Servidor público no PI é preso suspeito de aplicar golpes com contratos falsos de imóveis



Compartilhe

Um agente administrativo, identificado como Elionilson Gomes, foi preso em flagrante, nessa segunda-feira (15), suspeito de estelionato na cidade de União, a 59 km de Teresina. Segundo a Polícia Civil, ele estava se passando por corretor de imóveis para aplicar golpes nas vítimas com contratos falsos em nome da Caixa Econômica Federal. As informações são do G1.

“Ele cobrava uma entrada de R$ 1 mil e que a vítima passaria 25 anos pagando a taxa de R$ 90 para receber o imóvel, que seria financiado pela Caixa. Só que ele não tinha autorização para realizar esses negócios. Além disso, o suspeito usava o fato de ter prestado serviço para a Polícia Civil para ganhar confiança dos clientes”, informou o investigador Júnior Lopes.

Após denúncias das vítimas, um inquérito policial foi aberto. Durante o cumprimento do mandado de prisão, o suspeito foi localizado em uma praça da cidade recebendo o dinheiro das vítimas, mas evadiu do local ao perceber a presença da polícia, e em seguida preso em casa.

“Com ele foi apreendido R$ 3.600, que recebeu das quatro vítimas. Tinha camisa e carteira da Polícia Civil com o nome de agente administrativo, que ele mesmo fez, farda da Secretaria de Segurança, muitos recebidos para enganar as vítimas, contratos de serviços advocatícios, procedimentos policiais assinados por ele, plantas e fotos de casas.

O suspeito estava afastado há três meses da Delegacia de União por cobrar serviços que são gratuitos. De acordo com a investigação, ele usava o nome da polícia para cometer crimes e fazia isso no exercício da função.

“Ele cobrava para devolver motos, licença de festas, sendo que todos os serviços na delegacia são de graça. O agente quando tomava conhecimento que alguém estava sendo acusado, ele ligava para a pessoa e ficava extorquindo. Dizia que trabalhava na delegacia, que tinha acesso ao mandado de prisão e se a pessoa pagasse, ele não deixava o caso chegar até o delegado. São várias denúncias desses casos”, explicou o policial.

Os dois casos são investigados separadamente. O suspeito permanece preso na Delegacia de União.

 

Fala Piauí

Please follow and like us:
error

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui