serem os dois criminosos que mataram a vítima”, relatou à época o capitão Paulo Roberto, subcomandante do 15º Batalhão de Polícia Militar. Segundo a polícia, Antônio da Ana controlava o tráfico no bairro.

Fonte: Campo Maior em Foco

Please follow and like us:
error

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui