Secretaria Municipal de Saúde de Piripiri inicia campanha Janeiro Roxo

Compartilhe

Piripiri inicia 2019, com a campanha Janeiro Roxo: Todos contra a Hanseníase. O departamento de vigilância em saúde, da secretaria municipal, pretende despertar na população a conscientização sobre esta doença. Ela tem cura, mas se não for diagnosticada e tratada a tempo, pode provocar sequelas irreversíveis.

Em Piripiri, segundo o Departamento de Vigilância em Saúde, nos últimos cinco anos, foram notificados 122 casos da doença. Em relação ao ano passado, foram diagnosticados 26 casos (17 masculinos e 09 femininos), com maior predominância na faixa etária entre 40 e 59 anos.


Durante o Janeiro Roxo estão previstas a realização de exames, ações de conscientização nas unidades de saúde e divulgação do tema nas redes sociais, portais, empresas, emissoras locais, igrejas e demais locais com aglomerações de pessoas. Os casos suspeitos devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa.


A enfermeira Ana Célia Mesquita, responsável pelo programa em Piripiri, disse que os principais sinais da doença são manchas esbranquiçadas ou avermelhadas na pele, alteração ou perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e ao toque, além de áreas de dormência, sensação de formigamento, fisgadas no corpo e outros sintomas como, por exemplo, o surgimento de caroços, placas no corpo e diminuição da força muscular.
É importante lembrar ainda que os exames de laboratório conseguem identificar menos de 50% dos casos e, para tanto, a Sociedade Brasileira de Hansenologia alerta que o exame clínico é suficiente para o diagnóstico.


Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui