Piauiense é espancado até a morte em frente a bar em São Paulo

Compartilhe

O piauiense Francisco Reis de Sousa, de 42 anos, que há bastante tempo residia no estado de São Paulo, onde trabalhava como pedreiro, foi assassinado após uma discussão banal. As informações são do portal Cidades na Net.

O crime ocorreu em frente a um bar, na cidade de Mairiporã, distante 40 km da capital São Paulo. O pedreiro foi cercado por quatro homens. As agressões começaram depois que a vítima urinou na rua. Um dos suspeitos estava com a namorada no bar, não gostou e foi tirar satisfação com Francisco. O agressor chamou mais três amigos e o pedreiro foi agredido até a morte.

Depois de praticarem o crime, os suspeitos subiram um escadão que fica na rua do bar e jogaram o corpo da vítima em um terreno baldio.

Francisco Reis ficou mais de uma semana sem dar notícias para a família. A polícia começou a investigar o caso depois que familiares foram até a Delegacia de Mairiporã para registrar o Boletim de Ocorrência, enquanto procuravam informações em hospitais e necrotérios.

Nas investigações, por meio de uma denúncia anônima, a polícia chegou até um dos suspeitos, um jovem de 23 anos, que delatou os nomes dos outros envolvidos. Dois foram detidos, um terceiro fugiu no momento da abordagem policial e o quarto ainda não foi identificado. Os dois detidos seriam foragidos da Justiça.

A irmã da vítima lamentou a violência e recriminou a atitude dos agressores. “Custa chamar autoridade, a polícia, ou falar: moço, o senhor tá errado, eu vou chamar a polícia. Isso não se faz, isso é crime. Mas não ir tirar a vida de uma pessoa porque ele urinou na rua.”, disse.

O caso foi exibido na manhã desta terça-feira (12) em uma reportagem do programa Balanço Geral, na Record TV.

Francisco Reis de Sousa tinha suas origens familiares na região do povoado Abóbora, interior do município de Massapê do Piauí, mas residia há mais de uma década em São Paulo.

Fonte: 180Graus

Please follow and like us:
error

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui