Mesmo sem casos confirmados, Adapi proíbe transporte de suínos em Campo Maior



Compartilhe

Na manhã desta segunda-feira (15/04), funcionários da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi), compareceram no Mercado do Produtor, localizado no bairro Matadouro em Campo Maior, para passar informações para os produtores sobre a proibição e comercialização de carne suína no município. O Governo do Estado assinou uma portaria proibindo a comercialização em todo Estado, depois que foi descoberto foco da peste suína na cidade de Lagoa do Piauí a 42 Km de Teresina.

De acordo com Técnico da Adapi João Teixeira, o que está proibido em Campo Maior é o trânsito de suínos. O abate não está proibido, por que a cidade não tem serviço de inspeção para fazer a fiscalização.

Não foi registrado nenhum caso em Campo Maior. A ADAPI informou que vai fiscalizar o transporte e recolher a carga que encontrar. Dentro do comercio quem deve fazer a fiscalização é a vigilancia sanitária. “Se eu for fazer um trabalho de trânsito e encontrar carne em trânsito ela é apreendida porque na prática não tem abatedor de suino em Campo Maior”, exemplificou o João Teixeira, afirmando que o papel de fiscalizar a comercialização é da vigilância sanitária.

O primeiro caso foi diagnosticado no município de Lagoa do Piauí,a 42 km de Teresina, e preocupa criadores do Piauí e do Ceará. A doença não atinge seres humanos.

Desde o início do mês de março a Adapi intensificou a fiscalização nas fazendas de criadores de suínos localizadas na fronteira entre Piauí e o Ceará e nos caminhões que transportam animais entre os dois estados. A fiscalização começou ainda em novembro do ano passado, depois que um alerta foi emitido após o Ministério da Agricultura, que havia confirmado a existência de focos da peste suína no estado vizinho.

Please follow and like us:
error

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui