Escrivão da Polícia Civil é preso por vender motos apreendidas no Piauí



Compartilhe

Um escrivão da Polícia Civil foi preso nesta segunda-feira (11) suspeito de vender motocicletas apreendidas em operações policiais. O corregedor geral da Polícia Civil do Piauí, delegado Emir Maia, confirmou a prisão do escrivão, identificado apenas como Pimentel, ao Cidadeverde.com. aaadcss

A investigação da Polícia Civil apontou que o escrivão participava de uma organização criminosa no interior do Piauí. Ele era lotado no município de Porto e chegou a alterar as datas dos boletins de ocorrências registrados na delegacia para facilitar o esquema ilegal. As motos comercializadas pelo grupo eram as recapturadas pela polícia.

A prisão do escrivão ocorreu no 2º Distrito Policial, na zona Norte de Teresina. Pimentel foi transferido do interior para a capital quando descoberto o esquema em Porto.

“Desde o ano passado para cá, ele estava comercializando as motocicletas apreendidas pela polícia. Ele se juntou a mais cinco pessoas, mecânicos e donos de autopeças, a fim de vender essas motos. Foram mais de 20 motos”, disse o delegado Emir.

“Ele também adulterava os boletins de ocorrência para facilitar a circulação das motocicletas”, acrescentou.

Emir Maia ressaltou que o escrivão irá passar pelo exame de corpo de delito e depois será encaminhado, por meio de ordem judicial, a Penitenciária de Campo Maior.

Além do escrivão, outras duas pessoas foram presas por participar dessa organização criminosa. Essas duas pessoas foram identificadas como Francisco Josemar Lopes  e Ferdinand Lopes da Silva.

Pimentel era escrivão da Polícia Civil há 30 anos, e estaria participando desse esquema há um ano, quando foi transferido para Porto. “Ele já tinha até pedido para se aposentar. Quando soube que ia ‘estourar isso’ foi até a Corregedoria na semana passada pedir uma Certidão Negativa, quando foi agora aconteceu isso contra ele”.

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Please follow and like us:

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui