Há 29 anos Freddie Mercury fazia sua última aparição em público

Compartilhe

Nesta data, em 18 de fevereiro de 1990, aconteceu a última aparição pública de Freddie Mercury, quando o Queen recebeu uma homenagem no Brit Awards, em Londres, sendo condecorado por sua “Contribuição à Música Britânica”.

Freddie estava junto com a banda mas não abriu a boca, o que serviu para alimentar os rumores que diziam que ele estava doente, que já vinham ocorrendo há um certo tempo – a última apresentação da banda com o vocalista aconteceu em 9 de agosto 1986 no Knebworth Fest. Já em outubro daquele ano, a imprensa britânica começou a noticiar que Mercury havia sido diagnosticado como portador do vírus da AIDS em uma clínica da rua Harley, e uma repórter do The Sun perguntou ao cantor a respeito quando ele desembarcou em um aeroporto voltando de uma viagem ao Japão, e ele negou o boato. De acordo com o parceiro de Freddie, Jim Hutton, o cantor foi diagnosticado soropositivo em abril de 1987, mas decidiu negar todos os boatos sempre que questionado. No entanto, a saúde física de Freddie se deteriorou rapidamente, e ele começou a aparecer em público cada vez mais magro e pálido, o que levou a imprensa a publicar centenas de artigos especulando sobre o assunto.

Apesar de não poder se apresentar ao vivo, Freddie continuou a trabalhar com a banda até o fim; depois de descobrir sua doença, o cantor lançou um disco de ópera e também lançou mais dois álbuns com a banda, e continuou a gravar videoclipes com o grupo, sendo que o vídeo de “These Are the Days of Our Lives”, gravado em maio de 1991, foi o último trabalho de Freddie em frente as câmeras; para esconder as horríveis manchas que tinha na pele, ele teve de passar horas se maquiando, e o vídeo teve de ser lançado em preto e branco para esconder sua aparência.

Fonte: MN

Please follow and like us:
error

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui