Wellington Dias decreta emergência sanitária por causa da peste suína



Compartilhe

O governador Wellington Dias (PT) anunciou, na segunda-feira, a confirmação de um foco de peste suína no município de Lagoa do Piauí (196 km de Teresina). O gestor falou sobre o trabalho realizado pela Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) para resolver o problema e decretou emergência sanitária.

De acordo com o governador Wellington Dias, o trabalho realizado visa evitar que a doença possa se espalhar para outros municípios.

“O Ministério da Agricultura nos apoia para garantir que possamos saber a área de abrangência e evitar que se propague. O trabalho foca nisso”, falou Wellington Dias.

 

Wellington Dias declarou que a Adapi tem atuado seguindo todas as medidas impostas pelo Ministério da Agricultura para erradicar o foco no Estado.

“Já havíamos anunciado a presença da peste suína no vizinho estado do Ceará. Montamos barreiras e agora detectada essa situação em Lagoa do Piauí. Imediatamente a equipe da Adapi atuou para resolver o problema. Quero agradecer toda a equipe da Adapi pelo trabalho desenvolvido. Eles agiram prontamente abatendo os suínos, tomando providências para não haver a contaminação”, falou.

O gerente de Defesa Sanitária Animal, Idilio Moura, confirmou que o governador do Estado, Wellington Dias assinou o decreto de emergência sanitária para que a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí possa adotar medidas para erradicar o foco de Peste Suína Clássica (PSC).

“O decreto funciona para tomar medidas imediatas sem burocracias como, por exemplo, adquirir produtos, materiais e estruturar o serviço para que possamos atuar de forma rápida e precoce na erradicação desse foco”, declarou.

Idílio Moura ressaltou que a propriedade em que os animais foram encontrados com a doença, no município de Lagoa do Piauí, está interdita e não pode movimentar animais.

“Alguns animais existentes naquele estabelecimento tiveram que ser sacrificados, com todos os equipamentos de proteção e as ações de biosseguridade, conforme determinada a legislação federal e estadual, e o plano de contingência para a erradicação dessa doença”.

As investigações para detectar focos da doença em outras localidades continuam.

“Todas as medidas necessárias já foram adotadas imediatamente neste foco, e estamos com investigações em outras propriedades para saber se a doença está limitada dentro daquele estabelecimento ou se há uma disseminação para outros estabelecimentos circunvizinhos”, acrescentou o gerente.

A Peste Suína Clássica atinge porcos e javalis. Moura acrescentou que ela é uma doença que não afeta o ser humano, não é uma zoonose. “Não precisa o povo ficar em pânico com temos de consumir carne suína”, defende.

Os sintomas clínicos nos porcos com a doença são febre alta, elevada mortalidade, manchas hemorrágicas, podendo apresentar conjuntivite e diarreia. Moura reforça que os criadores ao identificar qualquer sintoma da doença em seus suínos procurem pela Adapi para que os casos sejam investigados.

O Piauí já havia proibido a entrada de suínos oriundos do Ceará uma vez que o estado vizinho vive surto da doença. O mesmo deve ocorrer agora com Piauí. Outros estados, que não possuem foco da doença, devem proibir a entrada de animais oriundos do território piauiense.

Fonte: Meionorte.com

Please follow and like us:

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui